Famosos

Patricia Abravanel é massacrada da web após minimizar homofobia: “Burra e tosca”

Apresentadora sofreu críticas por comentário no "Vem Pra Cá"

Patricia Abravanel foi atacada na internet nesta terça-feira (01) após emitir uma opinião polêmica no “Vem Pra Cá“, do SBT. Ademais, a filha de Silvio Santos foi ‘cancelada’ após ter minimizado a homofobia no Brasil e pedir compreensão com pessoas preconceituosas.

Primeiramente, o assunto apareceu no quadro de fofocas sobre a notícia de um vídeo homofóbico publicado por Caio Castro e Rafa Kalimann. Patricia Abravanel saiu em defesa dos dois. “Eu acredito que nós mais velhos, filhos de pais conservadores, a gente está se abrindo, mas eu acho que é também um direito das pessoas respeitarem, porque não concordar em discordar, entendeu?”, afirmou.

Em seguida, a apresentadora emendou: “A gente pode ter opiniões diferentes, eu e o Cartolano, mas tudo bem… Tudo é muito enfatizado, tudo muito é muito polemizado, tudo é muito… Eu não acho, por exemplo, que o Caio Castro e a Rafa são preconceituosos ou são homofóbicos… Eu acho, realmente, que eles foram educados de outra maneira”.

Logo após, em um dos momentos mais polêmicos, Patricia Abravanel debochou da sigla LGBT. “Como os LGBTs, Y, H, não sei, querem o respeito, eles têm que ser mais compreensivos com aqueles que hoje não entendem direito e estão se abrindo para isso”, disparou.

Patricia Abravanel seguiu com comentário e foi criticada

A filha de Silvio Santos prosseguiu e disse sobre a dificuldade de explicar o assunto para os filhos: “É difícil educar filhos e falar disso, sabia? Eu vou falar para todo o pessoal LGBT é muito difícil educar filhos e pensar ‘o que eu vou falar pro meu filho’, ‘como eu vou falar’… Porque a gente vem de um… A gente não sabe lidar.”

Por fim, Patricia Abravanel pediu compreensão: Tem que ter respeito e compreensão, não massacre, nem o cancelamento. Não é por força, é por diálogo e conversa, é assim que a gente vai chegar num mundo sem homofobia.”

Gabriel Cartolano não ouviu calado e rebateu a colega de palco. . “Eu acho que quando você adota esse discurso do ‘sou contra, mas eu respeito’, você acaba segmentando mais ainda. Eu acho que…”, disse ele, após ser atropelado por Patricia. Na web, os internautas reprovaram a atitude.

“Segundo a Patricia Abravanel, devemos ser tolerantes com a homofobia, afinal conservadores estão aprendendo e até se abrindo! UAU, obrigado alguns conservadores por permitirem q eu viva!”, reclamou o jornalista Pedro HMC. Já o cantor Jão foi curto e grosso e disparou: “Burra e tosca”. Veja mais a repercussão.

Quer receber as principais notícias do Todo Canal no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Claudio Augusto

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo