Vaticano suspende credencial do jornalista que vazou encíclica do Papa

(ANSA) – O Vaticano suspendeu nesta terça-feira (16) a credencial do jornalista Sandro Magister por ter divulgado o rascunho da encíclica do papa Francisco no jornal “L’Espresso”. A divulgação de 191 páginas do documento “Laudato sii” (“Louvado Seja”) ocorreu há dois dias e, rapidamente, o porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, afirmou que o texto não passava de um rascunho e não era a versão final.

Segundo a agência de notícias “Associated Press”, Lombardi enviou uma carta ao periódico dizendo que a publicação foi “incorreta” e causou problemas para os jornalistas que respeitaram o pedido de “embargo” do texto pelo Vaticano. O lançamento oficial do documento papal será realizado no dia 18 de junho. Ainda em entrevista à “AP”, Magister – que cobre os assuntos do Vaticano há vários anos – afirmou que quem conseguiu a encíclica foi seu editor e que apenas escreveu a introdução às páginas.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!