Codinome Breno

Três produções do Rio Grande do Norte participam do 30° Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo: Codinome Breno, Em Reforma e Filho de Peixe. O evento, que acontece entre 22 de agosto e 1º de setembro de 2019, acompanha a evolução tecnológica da película à realidade virtual.

Na Mostra Brasil, o representante do estado é Codinome Breno (Manoel Batista), que conta a história de Manoel e sua busca por reconstruir o mosaico das memórias. O público pode assisti-lo nos dias 23 de agosto, às 21h30, no CineSesc; no dia 24, às 17h, na Cinemateca Brasileira – sala BNDES; e no dia 28, às 15h, no Centro Cultural São Paulo.

Compondo a inédita Mostra Competitiva, que premia produções nacionais, o curta Em Reforma (Diana Coelho) apresenta Bianca, uma professora da rede pública que está contando os minutos para se aposentar e resolve reformar a casa para receber sua filha por um tempo. Ele tem sessões nos dias 24 de agosto, às 21h, na Cinemateca Brasileira – sala BNDES; 26, às 19h30, no CineSesc; e 30, às 19h, no Centro Cultural São Paulo.

Já Filho de Peixe (Igor Ribeiro) está na programação das Oficinas de Realização Audiovisual. Ao longo da história, o público descobre que o filho de um peixe pode ser o que quiser. O filme será exibido nos dias 22 de agosto, às 15h, no Cine Olido; 26, às 17h, no Cine Olido; e 29, às 19h, no Centro Cultural São Paulo.

Celebrando 30 anos ininterruptos de realização, o Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo, dirigido por Zita Carvalhosa e organizado pela Associação Cultural Kinoforum, apresenta gratuitamente 324 filmes de 53 países, em diferentes salas de cinema da capital paulista.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.