DestaquesNovelas

Regina Duarte é ignorada por Globo em especial sobre os 70 anos das novelas

Emissora relembrou grandes clássicos da dramaturgia nacional

Na última terça-feira (21), a TV Globo exibiu um especial intitulado de 70 Anos Esta Noite, celebrando os 70 anos das novelas brasileiras. Um fato chamou a atenção dos internautas: a ausência de Regina Duarte.

Com grandes papéis marcantes, em tramas que fizeram histórias, a emissora decidiu ignorar a ex-contratada. Que optou em abandonar o seu vínculo com a casa, para aceitar o convite e virar a secretária especial de Cultura, do governo Bolsonaro, e ficou no cargo por pouco tempo.

O programa contou com as participações de Lima Duarte, Tony Ramos, Gloria Pires, Susana Vieira, Patrícia Pillar, Lilia Cabral, Antonio Fagundes, Taís Araújo, Renata Sorrah, Fernanda Montenegro, Adriana Esteves, Claudia Raia, Carolina Dieckmann, Giovanna Antonelli, Nivea Maria, Juliana Paes, Rodrigo Lombardi, Camila Pitanga, Fernanda Vasconcellos, Mateus Solano, Thiago Fragoso, Betty Faria, Francisco Cuoco, Christiane Torloni, Regina Casé e Chay Suede, além de Jéssica Ellen como a voz da própria telenovela.

Mesmo discordando as posições políticas e declarações públicas dadas pela atriz, alguns internautas deixaram uma série de comentários criticando o fato dela não ter sido destacada no programa. Já outros, gostaram. “Gente, não falaram o nome da Regina Duarte”, escreveu um. “Vendo o maravilhoso #70AnosEstaNoite é impossível não lembrar que Regina Duarte poderia estar ali, sendo aplaudida como uma das maiores atrizes do Brasil, mas jogou tudo pro alto por fanatismo por Bolsonaro…”, opinou outro. “Sobre Regina Duarte: entendo a importância dela para a Dramaturgia, adoraria vê-la comentando algo sobre os 70 anos de novelas, mas, de uma vez por todas, entendam que foi ela quem se retirou da cena artística quando atendeu o chamado de B#ston@ro”, disse outro.

Regina Duarte se posiciona contra o Dia da Consciência Negra

A atriz e ex-secretária Especial de Cultura do Governo Bolsonaro criticou o Dia da Consciência Negra (20 de novembro) em postagem no Instagram. A “namoradinha do Brasil” publicou um vídeo de 2005 de Morgan Freeman em que ele critica a existência de datas assim.

Na gravação, de cerca de 16 anos atrás, Freeman afirma que para acabar com o racismo “é necessário parar de falar sobre o assunto”.

A atriz de 74 anos escreveu na legenda: “Ontem foi comemorado o Dia da Consciência Negra. Quando teremos o Dia da Consciência Branca, Amarela, Parda…? Quanto tempo vamos ainda nos vitimizar ao peso de anos, de séculos de dor por culpas antepassadas? Quando vamos parar de olhar pra trás e enfrentar o hoje e nos olharmos com a coragem da cara limpa? Maduros, evoluídos, conscientes de nossa luta, irmanados em nossa capacidade de sermos … HUMANOS? Simplesmente IRMÃOS?”

Quer receber as principais notícias do Todo Canal no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Leandro

Leandro Mendonça é o nosso Editor Chefe. Formado em Administração pela Faculdade Latino Americana de Educação (FLATED). Teve passagem pelo RD1 Audiência, e atualmente também colabora no site NaTelinha, contribuindo com otimização SEO.

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo