Famosos

Ex-diretor do SBT detona Celso Portiolli e faz acusação: “Ingrato”

O profissional não escondeu a atitude do apresentador

O ex-diretor do SBT Walter Wanderley, conhecido como Goiabinha, disparou críticas contra Celso Portiolli. Segundo ele, que foi demitido em 2012, o apresentador foi “ingrato” ao não se impor para evitar sua saída do canal.

Primeiramente, a declaração foi dada em uma live com a influenciadora Rê Agapito no Instagram. Juntos, eles faram por quatro horas sobre televisão. Então, Walter indicou como são as pessoas nos bastidores. “O que tem de puxador de tapete na televisão brasileira… É muita gente mau-caráter que tá em altos cargos nas emissoras. Mau-caráter, pessoas que usam o cargo pra comer mulher ou dar pra um”, disse.

“Gente do céu, tô passada. Mas a televisão, o meio artístico é um meio esquisito como todo mundo fala, né?”, indagou a influenciadora. “Não, na polícia tem, na política tem, na igreja tem, na escola tem, qualquer lugar tem. Mas a televisão é mais exposta, né? Muita gente mau-caráter, muito bandido”, pontuou o diretor.

“Tem mais alguém além do Rodolfo?”, perguntou Rê Agapito, fazendo referência ao humorista Rodolfo Carlos de Almeida. “Não, eu não tô falando que o Rodolfo é bandido, tô dizendo que ele foi ingrato. Eu sempre trabalhei no SBT, ganhava bem, quer dizer, ganhava mal, eu ganhava mal, mas nunca precisei de dinheiro de ninguém, nunca precisei acabar com ninguém”, explicou Walter Wanderley.

Leia mais > Lívia Andrade tem casa invadida por cobra e detalha susto: “Cuidado”

Foi então que Rê cutucou: Mas, além do Rodolfo, que você citou que é ingrato, você poderia citar mais alguém?”. “O Celso! O Celso”, disse ele. Assim, assustada, a influencer perguntou se se tratava de Celso Portiolli. Em seguida, Walter confirmou: “Sim, eu acho ele ingrato. Comigo ele foi. E eu falo que ele foi ingrato comigo, foi muito ingrato comigo. Porque quando ele tinha condições de me segurar [no SBT, ele não segurou]…”, disse.

Em seguida, ele explicou o rancor. “Sabe por que eu tô falando isso? Porque a primeira vez que veio uma fita cassete [dele, com teste para TV, veio] no meu nome. O interesse veio da minha mão. Eu podia ter pego aquela fita cassete e jogado no lixo. E aí ele não era quem ele é hoje. Entendeu? Eu poderia ter pego aquela fita e jogado no lixo”, expressou Walter. “Ele poderia até chegar [onde chegou], mas ia demorar mais um pouco. Eu peguei a fita e passei pra frente até chegar no Silvio Santos, e eu poderia ter jogado fora”, completou.

Celso Portiolli não intercedeu por Goiabinha

Contudo, o diretor contou a história completa sobre sua demissão do SBT. “Eu tinha 51 anos e uma filhinha de dois anos, 28 anos de casa e nunca roubei filho da puta nenhum. O que aconteceu? O Gugu [Liberato] foi embora, o Silvio Santos me segurou e segurou mais umas três pessoas e nós íamos dirigir o programa, o Domingo Legal. Aí ele trouxe outro diretor”, revelou.

“Quando o Celso Portiolli foi renovar o contrato, botaram minha cabeça numa bandeja. Mas o que aconteceu? O Celso tinha metade da direção de um lado o outro cara [diretor] a outra metade. Naquela hora, o Celso Portiolli poderia ter dito: ‘Não mexa com ele’, porque eu ensinei o Celso Portiolli a fazer, pelo menos, os primeiros programas. Eu ensinei ele a como se comportar”, relembrou Walter Wanderley. Confira abaixo o momento da fala sobre Celso Portiolli a partir do minuto 1h05”.

Quer receber as principais notícias do Todo Canal no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Claudio Augusto

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo