Televisão

Datena se irrita e solta grito por problema técnico no Brasil Urgente: “Eu odeio”

Jornalista reclamou de problema em matéria

José Luiz Datena protagonizou mais um episódio de raiva durante o “Brasil Urgente” da última quinta-feira (08). O jornalista se irritou com uma matéria que teve problema em ir ao ar. Assim, ele recebeu o aviso no ponto eletrônico e soltou o verbo contra sua direção.

“Caiu coisa nenhuma. Não é que caiu não, é que o cara sai, vai comer lanche… Não vem meter o pau na nossa equipe técnica que a nossa equipe técnica é a melhor do Brasil. Não digam isso pra mim não. Eu odeio quando falam que caiu o link quando não caiu. A pessoa tem que estar atenta e falar, senão o técnico, o cara que trabalha pra caramba aqui pra botar as coisas no ar, leva culpa. Eu não gosto disso”, disparou Datena. Confira o momento a partir do minuto 1h41.

Datena leva puxão de orelha de Cátia Fonseca

José Luiz Datena levou um puxão de orelha ao vivo da Cátia Fonseca durante o “Brasil Urgente” da última quinta-feira (01). O apresentador usou o termo “opção sexual” ao falar sobre homofobia e foi corrigido pela colega de trabalho.

Ademais, Datena conversava com Cátia Fonseca no usual “Papo de Janela” que os dois dividem todos os dias na transição entre seus programas. Então, o jornalista elogiou a ação de Juliano Dip, que se revelou gay ao vivo no Dia do Orgulho LGBTQIA+. Assim, o apresentador falou em “opção sexual”, e a apresentadora interveio.

“Não é escolha. Eu não escolho ser hétero e o outro não escolhe ser homossexual. A gente nasce”, afirmou Cátia. “Todos somos iguais independente da cor da pele, independente de que país a gente venha, e da opção sexual. Cada um escolhe o que quer. Eu tenho pavor a qualquer tipo de preconceito. Normalmente, quem tem preconceito são pessoas que tem problemas ou são pessoas más e que devem ser repudiadas mesmo”, endossou Datena.

Leia mais > Mara Maravilha detona Xuxa, assume ranço e dispara: “Vai para o mesmo buraco que eu”

“Tem gente que nasce hétero e depois muda. Tem até história de pansexual. Cada um escolhe fazer da vida o que quer. Essa é a minha opinião e sempre será. Eu estou completamente aberto a qualquer tipo de consideração e completamente oposto a qualquer manifestação contra pessoa homossexuais. Qualquer tipo de discriminação que existe eu estou do outro lado, contra”, acrescentou.

“Um dos piores regimes do mundo foi baseado no preconceito: o nazismo. O nazismo ia contra homossexuais, tinha preconceito com a religião dos judeus. Aquele canalha do Hitler matava homossexuais, matou 6 milhões de judeus, pessoas com necessidades especiais porque pregava uma raça superior”, completou Datena.

Quer receber as principais notícias do Todo Canal no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Claudio Augusto

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.