Virou rotina? UPA de Parnamirim volta a ficar sem médico

Virou rotina? UPA de Parnamirim volta a ficar sem médico

A Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do bairro Nova Esperança – um dos mais inseguros em Parnamirim por causa de assaltos, está sem médico desde às 15h de sexta-feira (22). O motivo? Atraso no pagamento aos profissionais.

Os usuários que procuraram a UPA ficaram sem atendimento médico.

Por volta das 8h30 deste sábado (23), um estagiário passou a atender os pacientes. A informação de que ele ainda é estudante de medicina foi dada pelos próprios profissionais da UPA.

A escala da UPA conta com sete médicos, mas neste sábado só os dois das salas de internação estavam trabalhando – especificamente nos cuidados aos pacientes internados.

A paralisação dos médicos da UPA é justificada pela falta de pagamento. Na sexta-feira, a secretária de Saúde de Parnamirim, Terezinha Rêgo, prometeu que até segunda-feira (25) o dinheiro chegará aos profissionais.

“Em novembro, uma decisão judicial nos impediu de fazer contratos diretos. Então tivemos que contratar uma cooperativa, que absorveu os profissionais da UPA. Nós pagamos naquele mês os dias trabalhados de forma direta para o Município, cerca de 15 dias. Mas, desde então, por questões burocráticas, os cooperados não estão recebendo. Mas já resolvemos a situação e até segunda-feira eles vão terão os salários”, declarou.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: