PUBLICIDADE
Dispositivos

O declínio dos Pendrives: por que estão se tornando menos confiáveis?

PUBLICIDADE

Os pendrives tornaram-se uma parte essencial de nossas vidas digitais, desde armazenar documentos importantes até servir como dispositivos de backup para dados cruciais. No entanto, uma preocupação crescente está surgindo em relação à confiabilidade desses dispositivos. Especialistas em recuperação de dados têm observado uma tendência preocupante: os cartões de memória USB estão se tornando menos confiáveis ao longo do tempo. Mas por quê?

Um estudo conduzido pela CBL Data Recovery, especialista em recuperação de dados, revelou uma tendência alarmante: a qualidade dos componentes de memória mais recentes em microSD e pendrives USB está diminuindo. Isso é atribuído, em grande parte, aos chips de memória de qualidade inferior que estão sendo utilizados, muitas vezes provenientes de fabricantes renomados como SK Hynix, Sandisk e Samsung.

Pendrives e cartões de memória estão piores.
Imagem: Pixabay

Além disso, observou-se um aumento de pendrives USB nos quais o logotipo do fabricante NAND foi removido do chip, indicando uma possível prática de reutilização de chips com falhas nos testes de controle de qualidade. Esses chips rejeitados, mesmo quando vendidos como produtos de capacidade reduzida, apresentam uma ameaça à confiabilidade dos dispositivos de armazenamento.

Impacto das arquiteturas de células multiníveis

Outro fator que contribui para a diminuição da confiabilidade dos cartões de memória USB é a adoção de arquiteturas de células multiníveis. Com a tecnologia de células multiníveis, uma única célula de memória é persuadida a armazenar mais do que um único bit pela variação da voltagem. Embora essa abordagem permita uma maior densidade de armazenamento e, consequentemente, unidades de maior capacidade, ela também apresenta implicações significativas para a resistência e a longevidade das células.

Por exemplo, as células de nível quádruplo (QLC) permitem o armazenamento de quatro bits por célula, relata o ArsTechnica, aumentando a densidade de armazenamento, mas diminuindo a resistência e a capacidade de armazenamento ao longo do tempo. Como resultado, as células se desgastam mais rapidamente à medida que armazenam mais bits, aumentando o risco de perda de dados devido ao envelhecimento da camada de isolamento que contém essas cargas.

Recomendações para o uso de cartões de memória USB e Pendrives

Diante dessas preocupações crescentes com a confiabilidade dos cartões de memória USB, é crucial adotar práticas conscientes ao utilizar esses dispositivos. Aqui estão algumas recomendações:

  • Rotatividade de pendrives: se você usa pendrives com frequência para gravar e excluir dados, é recomendável usar vários dispositivos em rotação. Isso reduzirá a carga em cada pendrive individual e prolongará sua vida útil.
  • Armazenamento adequado: mantenha os cartões de memória USB em locais frescos e secos, longe de fontes de calor excessivo. Temperaturas elevadas podem acelerar o processo de degradação dos dispositivos e aumentar o risco de perda de dados.
  • Acesso periódico: acesse os dispositivos de armazenamento flash anualmente ou semestralmente para permitir que os mecanismos internos de correção de erros copiem dados “desvanecidos” e mantenham a integridade dos dados ao longo do tempo.
  • Evite o excesso de capacidade: evite encher os cartões de memória USB até sua capacidade máxima. Deixar espaço não alocado permite que os mecanismos internos de manutenção de dados e correção de erros funcionem de maneira mais eficaz e prolonga a vida útil do dispositivo.

PUBLICIDADE

Thiago Santos

Sou um estudante de Ciências e Tecnologia, apaixonado por inovação e sempre antenado nas últimas tendências tecnológicas. Acredito que o futuro está intrinsecamente ligado ao avanço da ciência, e estou empenhado em contribuir para esse progresso. Além dos estudos, sou um apaixonado por cinema e séries. Nos momentos de lazer, valorizo a companhia dos amigos. Gosto de compartilhar risadas, experiências e construir memórias com aqueles que são importantes para mim. Essa convivência é fundamental para equilibrar minha busca por conhecimento e meu amor pelo entretenimento e tecnologia.

Deixe uma resposta