YouTube revela pela primeira vez sua receita com publicidade

A empresa-mãe do Google, a Alphabet, revelou pela primeira vez a receita de publicidade gerada por sua plataforma de vídeo do YouTube: mais de US $ 15 bilhões somente em 2019, representando um aumento de quase 100% desde 2017.

Em seu relatório de ganhos do quarto trimestre, a Alphabet ofereceu informações outrora desconhecidas sobre o YouTube, pintando o retrato de uma empresa lucrativa que se valorizou apesar de ter sido sujeita a escrutínio nos últimos anos por hospedar vídeos extremistas e sensacionalistas

Durante anos, a Alphabet se recusou a oferecer detalhes sobre quanto dinheiro o YouTube gera em receita com publicidade. É a primeira vez desde que o Google comprou o YouTube em 2006 que a empresa revela o dinheiro com o qual os anúncios nos vídeos da plataforma contribuem para a receita total do gigante das buscas.

Segundo o relatório, o YouTube gerou cerca de US $ 8,1 bilhões em 2017, US $ 11,5 bilhões em 2018 e US $ 15,1 bilhões em 2019, contribuindo assim para aproximadamente 10% da receita total do Google.

O mecanismo de pesquisa e a nuvem

Por sua vez, o braço de computação em nuvem do Google, o Google Cloud, registrou receitas de quase US $ 9 bilhões em 2019, enquanto seu onipresente mecanismo de pesquisa gerou cerca de US $ 98 bilhões.

É apenas uma fração da receita total da gigante da tecnologia, que atingiu quase 161 bilhões de dólares em 2019, representando um aumento de 18% em relação ao mesmo período de 2018.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.