Volta ao Mundo em 80 Horas: novo guia traça um percurso realista ao redor do globo

Volta ao Mundo em 80 Horas: novo guia traça um percurso realista ao redor do globo

Ao sentir-se desafiado por seus companheiros de clube, o gentleman inglês Phileas Fogg aposta que é capaz de dar a volta ao mundo em apenas 80 dias, arriscando todo o seu dinheiro. Homem misterioso, de poucas palavras e rotina inabalável, Fogg inicia a viagem no mesmo dia, levando consigo apenas seu empregado recém-contratado, o francês Jean Passepartout, e uma bolsa. 

 A volta ao mundo em 80 dias é uma incrível aventura pelos mais diversos locais, culturas e situações. De Londres a Yokohama e de lá para Nova York, passando por Bombaim, Hong Kong, São Francisco e outras cidades, em barcos, trens, elefante e trenó a vela, Verne leva nossos heróis – aos quais se juntarão o inspetor Fix e a deslumbrante Ms. Alda – a enfrentar tempestades marítimas, fanáticos religiosos, sabotagens e ataques de índios e de lobos famintos. 

Mas nos dias atuais, imitar a clássica jornada do romance A Volta ao Mundo em 80 Dias – do francês Júlio Verne, envolveria 70 viagens de trem durante 31 dias. 

No entanto, a Betway – site de cassino online, produziu o infográfico intitulado “A volta ao mundo em 80 horas” que traça um percurso mais realista ao redor do mundo. Nele, você encontrará rotas para viajar de carro, trem, barco ou avião.  

O guia compara a distância que seria percorrida e o tempo gasto com cada modo de transporte, mantendo-se o mais próximo possível do caminho percorrido pelo protagonista Phileas Fogg, do livro inspirador — quase 150 anos após sua primeira publicação. 

Iniciando e finalizando em Londres, o extenso infográfico intitulado “A volta ao mundo em 80 horas” também documenta a quilometragem total, as paradas e o tempo necessário para cobrir cada trecho da viagem, além de qualquer desvio necessário no método de viagem escolhido. 

A pesquisa mostra que a maneira mais rápida de recriar a famosa rota de Phileas Fogg é indo de avião, percorrendo os 44.720 quilômetros de Londres em apenas 3,3 dias ou 80 horas. No entanto, os viajantes precisarão se desviar da rota original devido a escalas e terão que pegar carona em 3 trens para concluir a viagem. 

Ainda de acordo com a pesquisa da Betway, o caminho marítimo é o método de viagem mais lento, tendo que percorrer 45.726 quilômetros em impressionantes 72 dias. Embora isso ainda seja consideravelmente mais rápido que o tempo percorrido pelo protagonista Phileas, ainda é 41 dias mais lento que viajar de trem e 48 dias mais lento do que aqueles que viajam de carro. 

Apreciar o trajeto 

Ir de veículo automotivo ou sair de barco, é a melhor opção para aqueles que desejam apreciar o trajeto de viagem pelo máximo de tempo possível. Em um desses métodos, os viajantes precisariam mudar para uma alternativa apenas três vezes durante o percurso. Por outro lado, o desenvolvimento restrito das linhas ferroviárias no Oriente Médio significa que os viajantes precisarão se desviar dos trens 21 vezes para “reencenar a rota original”. 

Enquanto a rota original de Phileas percorria impressionantes 65.605 quilômetros, a distância máxima que os viajantes precisariam percorrer hoje é de 51.378 quilômetros de carro. Essa distância é seguida de perto pelo: 

  • Barco, com 45.727 quilômetros; 
  • Trem, com 57.207; 
  • Avião, com 44.720. 

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: