Universo

Vênus e Júpiter irão se “encontrar” no céu nesta terça-feira (30)

venus-e-jupiter
Foto: Reprodução / Youtube

A aproximação de Vênus e Júpiter está visível no céu desde o início do mês de junho deste ano. O fenômeno, que acontece por que os planetas estão convergindo, terá o seu ápice nesta terça-feira (30). A NASA explica que os planetas não estão se aproximando de fato, trata-se da forma com ambos são vistos da perspectiva da Terra. Entenda melhor no vídeo abaixo, divulgada pela Agência Espacial Norte-Americana:

Melhor horário de observação

Segundo a NASA, o melhor horário para a visualização do fenômeno será durante o poente do sol (entre às 18h e 20h). Ou seja, no momento em que o sol se põe é preciso olhar para o oeste. A pesquisadora Josina Nascimento, do Observatório Nacional, confirma que o melhor horário para ver os planetas é no pôr-do-sol. “Entre o início do crepúsculo, às 18h, até as 20h, será o melhor horário para observar”, diz.

A pesquisadora explica que o fenômeno se dá pela troca de posições dos planetas no horizonte. “O que se vê atualmente é Vênus mais perto do horizonte, logo após o pôr do sol e mais acima Júpiter. Nos dias que se seguem após a máxima aproximação, Júpiter é que estará mais perto do horizonte e Vênus mais acima”, detalha.

O Observatório Nacional também informa que o fenômeno deve durar até o mês de julho. Porém, a configuração do céu deve mudar. “Aproveite para ver Vênus e Júpiter juntos agora porque em agosto isso não será mais possível”, diz Josina. De acordo com informações do órgão, o encontro entre Vênus e Júpiter acontece, em média, a cada dois anos.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.