DestaquesFamosos

Silvio Santos recebe Bolsonaro em casa e detalhe do encontro chama atenção

O presidente e ministros não usaram máscara no encontro

Silvio Santos, três dias depois de completar 91 anos de idade, recebeu em sua casa a visita do presidente Jair Bolsonaro, acompanhado de cinco ministros. Na imagem do encontro publicada genro Fabio Faria, também ministro das Comunicações, nenhum dos convidados utilizavam máscara.

Vale lembrar que Silvio Santos teve Covid-19 em agosto deste ano na época que retornou às gravações no SBT. Ele chegou a ir parar no hospital, mas encerrou a recuperação em casa. Já no final de outubro, o animador recebeu a terceira dose da vacina contra o novo coronavírus.

Por outro lado, Bolsonaro diz não ter se vacinado. Além do mandatário, participaram da conversa  Ciro Nogueira (Casa Civil), Bruno Bianco (Cidadania), Anderson Torres (Justiça) e Tarcísio Freitas (Infraestrutura). “Ontem fui com o PR Jair Bolsonaro e alguns ministros abraçar o maior ícone da TV brasileira, Silvio Santos, que acabou de completar 91 anos. Parabéns e vida longa ao nosso SS!”, disse Fábio Faria sobre o encontro.

Carlos Alberto de Nóbrega relembra história com Silvio Santos

Carlos Alberto de Nóbrega comentou sobre sua relação próxima de Silvio Santos, quando os dois eram bem jovens. Em entrevista ao “Planeta Podcast”, ele relembrou uma viagem de fez ao lado do dono do SBT, onde ele comprou um carro velho, que rendeu uma história divertida.

“O Silvio Santos foi de ônibus. Parou na porta da faculdade de direito, a Católica de Santos. Nós pegamos um táxi e fomos na casa do Del Vacchio. Que é um jogador que antecedeu o Pelé. Quando ele parou, o Pelé tava começando. Mas ele era o camisa 10 do Santos. Cara, quando chegamos na casa, tinha um Dom de 39, velho. Ruim. E eu sou apaixonado por carros. Tenho paixão. Eu falei: ‘Silvio, você não vai comprar!’”, disparou, revelando logo em seguida que o negócio foi fechado: “Custou 5 mil cruzeiros”.

O apresentador então começou a detalhar os momentos de preocupação que passaram com o veículo. “Bom, eu tava o que, com 20 anos de idade. E a primeira coisa que eu fiz foi baixar a capota do carro. E os carros de antigamente, o banco da frente sempre tem isso, e as portas fazem um barulho. Falei: ‘Silvio, senta aqui perto de mim e vai segurando as portas, porque esse troço pode abrir’. E eu me agarro no volante. ‘Você vai cair cara’. Passamos em frente à praia. E os caras viram nós dois. ‘Oh viado’. E eu: ‘Silvio, o viado é você, porque você que tá agarrado a mim’”, continuou.

Leia mais: Ratinho ameaça deputada com ‘metralhadora’ e dispara: “Tinha que eliminar esses loucos”

Por fim, ele ainda destacou o lado empreendedor do patrão, que ainda conseguiu lucrar com a situação. “Pegamos a serra, começou a chover. Eu falei: ‘Silvio, se esse carro parar, ele não tem compressão. Primeira, segunda ou terceira pra ele é a mesma coisa’. Era Anchieta, não tinha Imigrantes. Falei: ‘Se a gente parar esse carro, não sobe’. Então ele foi para o banco de trás, e eu fui andando devagarzinho, e ele levantou a capota do carro e fechou. Chegando em São Paulo, do lado da Arouche, é onde eles compravam carro usado. Ficavam na calçada. Parei o carro ali. ‘Você vende?’. ‘Vendo’. ‘Quanto o senhor quer?’. ‘6 mil’. Pagou. Ele ganhou em duas horas, na época, mil cruzeiros. E fomos a pé pra rádio Nacional, que era pertinho”, contou, aos risos.

Seguindo a história, ele ainda revelou que Silvio foi motivo de piada, após comprar um modelo da Jeep. “A gente tirava sarro dele, muito. Porque ele era muito brincalhão também”, disse.

Quer receber as principais notícias do Todo Canal no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Claudio Augusto

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo