Mundo

Trump promete tirar EUA do Trans-Pacífico assim que assumir governo

Donald-Trump
Foto: Divulgação / Wikimedia Commons

(ANSA) – O recém-eleito presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeu retirar o país da Parceria Trans-Pacífico (TPP) em seu primerio dia de governo, em 20 de janeiro. De acordo com o magnata republicano, que venceu as eleições norte-americanas no dia 8 de novembro, logo que assumir a Casa Branca, será oficializada a intenção dos Estados Unidos de abandonar o TPP, que reúne 12 países e é responsável por 40% do PIB mundial. O acordo de livre-comércio foi alcançado em 2015, após sete anos de negociações.

Em um vídeo divulgado na noite de ontem (21), Trump anunciou que usará decretos no primeiro dia de governo para tomar medidas em seis áreas importantes: comércio internacional, regulações, segurança nacional, imigração, energia e ética. Apesar do grande temor de medidas drásticas contra imigrantes, já que Trump fez várias ameaças durante sua campanha eleitoral, como a construção de um muro na fronteira com o México e a deportação de milhares de pessoas, as maiores mudanças devem ocorrer na área comercial.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias em seu e-mail. O artigo continua após o formulário!

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Além do TPP, o magnata republicano quer tirar os Estados Unidos do Nafta, bloco de livre-comércio da América do Norte com o Canadá e o México. Na área da imigração, Trump começará seu governo investigando abusos na concessão de vistos de trabalhos a estrangeiros. Já para a segurança internacional, o republicano pedirá a elaboração de um plano contra ataques cibernéticos, o que já era uma prioridade para o governo do democrata Barack Obama, que em fevereiro anunciara medidas como esta.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.