Destaques, Política

Pedido de impeachment de Gilmar Mendes passa de 1,9 milhão de assinaturas

O ministro do Supremo Gilmar Mendes é alvo de um abaixo-assinado que soma 1,9 milhão de assinaturas pedindo seu impeachment. A petição está hospedada no site change.org e é endereçada ao Senado. As decisões judiciais do ministro costumam causar polêmica. Na mais recente, Mendes concedeu um habeas corpus ao ex-governador do Rio de Janeiro Anthony

Política

Juízes poderão ser processados por protestar contra impeachment de Dilma, decide CNJ

Foi aberto, nesta terça-feira (24), um processo disciplinar contra quatro juízes que protestaram contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. A decisão de abrir o processo foi do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Dilma foi afastada do cargo no ano passado, devido aos escândalos envolvendo seu partido PT (Partido dos Trabalhadores). Os juízes que poderão receber

Destaques, Política

Defesa de Dilma pedirá anulação de impeachment

José Eduardo Cardozo, advogado de defesa de Dilma Rousseff, afastada em definitivo do cargo de presidente da República desde o ano passado, disse, nesta segunda-feira (16), que vai solicitar a anulação do impeachment da petista e, para isso, vai usar partes do depoimento do doleiro Lúcio Funaro para a petição. Em nota, o ex-ministro da Justiça

Destaques, Política

Cunha embolsou R$ 1 milhão para “comprar” votos do impeachment de Dilma, revela Funaro

Durante depoimento de delação premiada, o doleiro Lúcio Funaro afirmou que, em 2016, repassou R$ 1 milhão ao então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para que ele  comprasse votos a favor do impeachment de Dilma Rousseff. A polêmica e pesada declaração está em um dos vídeos da delação que se tornaram públicos nesta

Destaques, Política

Há um ano do impeachment de Dilma, o que mudou no Brasil?

(ANSA) – Por Tatiana Girardi – O dia 31 de agosto de 2016 entrou para a história do Brasil como aquele em que a presidente Dilma Rousseff (PT) sofreu um impeachment e deixou o poder, após cumprir menos da metade de seu segundo mandato. No Senado, por 61 votos favoráveis e 20 contrários, Dilma foi