Destaques, Política

Parlamentares do Partido Novo abrem seleção de vagas para bancadas e gabinetes

Cerca de 20 parlamentares, entre vereadores, deputados federais, estaduais e distritais eleitos pelo Partido Novo, em 2016 e 2018, farão a partir desta quarta-feira (05) um processo seletivo aberto a todo país. “A ideia é que haja uma seleção ampla, em escala nacional em busca de profissionais que estejam alinhados com a renovação do quadro político de 2019”, disse Tiago Mitraud, deputado federal eleito pelo partido nestas eleições.

As vagas são para postos como assessor(a) parlamentar, assessor(a) de comunicação e assistente administrativo(a), em pelo menos 5 cidades brasileiras. Os requisitos básicos para preenchimento das vagas incluem: vontade de atuar na área pública, habilidade para alcançar resultados trabalhando em equipe e ser “ficha limpa”.

O recrutamento ocorre a partir deste mês e é 100% de responsabilidade dos parlamentares eleitos. Os selecionados começarão a trabalhar entre fevereiro e março de 2019, dependendo da Câmara ou Assembleia para onde forem contratados.

“Ter um gabinete técnico, sem indicações políticas, é uma das bandeiras do partido. Mas a iniciativa de fazer uma seleção de profissionais de todo Brasil veio dos próprios eleitos” conta Christian Lohbauer, ex-candidato a vice de Amoêdo.

Seguindo a linha do governador de Minas Gerais eleito pela legenda, Romeu Zema, os eleitos para o legislativo apostam na escolha de assessores técnicos para compor suas equipes para os próximos quatro anos. Em 2018 o NOVO elegeu 8 deputados federais, 11 estaduais e uma distrital. Em 2016 foram eleitos 4 vereadores.

Sobre o Partido Novo

O partido foi fundado em 2011 por um grupo de 181 cidadãos comuns, de 35 profissões diferentes, dentre eles João Amoêdo, candidato à Presidência da República em 2018. O Partido tem como princípios ser autofinanciado por seus apoiadores, não utilizar os Fundos Eleitoral e Partidário, manter separadas a gestão partidária das campanhas e dos mandatos dos eleitos. Além disso, a definição de candidatos é feita de forma democrática por meio de processo seletivo entre filiados.

Atualmente o NOVO é mantido por seus mais de 30 mil filiados e apoiadores e é um dos partidos mais seguidos nas redes sociais. A legenda é representada no legislativo por 4 vereadores, eleitos em 2016 e em 2018, superou com facilidade a clausula de barreira, elegendo 8 Deputados Federais, 11 Estaduais e um Distrital. Para o poder Executivo o partido elegeu o Governador do Estado de Minas Gerais, Romeu Zema. Todos eleitos sem nenhum centavo de dinheiro público, nem coligações partidárias.

Read More...

Mossoró

Mossoró mantém saldo positivo de emprego pelo 5º mês consecutivo

Com a criação de 1.702 vagas com carteira assinada em setembro, Mossoró registrou mais uma vez saldo positivo na criação de empregos formais. Os dados constam no levantamento do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados pelo Ministério do Trabalho. No mês foram registrados 1.702 admissões contra 1.337 desligamentos, o que representa uma variação positiva de 0,69%

Pelo quinto mês consecutivo o município de Mossoró apresenta saldo positivo de emprego. No acumulado do ano de 2018, entre desligamentos e contratações foram criadas 1.095 novas vagas com carteira assinada. Isso representa quase três vezes mais do que o saldo alcançado em 2017, que foi de 398 novos postos de trabalho. “Os números de 2018 mostram o melhor resultado dos últimos três anos, visto que em 2015 e 2016, o município encerrou o ano com saldo negativo de contratações. Isso indica que estamos no caminho certo da retomada do desenvolvimento”, ponderou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Lahyre Rosado Neto.

Entre os setores econômicos, a agropecuária foi o que mais contratou em setembro, ficando com um saldo de 119 empregos formais. Em seguida, aparecem os setores de indústria de transformação, com 77 novos postos de trabalho e o de serviços, com saldo positivo de 65 novos postos.

Mossoró mantém saldo positivo de emprego pelo 5º mês consecutivo

O segmento da construção civil, um dos mais penalizados com a crise nacional, ficou entre os quatro setores que mais contrataram em Mossoró no mês de setembro, apresentando um saldo de 62 novas vagas e uma variação positiva de 1,28%.

Com um investimento de mais de 40 milhões em obras de infraestrutura, a Prefeitura também tem estimulado a criação de novos postos de trabalho no setor. Um exemplo disso, é o do o ajudante de pedreiro, Romilson Rodrigues de Melo, contratado por uma construtora para finalizar a obra da creche da Estrada da Raiz. “Faz dois anos que eu estava parado, precisando ajudar a família e agora com essa obra da Prefeitura eu voltei a trabalhar, graças a Deus”, comentou Romilson.

Read More...

Destaques, RN

Mais de 5 mil vagas de emprego foram fechadas no RN

Em meio à crise econômica que atingiu o Brasil nos últimos anos, temas relacionados ao desemprego têm se tornando centrais quando o assunto é a recuperação econômica. Só no Rio Grande do Norte, foram mais de 5.000 vagas de emprego fechadas nos cinco primeiros meses de 2018.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o CAGED, foram mais de 56 mil admissões e mais de 60 mil demissões no estado só neste ano. O setor de indústria de transformação foi o que mais perdeu vagas no RN, com 1.800 postos de trabalho. O economista Antônio Carlos Alves explica que a demissão no setor é a última escolha.

“No caso da indústria de transformação, temos que levar em consideração que empresa só demite seus funcionários quando ela não tem outra alternativa. Por quê? Porque ela investiu pesado na formação e treinamento desse funcionário, então é um capital humano que, ao demitir ela perde, e no futuro quando a economia retornar o crescimento, e a economia vai retomar em algum momento, ela vai ter que reinvestir na formação de nova mão de obra. Então, para ela não é interessante investir, mas dada a situação da economia, ela não tem outra alternativa a não ser demitir. Então você percebe que é um conjunto de fatores que acaba impactando negativamente a performance no mercado de trabalho.”

comercio

Outro setor com saldo negativo, é a área de comércio. No acumulado de 12 meses, o setor abriu 268 novos postos de trabalho, mas de janeiro a maio deste ano fechou mais de 1.500 vagas no estado. Segundo o economista, esse fator é explicado por conta da sazonalidade, sendo que final de ano o comércio contrata muito mais por conta de festas que acontecem.

Com um saldo positivo, o setor de construção civil apresenta mais de 700 novas vagas no Rio Grande do Norte, de janeiro a maio deste ano. O pré-candidato ao Palácio do Planalto pelo MDB, Henrique Meirelles, afirmou em coletiva em Natal que a criação de emprego é uma de suas prioridades.

“Eu me dediquei dois anos a tirar o Brasil do colapso, então não é uma continuidade, é mais do que isso. Isso é trabalho concreto, resultado concreto mostrado para população. Então, o que nós vamos fazer é ampliar a melhora, fazer com que esse crescimento de empregos continue. Porque o Brasil ainda tem muitos desempregados, o governo anterior criou 14 milhões de desempregados no Brasil. Mesmo que nós já tenhamos criado dois milhões de emprego no Brasil, ainda é pouco dentro desse vasto número de desempregados que o Brasil tem. Então, temos que criar emprego rigorosamente nos próximos anos.”

Já no Brasil, de acordo os dados divulgados pela IBGE, mais de 13 milhões de brasileiros estão desempregados. A taxa ficou abaixo da registrada no trimestre terminado em abril, quando o índice foi de 12,9%, e também em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, quando estava em 13,3%.

Read More...

Empregos e Estágios

Como conseguir um novo emprego?

O desemprego está em alta e por mais que haja uma perspectiva de melhora, essa não será em curto prazo. Outro ponto, é que se observa um crescente desânimo no mercado profissional com a insatisfação dos profissionais por motivos variados, criando uma crescente busca por um reposicionamento no mercado de trabalho. Assim, alguns cuidados devem ser tomados antes de qualquer ação de procura de emprego ou mesmo de mudança.

“É importante ter claro que, em momentos de incertezas na economia e nos resultados das empresas, o surgimento de novas oportunidades fica comprometido, com isso, buscar uma recolocação no mercado de trabalho tende a ser mais dificultoso. Mas, isso não torna impossível”, revela Celso Bazzola, consultor em recursos humanos e diretor executivo da BAZZ Estratégia e Operação de RH.

Desemprego é motivo de desespero?

Pode parecer difícil manter a calma diante o desespero e as informações negativas do mercado que vemos diariamente, mas, nesse momento manter a tranquilidade e equilíbrio torna-se um fator essencial para seu reposicionamento.

TRABALHO

Foto: Divulgação

“Repare como sempre a ansiedade e o desespero tende a dificultar ainda mais o raciocínio e apresentação de suas habilidades técnicas e comportamentais, por isso se controle”, diz Bazzola. Além disso, agir por impulso e ser induzido por “oportunidades milagrosas” não agregará em nada na sua vida profissional. “Pelo contrário, poderá deixá-lo vulnerável a golpes existentes no mercado. Assim, primeiro ponto que ressalto, mantenha o raciocínio lógico.”

Passos para se reposicionar

A busca por reposicionamento não é tão simples, mas também não é impossível, sendo necessário planejamento e preparo em suas ações e construções de novas oportunidades. Confira sete passos importantes para que essa busca tenha êxito:

1. Amplie sua rede de relacionamentos a cada momento. Isto é: trabalhe o seu network. Porém, esse não deve ser utilizado somente nas necessidades. Assim, esteja pronto também para ajudar e nunca deixar de ser lembrado;

2. Defina a estratégia para que possa desenvolver sua auto-apresentação de forma transparente, segura e que demonstre preparo;

3. Crie interesse por parte do entrevistador através de um Curriculum Vitae bem elaborado, com ordem e clareza na apresentação descrita e verbal, apresentando quais seus objetivos e seu potencial;

4. Cuidar da imagem pessoal é tão importante quantos os demais itens;

5. Busque conhecimento e informações além de sua formação, a fim de manter-se atualizado diante das mudanças de mercado;

6. Conheça as empresas que tem interessem em buscar oportunidades, analisando seus produtos ou serviços, estrutura e sua colocação de mercado.

7. Tenha transparência e autenticidade. Esses pontos atraem as empresas, portanto, não queira construir um personagem, seja você mesmo, demonstre o quanto tem valor nas competências técnicas e comportamentais.

Estou empregado, mas insatisfeito!

O fato de passarmos por uma crise não significa que os profissionais que estejam posicionados e desmotivados devam ficar estagnados, sem analisar novas possibilidades. “Porém, aconselho que primeiramente se busque quais os motivos que estão levando a condição de desmotivação, criando oportunidades de mudança do ambiente e tornando-o mais atraente”.

Após essas ações e análises, concluindo-se que realmente é momento, “recomendo que busque novas oportunidades, contudo, antes de deixar a colocação atual, aguarde o melhor momento e uma boa proposta para tomar a decisão em definitivo”.

“Enquanto isso não ocorrer, busque motivação para contribuir com a empresa, atitude que considero no mínimo profissional e que dará respeito e consideração futura. Lembrando que deixar um legado positivo em resultados e em atitudes pode consolidar sua imagem em seu campo profissional”, finaliza Celso Bazzola.

Read More...

Aplicativos, Destaques

Novo golpe do WhatsApp oferece vagas de emprego na Cacau Show

Aproveitando a alta taxa de desemprego no país, hackers criaram novo golpe que promete aos usuários de internet participação em falsos processos seletivos. Desta vez, os cibercriminosos estão aproveitando a reputação da rede de lojas de chocolates Cacau Show para prometer vagas com salários de até R$ 1.502,00.

Segundo o DFNDR Lab, laboratório da PSafe especializado em cibercrime, mais de 1 milhão de pessoas foram impedidas pelo aplicativo de segurança digital DFNDR Security de terem seus aparelhos infectados por esse golpe apenas nas últimas 24 horas.

Ao clicar no link da armadilha, que é disseminada via WhatsApp, é solicitado que o usuário preencha campos com informações pessoais como: nome, e-mail, cidade em que reside, se é maior de 18 anos e a vaga para a qual gostaria de se candidatar.

Dentre as opções de cargos estão: vendedor, auxiliar de limpeza, ajudantes de produção, embalador, auxiliar administrativo e jovem aprendiz. Após preenchimento, a vítima é encaminhada para uma nova página que induz o compartilhamento com 5 amigos ou 5 grupos no WhatsApp para que a empresa consiga preencher todas as vagas disponíveis. A página ainda alega que, após o compartilhamento, o usuário será redirecionado para local em que poderá enviar seu currículo.

hacker Cryptohacking

Foto: The Digital Artist/Pixabay

“Acreditando que está se candidatando para uma oportunidade que poderá realocá-la no mercado de trabalho e ainda ajudar pessoas conhecidas que estão na mesma situação, a vítima acaba concedendo suas informações pessoais e compartilhando o golpe com seus contatos, o que que gera uma rápida disseminação da ameaça e coloca em risco os dados de milhares de usuários”, comenta Emilio Simoni, diretor do DFNDR Lab.

Para evitar cair em falsas oportunidades de emprego, os especialistas do DFNDR Lab reforçam a importância de as pessoas criarem o hábito de se certificarem sobre a veracidade de qualquer informação antes de compartilhá-la com seus contatos.

Nestes casos, é possível usar a ferramenta gratuita de verificação de links no site www.dfndrlab.com. Além disso, é importante utilizarem soluções de segurança que disponibilizam uma função de bloqueio anti-phishing, como o DFNDR Security disponível gratuitamente na Google Play, cujo sistema é capaz de analisar todas as ameaças existentes no mundo virtual e bloqueá-las instantaneamente.

Read More...