Famosos

MC Kevin tem verdadeira causa da morte revelada por perícia

Segundo a polícia, funkeiro sofreu um acidente

MC Kevin teve a causa da queda de um prédio no Rio de Janeiro revelada por laudo após perícia da polícia no último domingo (23). Ademais, segundo o documento, os peritos concluíram que a morte foi um acidente.

O laudo constitui com riqueza de detalhes os acontecimentos antes da morte de MC Kevin, que caiu do quinto andar. Segundo o perito Luiz Alberto Moreira Coelho, o quarto estava bagunçado. Camas fora do lugar, roupas íntimas espalhadas, embalagens de preservativo e uma grande quantidade de toalhas usadas podem ser vistas nas fotos tiradas do local.

Além disso, na mesinha do quarto se encontravam garrafas de gim e energético. Tinha ainda um cordão dourado e uma garrafa de champanhe que custa em torno de R$ 1,5 mil.

Leia mais > Ana Maria Braga revela detalhes do momento que soube da morte de Louro José

“Nós temos que destacar que todos os depoimentos relatam um consumo excessivo de álcool e substâncias entorpecentes, drogas ilícitas. Profundamente assustado, preocupado em ser surpreendido durante uma infidelidade conjugal pela sua companheira, ele se apavorou e tentou passar para o andar inferior quando escorregou, caiu e, infelizmente, morreu”, afirmou Antenor Júnior, diretor da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Assim, a perícia não encontrou nenhum indício de briga ou violência. O perito ainda traçou o caminho exato da queda de MC Kevin. Ele não caiu em linha reta e teve mais de um ponto de impacto. Primeiramente, MC Kevin bateu na marquise do bar da piscina. Em seguida, resvalou no guarda-corpo da piscina antes de chegar ao chão. Foram 15 metros de altura.

Quer receber as principais notícias do Todo Canal no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Claudio Augusto

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo