Famosos

Rafinha Bastos pede desculpas por Bolsonaro: “é culpa do CQC”

O comediante Rafinha Bastos pediu desculpas no seu Instagram por ter “contribuído” para que Jair Bolsonaro (sem partido) fosse conhecido nacionalmente. O desabafo foi feito em um vídeo de 5m13s postado na noite desta quarta-feira (27).

Bastos afirmou que a culpa de Bolsonaro ter sido eleito é da esquerda e de um grupo reacionário conservador. Porém, ele ressalta que a ascensão do então deputado fluminense a nível nacional é responsabilidade de programas como o “CQC” (2008 – 2015), que tinha Bastos como um dos apresentadores.

“Não tenha dúvida de que o Bolsonaro, hoje, é uma figura conhecida nacionalmente por culpa do CQC. Não vou me eximir dessa culpa. É culpa do CQC e de todos os programas que se utilizaram dessa figura bizarra em busca de audiência, em busca de repercussão, em busca de barulho, em busca de, obviamente, dinheiro”, disse o comunicador.

+Carlos Bolsonaro posta vídeo de Joice Hasselmann sendo apalpada por homem e deputada rebate: “Queria estar no meu lugar”

O vídeo publicado por Rafinha mostra participações de Bolsonaro em programas diversos. Além do “CQC”, também constam no registro o “Agora É Tarde”, também apresentado por Rafinha, o “Superpop”, de Luciana Gimenez, e o “Pânico na Rádio”, da Jovem Pan.

“A exposição dessa figura é [responsabilidade], sim, desses programas, minha e dos meus colegas. Agora, a eleição desse sujeito, não”, ponderou Bastos.

“Isso é um risco que eu crio para o país. Eu expondo essas figuras eu ajudo elas a se elegerem? Mas ao mesmo tempo eu vou esconder esse discurso que uma parcela da população se identifica?”, questionou Rafinha.

Confira o vídeo publicado por Rafinha:

Quer receber as principais notícias do Todo Canal no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo