macaco buginho febre amarela
Foto: Wikipedia

O vírus da febre amarela é transmitido somente pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo da Dengue. Muitas das vezes, pessoas associam que macacos também causam o aumento da proliferação da doença, mas na realidade, este animal é o primeiro sinal de que alguma região possa vir a sofrer com surtos da febre amarela. Por isso, é necessário que a população em regiões de risco, como cidades próximas a matas e rios, estejam vacinadas para que não sofram com este tipo de doença.

O Consultor científico do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fiocruz, Reinaldo de Menezes, explica a importância dos macacos no combate da patologia.

“O mosquito é quem transmite a doença, se tirarmos os macacos, os mosquitos irão atrás de outra fonte de sangue, que seremos nós. Então, vai ser pior. Além disso, o macaco, principalmente o buginho, é um sinalizador da circulação do vírus. Daí, a gente fica sabendo onde a vacinação é prioritária: que é onde tem macacos morrendo por conta do vírus. Portanto, essa atitude [matar os macacos], além de uma coisa cruel, é ineficaz e até mesmo prejudicial.”

como a febre amarela é transmitida

Como se proteger?

Busquem as unidades de saúde que estão distribuindo a vacina. Devem se vacinar contra a febre amarela apenas pessoas que moram nas áreas de recomendação da vacina ou as pessoas que pretendam viajar para essas regiões.

Para adultos que tomaram a primeira dose há menos de dez anos também não há necessidade de adiantar a dose de reforço. Para se imunizar, lembre-se de levar um documento com foto e o cartão de vacina. Para saber mais, acesse www.saude.gov.br/febreamarela.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.