Streaming

Globoplay: após exibir anúncios em vídeo, Globo é condenada a indenizar assinante

O Globoplay foi condenado através do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo a pagar indenização por danos morais ao assinante Igor da Silva Oliveira, que ficou frustrado após se tornar cliente do serviço de streaming e, mesmo assim, ter que assistir a anúncios antes e durante alguns conteúdos. O Globoplay deverá pagar R$ 2 mil ao autor da ação, além do valor gasto com a assinatura.

O ex-assinante cancelou o serviço do Globoplay e pediu estorno de seu plano, que foi concedido pela empresa. Mesmo assim, ele processou a Globo pela “sensação de ter sido enganado”. Romero Fernandes citou o serviço de assinatura premium do YouTube, que concede a seus clientes a isenção de anúncios presentes na versão gratuita. Segundo o juiz, era “lógico que Igor esperasse situação similar em todos os vídeos exibidos pelo Globoplay, gratuitos ou exclusivos”.

Angélica Ksyvickis no programa Angélica - 50 & Tanto, um dos conteúdos mais vistos do Globoplay (Créditos: Divulgação)
Angélica Ksyvickis no programa Angélica – 50 & Tanto, um dos conteúdos mais vistos do Globoplay (Créditos: Divulgação)

“Simplesmente não faz sentido o Globoplay não ter como impedir a divulgação de publicidade nos conteúdos abertos a todo o público, quando se trata de assinante cujos direitos contratuais, entre outros, não estar exposto à perda de tempo consistente nos indesejados anúncios”, discursou.

A reportagem apurou que existem queixas no site Reclame Aqui por conta do excesso de propagandas para assinantes. O problema é o mesmo: os clientes não querem pagar o pacote básico de R$ 24,90 e continuar com anúncios quando vão assistir aos conteúdos. O número de reclamações costuma aumentar entre os meses de janeiro e maio, quando novos usuários chegam ao Globoplay por causa da transmissão 24 horas do Big Brother Brasil.

Entenda os anúncios no Globoplay

O Globoplay promete oferecer aos assinantes conteúdos na íntegra, como filmes, séries e novelas; além de inibi-los da exibição de anúncios que aparecem na versão gratuita. Quem não assina o streaming ainda pode ver trechos de programas transmitidos pela Globo e assistir à emissora ao vivo, mas há interrupções durante a exibição.

Já na versão paga, o Globoplay diz que os assinantes podem assistir a todos os conteúdos disponíveis em seu plano sem interrupções. A reportagem apurou que mesmo quem paga pelo serviço de streaming da Globo ainda vê anúncios e trailers de 15 segundos no início de vídeos. Caso o usuário deixe o player pausado, um pequeno banner surge na parte superior direita, com opção de “fechar” o anúncio. Nas redes sociais, desenvolvedores das propagandas disseram que isso foi feito para ser “minimamente invasivo” e não incomodar os clientes.

Em um artigo disponível para assinantes, o streaming explica que a exibição de publicidade vai de acordo com o tipo de vídeo. Os clientes que acessam conteúdos gratuitos também visualizam os anúncios exibidos para quem não é assinante; ainda podem ter propagandas programas derivados do BBB, como o Click BBB e Fora da Casa, além de vídeos de Jornalismo, Humor, Esportes, e também podcasts.

A Globo informou por meio de sua Comunicação que não comenta casos judiciais. Uma resposta do Globoplay a um cliente do Reclame Aqui em abril de 2022 resume o posicionamento da empresa sobre a veiculação das propagandas. “Compreendemos que não curta as propagandas, visto que o objetivo é assistir nossos conteúdos, mas é uma forma de retribuição aos nossos anunciantes que investem na plataforma e desta forma cada vez mais oferecer o melhor aqueles usufruem do serviço”.

“Um ponto positivo das propagandas é o fato de anunciar algo que possa ser útil a quem está assistindo, e é desta forma que o mercado utiliza para anunciar novos produtos. Os conteúdos abertos (Jornalismo, Esportes, Variedades, Realities, Programação ao vivo, trechos e melhores momentos) possuem propaganda, tanto para assinantes quanto para usuários free. Porém, os vídeos exclusivos para assinantes não possuem propaganda”, disse a plataforma no site de reclamações.

Quer receber as notícias das principais novelas no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial.Receba também as principais notícias do Todo Canal no seu WhatsApp. Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Caroline Gouveia

Caroline Gouveia Fortino 22 anos, formada em Jornalismo pela Faculdade das Américas (FAM). Redatora e produtora de conteúdo dos portais N10 notícias e Todo Canal, com experiências no Notícias da TV e Metropoles na coluna do Leo Dias.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.