Trabalhadores da saúde de Natal encontram dificuldade para realizar testes de Covid-19

junho 3, 2020 0 Por Rafael Nicácio
Trabalhadores da saúde de Natal encontram dificuldade para realizar testes de Covid-19

Em meio à pressão de atuar no combate à pandemia, muitos servidores da saúde do município de Natal têm reclamado de terem que trabalhar com sintomas da Covid-19 e com a dúvida se estão ou não infectados.

De acordo com relatos de servidores, a dificuldade em realizar o exame é grande. Uma servidora – que preferiu ter sua identidade preservada, diz que estava trabalhando há cinco dias com falta de paladar e de olfato e que não conseguiu fazer o teste porque “alegam que a prioridade é testar pacientes com sintomas graves da doença”.

“Fui no Hospital dos Pescadores porque estou há cinco dias sem sentir olfato e paladar. Antes de sentir o olfato tive uma crise de garganta. Mas a dificuldade para realizar o teste é grande. Segundo o hospital, eles tiram a quantidade dos pacientes que estão internados e que precisam colher o teste. O que sobra é distribuído às pessoas que aguardam na fila que chegam entre 3 e 5h da manhã. Então, se sobrar um teste só o primeiro da fila vai poder fazer. A orientação que a direção deu é que os profissionais com sintomas teriam que ir todos os dias para arriscar um desses testes que sobram”, disse a trabalhadora ao Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde-RN).

Ainda, segundo a servidora, os trabalhadores da saúde estão se contaminando porque na hora do repouso não têm como dormir paramentado. “A gente não dorme paramentado. Então, é um colega contaminando o outro e cada colega contamina sua família. Isso é um absurdo. Pelo menos para o pessoal da saúde poderia ter uma prioridadizinha”, contou.

“Nos cobram dedicação e quando mais precisamos de um mínimo de humanização somos tratados como descartáveis”, declarou outra servidora.

Foto: Hospital Giselda Trigueiro / Reprodução

Um dilema semelhante acontece com os trabalhadores da saúde do estado. No hospital Giselda Trigueiro, referência em tratamento de Covid-19 no RN, várias servidoras relataram a negativa da direção em prestar um atendimento aos seus funcionários, que mesmo apresentando resultado positivo para o novo coronavírus, são encaminhados à Unidades de Pronto Atendimento (UPA).

Para o Sindsaúde-RN, é inadmissível que os trabalhadores da saúde, que atuam na linha de frente no combate ao coronavírus, encontrem dificuldade para realizar os testes. “Essa situação que os trabalhadores do município de Natal relatam é um total descaso da prefeitura. O prefeito Álvaro Dias (PSDB) negligencia mais uma vez a vida e a saúde dos trabalhadores da saúde que lutam para cuidar da vida da população de Natal. Mas, nós não podemos salvar vidas estando doentes. A prefeitura e o governo do Estado dizem que a prioridade são os profissionais da saúde, mas não garantem sequer o mínimo. Queremos respostas, senhor prefeito. Testes já para todos os trabalhadores da saúde!”, disse Flávio Gomes, coordenador do sindicato.