UFRN suspende aulas presenciais por causa do coronavírus
Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

UFRN suspende aulas presenciais por causa do coronavírus

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) decidiu suspender todas as aulas presenciais por tempo indeterminado, a partir desta terça-feira (17), como forma de tentar conter o avanço do contágio pelo novo coronavírus (Covid-19).

A decisão foi informada pelo perfil oficial da Universidade no Twitter.

A medida acontece após alterações nos três poderes do Rio Grande do Norte e outras repartições públicas por causa do novo coronavírus. A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) já havia suspendido as aulas presenciais, no último domingo (15), para evitar aglomerações.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

One thought on “UFRN suspende aulas presenciais por causa do coronavírus

  1. TODAS AS VIDAS IMPORTAM!

    Exigimos que todas as atividades acadêmicas e administrativas da UFRN, exercidas por técnicas e técnicos, terceirizadas e terceirizados, trabalhadores e trabalhadores da FUNPEC, estudantes-bolsistas, professoras e professores, sejam imediatamente suspensas, sem qualquer desconto em suas remunerações!

    O vice-reitor da UFRN externou na manhã do dia 17.03, em entrevista na FM Universitária, que as aulas presenciais da UFRN estão suspensas. Infelizmente, a posição mantém algumas atividades acadêmicas e TODAS as atividades administrativas! Estas últimas, realizadas principalmente por trabalhadoras e trabalhadores técnico-admnistrativos, pessoal terceirizado e bolsistas, não são mais importantes do que nossas saúdes e vidas. Casos específicos de trabalho que lidam com vidas ou serviços considerados inadiáveis devem ser tratados como exceção; não como regra.

    Exigimos que a Reitoria revise sua posição e pare de hierarquizar nossas vidas! A possibilidade de contágio é maior em salas de aulas, entre professores e estudantes, mas não é desprezível na aglomeração de trabalhadores nos demais setores da UFRN, bem como na exposição destes em suas rotinas e em transportes coletivos para acessar o local de trabalho. Além disso, a continuidade dessas atividades poderá estimular a procura por atendimento presencial por parte dos alunos e da sociedade. A suspensão deve seguir sendo reavaliada, à medida que a pandemia for avançando e sendo controlada. A suspensão não trará prejuízos irrecuperáveis para a UFRN, mas pode ser fatal para as pessoas.

    Demandamos que a reitoria receba a representação das servidoras e servidores técnico-administrativo o mais rápido possível e que o Sintest, sindicato que representa a referida categoria da UFRN, exija nessa reunião que técnicos, terceirizados, fundacionais, bolsistas, professores-gestores sejam liberados de suas atividades administrativas imediatamente.

    Pedimos ao DCE, a ADURN e a toda comunidade que se junte a essa luta não apenas pelas categorias que representam, mas por todas e todos nós, na certeza de que todas as vidas importam!

    #TodasAsVidasImportamUFRN

    COLETIVO LUTA EDUCADORA – UFRN

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: