Brasil

Brasil desperdiça 37% da água tratada

Um relatório do governo federal aponta que 37% da água tratada para consumo é desperdiçada antes de chegar às torneiras. Problema ocorre, principalmente, devido às falhas das tubulações. Os dados, referente a 2013, que constam no Sistema Nacional de Informações de Saneamento Básico do Ministério das Cidades, culpam também fraudes e ligações clandestinas.

Em 2008, 41,1% da água captada e tratada era perdida. Em 2012, índice foi de 36,9%. Em São Paulo, que vive a pior crise hídrica de sua história, o desperdício é equivalente à produção atual do sistema Cantareira, que opera com cerca de 5,6% de sua capacidade.

Em 2013, pelo menos 37% da água tratada  não chegaram às torneiras do consumidor (Foto: Reprodução)

Em 2013, cerca de 37% da água tratada não chegou às torneiras do consumidor (Foto: Reprodução)

Os números, que são os mais recentes, indicam que o desperdício permanece acima do percentual indicado pelo Snis, que é abaixo de 20%. Entre as principais causas apontadas para o desperdício estão os vazamentos em adutoras, nas redes, nos ramais, em conexões e nos reservatórios das prestadoras de serviço responsáveis pelo abastecimento.

As regiões Norte e Nordeste apresentam a maior taxa de desperdício, com 50,8% e 45%, respectivamente, seguidas do Sul (35,1%), do Centro-Oeste (33,4%) e do Sudeste (33,4%).

O relatório aponta a necessidade de melhoria na gestão e modernização dos sistemas por parte das empresas responsáveis pelo abastecimento de água para garantir a sustentabilidade do serviço. “Em tempos de escassez hídrica, a gestão de perdas de água tem papel fundamental nas ações estruturantes nos prestadores de serviços.”

Entre as unidades federativas com menor índice de perdas estão o Distrito Federal e Goiás, com 27,3% e 28,8% de desperdício, respectivamente.

Situados na faixa entre 30% e 40%, estão 12 estados: no Norte, o Tocantins; no Nordeste, a Paraíba, o Ceará e o Maranhão; no Sudeste, o Espírito Santo, Minas Gerais, o Rio de Janeiro e São Paulo; no Sul, o Paraná, Santa Catarina e o Rio Grande do Sul e, no Centro-Oeste, Mato Grosso do Sul.

Na última faixa, maior que 40%, restaram 13 estados: no Norte, o Acre, o Amazonas, o Amapá, o Pará, Rondônia e Roraima; no Nordeste, Alagoas, a Bahia, Pernambuco, o Piauí, o Rio Grande do Norte e Sergipe; no Centro-Oeste, Mato Grosso. O Amapá tem o pior índice de desperdício, 76,4%, seguido por Roraima, com 59,7%.

Read More...

RN

Proposta do Governo de investir R$ 850 milhões em infraestrutura é aprovada por unanimidade na Assembleia

A Assembleia Legislativa do RN aprovou no início da tarde desta quarta-feira, 21, o plano de aplicação do empréstimo no valor de R$ 850 milhões contratado ao Banco do Brasil. Os recursos, por proposição do governador Robinson Faria, serão majoritariamente aplicados para concluir obras de infraestrutura.

Em plenário, os 21 deputados presentes à sessão votaram favoravelmente ao plano de aplicação dos recursos que foi anteriormente debatido com os parlamentares. Os recursos vão permitir o pagamento de indenizações e contrapartidas para a conclusão de obras como o prolongamento da avenida Prudente de Morais, o Pró-transporte na zona norte de Natal, os acessos ao aeroporto de São Gonçalo do Amarante, os acessos à ponte Newton Navarro e a continuidade das obras da Barragem de Oiticica no município de Jucurutu.

Outros setores também são contemplados pelo Governo do Estado no plano de aplicação dos recursos. A Segurança receberá novo aporte de investimentos, assim como a Saúde, o que permitirá melhorias nos hospitais regionais e a instalação do Hospital de Traumas. O plano de aplicação também prevê destinação de recursos para a construção da terceira ponte de ligação à zona norte na capital. “São obras fundamentais para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte. Obras de infraestrutura com reflexos sociais na melhoria da qualidade de vida e atendimento à população”, declarou o Governador do Estado Robinson Faria.

O deputado estadual Fernando Mineiro afirma que a aprovação vai assegurar condições para o Governo do Estado investir em ações para atender as demandas da sociedade em vários setores.

O presidente da Assembleia, deputado Ricardo Motta, explicou que os deputados receberam a proposta do Governo e discutiram amplamente a aplicação dos recursos, o que resultou na aprovação por unanimidade no Legislativo.

Read More...

Ciência

Microsoft apresenta o Windows 10 e ‘aposenta’ o Internet Explorer

A Microsoft acaba de lançar o seu novo sistema operacional, o Windows 10. Ele será acessível através de computadores, tablets e smartphones e contará com uma assistente pessoal chamada de “Cortana”. Além disso, o menu “Iniciar” estará de volta com uma central para exibir notificações recebidas por aplicativos e foi desenhado para responder tanto a comandos “touchscreen” quanto a ações executadas pelo mouse ou o teclado. Outra novidade é que a Microsoft “aposentou” o histórico navegador Internet Explorer e lançou o novo navegador, o Project Spartan. As novidades foram apresentadas nesta quarta-feira (21) pela Microsoft, que desenhou o sistema para rodar em qualquer aparelho.

Foto: Divulgação/Microsoft

Foto: Divulgação/Microsoft

“Nós pensamos no Windows como um serviço”, Terry Myerson, vice-presidente de sistemas da Microsoft. “Nós próximos anos queremos ver o Windows como o maior serviço de internet”. Com isso, a Microsoft tenta construir uma experiência mais uniforme para todos os aparelhos que o rodarem, desde smartphone e tablets até computadores, segundo Joe Belfiore. No primeiro ano, o upgrade para quem usar o Windows 8.1 ou o Windows 7 será gratuito. Todas as novidades serão liberadas aos poucos pela Microsoft.

Novo sistema operacional será acessível em todas as plataformas. Foto: Divulgação/Microsoft

Novo sistema operacional será acessível em todas as plataformas. Foto: Divulgação/Microsoft

Assistente Pessoal Cortana

A nova estratégia da Microsoft é interação com o usuário, pensando nisso, lançou a assistente pessoal Cortana, que responde questões e fornece informação como a Siri, da Apple, ou o Google Now, do Google. Pode, por exemplo, responder como está o clima ou o trânsito. Diferentemente de suas rivais, a Cortana funcionará não só em smartphones e tablets, mas também em computadores e notebooks.

Cortana pode exibir arquivos de texto, imagens, vídeos, e-mails, músicas e de programas a partir de perguntas como “Cortana, me mostre imagens de dezembro” ou “Cortana, me mostra apresentações de Power Point sobre caridade”. Os resultados exibidos são baseadas nos arquivos que estão hospedados no sistema do aparelho, na nuvem ou em buscas realizadas na internet.

Com a ajuda de Cortana, é possível executar ações no computador, como compor e enviar e-mails. A assistente pode ainda responder perguntas pessoais, baseada nos interesses pessoais dos usuários. “Ela sabe o que eu deixo que ela saiba sobre mim”, afirmou Joe Belfiore, vice-presidente de Sistemas Operacionais da Microsoft. Segundo a Microsoft, a assistente pessoal será liberada ao longo dos próximos meses.

Project Spartan

Em dispositivos com tela sensível ao toque, o navegador Spartan permite fazer desenhos e rabiscar anotações ou selecionar partes de uma página na internet para serem salvas como imagem. Outro recurso que parece ter sido levado do mundo móvel para os computadores é o Action Center, uma área para executar tarefas rápidas e que exibe diversas notificações dos vários aplicativos instalados no Windows. O menu “iniciar”, retirado no Windows 8, está de volta.

O Windows 10 também é uma tentativa da Microsft de mesclar uma volta às origens preservando o que deu certo no Windows 8, que não foi bem aceito. Um dos recursos remanescentes é o menu que reúne os aplicativos. O beta do Windows 10 parece ter caído no gosto dos consumidores, já que a prévia do sistema foi baixado por 1,7 milhão de pessoas, três vezes mais do que o Windows 8.

Xbox

Os aparelhos que rodarem o Windows 10 serão equipados com um app para registrar históricos de partidas no Xbox, contatos, recordes e outras informações. Esses aparelhos, sejam smartphones, tablets ou computadores, também farão ainda transmissões em tempo real de partidas disputadas no console da Microsft.

Read More...

Saúde

Pesquisa revela que café pode proteger contra o câncer de pele

De acordo com um estudo, apenas uma única xícara de café por dia pode ajudar a prevenir o câncer de pele. Quatro xícaras por dia, no entanto, protegeria mais contra o melanoma maligno, disseram os pesquisadores. Cientistas do departamento de pesquisa de saúde do governo os EUA fizeram os estudos em 450.000 homens e mulheres por uma década.

Os voluntários tiveram uma média de idade de 63, no início do estudo, quando todos estavam livres de melanoma maligno. No final, quase 3.000 tinham sido diagnosticados com o câncer de pele. Aqueles que bebiam café – 90% do grupo – eram menos propensos a ter a doença. Quanto mais eles beberam, menor suas chances, informou o Journal of the National Cancer Institute

Aqueles que tomaram quatro xícaras de café por dia tinham 20% menos probabilidade de sofrer da doença do que aqueles que nunca beberam. A análise prévia tem mostrado que a cafeína pode provocar a morte das células danificados por raios UV, mas deixa as saudáveis ​​ilesas. A pesquisa levou em conta fatores que podem ter afetado o resultado, incluindo o tabagismo, consumo de álcool e a incidência solar na cidade em que a pessoa morava.

Os pesquisadores disseram que o impacto do melanoma maligno é tão grande que até mesmo uma pequena redução no risco poderia ser significativo. No entanto, os viciados em café não estão completamente à salvo. O NHS informa que beber mais de quatro xícaras de café por dia pode aumentar a pressão arterial e que os amantes de café, chá e outras bebidas ricas em cafeína deve considerar moderar, ou até mesmo cortar o seu consumo.

As informações são do Daily Mail.

Read More...

Ciência

Criança de 7 anos mostra como é fácil invadir uma rede Wi-Fi em menos de 11 minutos

Uma criança de apenas 7 anos de idade invadiu uma rede Wi-Fi em apenas 10 minutos e 54 segundos depois de assistir um vídeo tutorial online. A demonstração de “hacker ético” foi realizada sob a supervisão de um especialista em segurança on-line para destacar o quão vulneráveis ​​são as redes públicas.

Os especialistas preveem que os ataques à redes Wi-Fi públicas vão subir em 2015. Uma investigação feita pelo 5 News no início desta semana descobriu que hackers podem forçar os usuários a mudar seus telefones de uma rede Wi-Fi legítima para uma falsa, sem que eles soubessem. Isso tornou possível para os ladrões acessar telefones pessoais, hackear contas de e-mail, roubar dados de login, seguir os movimentos das pessoas e até mesmo acessar contas bancárias online.

Para colocar esses perigos em perspectiva, o provedor de rede privada virtual (VPN)  Hidemyass.com (HMA) recrutou uma criança para atacar uma rede pública. Betsy Davies, de Dulwich, sul de Londres, hackeou o laptop de um participante voluntário enquanto eles estavam conectados a uma rede Wi-Fi aberta.

Uma investigação feita pelo 5 News no início desta semana descobriu que hackers podem forçar os usuários a mudar seus telefones de uma rede Wi-Fi legítima para uma falsa, sem que eles soubessem

Uma investigação feita pelo 5 News no início desta semana descobriu que hackers podem forçar os usuários a mudar seus telefones de uma rede Wi-Fi legítima para uma falsa, sem que eles soubessem

A garota começou a procurar, e assistir, um tutorial em vídeo disponível gratuitamente detalhando como hackear uma rede. Uma busca no Google retorna mais de 11 milhões de resultados, e YouTube lista quase 14.000 tutoriais. A estudante, em seguida, criou um ponto de acesso de Rogue. Geralmente esse tipo de ataque acontece quando em um determinado local, uma determinada rede wireless tem seu sinal enfraquecido, o então atacante cria uma rede wireless com o mesmo SSID e BSSID e compartilha a conexão com a internet através de um 3G, por exemplo, ou até mesmo da própria rede a ser pirateada, onde se utiliza uma antena de maior ganho para alcançar o sinal e posteriormente distribuir.

O experimento foi supervisionado pelo especialista em segurança online, Marcus Dempsey. Ele é contratado por empresas para verificar a robustez de seus sistemas de rede. “Os resultados desta experiência são preocupantes, mas não totalmente surpreendente,” disse o Sr. Dempsey. “Eu sei o quão facilmente um leigo pode ter acesso ao dispositivo de um estranho, e numa época em que as crianças são muitas vezes mais ‘tech-alfabetizadas’ do que os adultos, a pirataria pode ser literalmente uma brincadeira de criança.”

De acordo com o acompanhamento da investigação por HMA, quase dois terços (59%) de pessoas usam regularmente redes não seguras, ou Wi-Fi “abertos” sendo que um em cada cinco (20%) faz esse tipo de acesso semanalmente ou mais.

As informações são do Daily Mail.

Read More...