Tecnologia chega para revolucionar mercado de construção de torres eólicas

Se há um setor pulsante hoje na economia brasileira é o de energia eólica – onde tem sido protagonista na ampliação da participação das energias renováveis na matriz elétrica brasileira. O Brasil comemorou o último Dia Mundial do Vento, 15 de junho, com 9,77 GW de energia eólica instalada. E mais: celebra esta semana o alcance dos 10 GW de produção e o início de estudos com objetivo de desenvolver uma tecnologia inovadora que possibilitará a construção de torres eólicas de concreto de ultra/alta performance Ductal, ampliando resultados e otimizando custos para as empresas de energia.

A assinatura do protocolo de intenções que vai dar vida a esta nova tecnologia de construção de torres aconteceu nesta terça (30) durante o acontecimento do maior evento de energia eólica da América Latina, a Brazil Windpower 2016, no Rio de Janeiro. Além da presença dos representantes da DTS – Dois A Tower System, Dois A Engenharia e Tecnologia Ltda , T&A Construções Ltda, ATS – Advanced Tower System, e DUCTAL (empresa da Lafarge Holcim S.A.), detentoras da tecnologia, o evento contou com participação do Ministério da Ciência, Indústria, Tecnologia e Comunicações, que apoia a união das empresas nacionais com a internacional.

O desenvolvimento tecnológico de torres Ductal será possível graças a união destes players. O Ductal é um material de alta tecnologia que combina matriz mineral de ultra alta performance com fibras metálicas ou poliméricas. A aplicação dessa tecnologia trará ganhos significativos aos projetos eólicos, através da redução dos custos de implantação e manutenção das torres. Possibilitará ainda, alcançar maiores alturas de geração com a utilização de guindastes já disponíveis no mercado brasileiro, uma vez que os elementos de concreto pré-moldado das torres terão uma redução aproximada de 50% do seu peso, com um aumento de até 300% da sua resistência à compressão.

MATRIZ – Estima-se que 7% da matriz elétrica brasileira hoje vem da energia dos ventos. No ano passado, a energia eólica abasteceu população equivalente a todo o sul do País, investiu R$ 20 bilhões, foi a fonte que mais cresceu no mundo e criou 41 mil empregos. É de olho neste cenário que as grandes empresas nacionais e internacionais investem pesado em tecnologia e inovação.

EVENTO – O Brazil Windpower 2016 – Conferência & Exposição traz as melhores oportunidades de network e negócios que envolvem este mercado. O evento acontece no Rio, em 3 dias consecutivos, de 30 de agosto a 1º de setembro, trazendo as principais autoridades do setor para debater o crescimento deste mercado durante o congresso e as principais empresas do mercado para a feira de negócios.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!