Vaticano suspende credencial do jornalista que vazou encíclica do Papa

Vaticano suspende credencial do jornalista que vazou encíclica do Papa

Vaticano suspende credencial do jornalista que vazou encíclica do Papa

Romário Nicácio junho 16, 2015 Mundo

(ANSA) – O Vaticano suspendeu nesta terça-feira (16) a credencial do jornalista Sandro Magister por ter divulgado o rascunho da encíclica do papa Francisco no jornal “L’Espresso”. A divulgação de 191 páginas do documento “Laudato sii” (“Louvado Seja”) ocorreu há dois dias e, rapidamente, o porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, afirmou que o texto não passava de um rascunho e não era a versão final.

Segundo a agência de notícias “Associated Press”, Lombardi enviou uma carta ao periódico dizendo que a publicação foi “incorreta” e causou problemas para os jornalistas que respeitaram o pedido de “embargo” do texto pelo Vaticano. O lançamento oficial do documento papal será realizado no dia 18 de junho. Ainda em entrevista à “AP”, Magister – que cobre os assuntos do Vaticano há vários anos – afirmou que quem conseguiu a encíclica foi seu editor e que apenas escreveu a introdução às páginas.

Outros artigos