Política

Styvenson solicita scanner de cargas para o Porto de Natal

A compra de um scanner de cargas para o Porto de Natal poderia inibir o embarque de drogas com destino ao exterior, afirmou nesta segunda-feira (11) em Plenário o senador Styvenson Valentim (Pode-RN).

Ele disse que a recente apreensão de 10 toneladas de cocaína, pela Polícia Federal, no porto, demonstra que ele está sendo movimentado no sentido negativo. No entanto, lembrou o parlamentar, o porto representa um importante polo econômico para exportação de frutas, que representa 30% da movimentação do terminal.

“A causa é a falta de fiscalização, o que pode ser resolvido com um simples scanner de cargas como existem em outros portos nacionais. O Porto de Santos tem desde 2013. O porto lá do Ceará, desde 2014. Eu creio que o Espírito Santo também tenha o seu scanner. E a gente nunca teve essa máquina, que em tempo rápido e preciso pode avaliar justamente que carga está sendo transportada”, explicou.

Ele declarou que fez o pedido em audiência com o ministro dos Transportes, Tarcísio Freitas, mas, segundo relatou, o governo federal não tem recursos para a compra do equipamento, que custa R$ 11 milhões.

“R$ 11 milhões não são um valor extraordinário para se combater esse tipo de crime. Se nós não temos condições de manter o porto, se o governo federal não tem condições, se o estado do Rio Grande do Norte não tem condições, então que passe para a iniciativa privada”, afirmou Styvenson Valentim.

*Com informações da Agência Senado

Read More...

Destaques, Política

Romário e Styvenson Valentim são eleitos presidente e vice da Comissão de Assuntos Sociais

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) elegeu, por aclamação, nesta quinta-feira (14), os senadores Romário (Pode-RJ) e Styvenson Valentim (Pode-RN) para presidente e vice-presidente do colegiado no biênio 2019-2020. A reunião foi conduzida pelo integrante mais idoso, senador Luis Carlos Heinze (PP-RS).

Militante das causas das pessoas com deficiência e de doenças raras, Romário garantiu que os temas continuarão a ser frequentes nos debates e nos projetos que passam pela CAS, mas frisou que os integrantes também precisarão discutir temas ligados aos povos indígenas e a questões de saúde e trabalhistas, assuntos em voga.

“Através dessa comissão, vamos poder ajudar o povo brasileiro e melhorar a qualidade de vida das pessoas”, disse.

Estimulado pela senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), Romário manifestou o desejo de manter a subcomissão de doenças raras em funcionamento, e sugeriu que a parlamentar a presida.

Idosos

Vice-presidente eleito, Styvenson também lembrou que a comissão não poderá deixar de discutir a situação dos idosos brasileiros, especialmente no contexto da reforma da Previdência.

“Falamos de medicina, das necessidades especiais, das crianças, do esporte, mas não podemos esquecer da população que vai ser pauta com a reforma da Previdência, dos idosos. Estamos envelhecendo, então vamos envelhecer com qualidade de vida, vamos deixar registrado que essas pessoas não vão ficar esquecidas”, garantiu.

A próxima reunião do colegiado ficou agendada para o dia 20, a partir das 9h.

Atribuições

Compete à Comissão de Assuntos Sociais opinar sobre proposições que tratem de relações de trabalho, organização do sistema nacional de emprego, exigências para o exercício de profissões, seguridade social, previdência social, população indígena e assistência social.

A comissão também trata de proteção e defesa da saúde; condições e requisitos para remoção de órgãos, tecidos e substâncias humanas para fins de transplante, pesquisa, tratamento e coleta de sangue humano e seus derivados; produção, controle e fiscalização de medicamentos; saneamento, inspeção e fiscalização de alimentos e competências do Sistema Único de Saúde (SUS).

A CAS possui 21 integrantes titulares e igual número de suplentes.

*Com informações da Agência Senado

Read More...

Destaques, RN

Consult/98 FM: capitão Styvenson Valentim lidera pesquisa para o Senado

Consult Pesquisas, em parceria com a rádio 98FM, divulgou nesta terça-feira (28) o resultado da pesquisa que mostra o Capitão Styvenson Valentim (REDE) liderando a corrida por uma das vagas ao Senado. Ela foi elaborada entre os dias 22 e 25 de agosto em todas as regiões do Rio Grande do Norte e ouviu 1.700 pessoas. A margem de erro é de 2,3% com índice de confiabilidade de 95%.

Além de Styvenson Valentim, os candidatos Garibaldi Filho (MDB), Zenaide Maia (PHS) e Geraldo Melo (PSDB) também estão no páreo. Correndo por fora, mas distante do pelotão da frente encontra-se Antônio Jácome (Podemos).

A pesquisa Consult/98 FM mostra que o capitão Styvenson vai se firmando como primeiro colocado na soma dos dois votos, ao atingir 29,82% na Estimulada. Em segundo lugar aparece o senador Garibaldi Filho que alcançou 23,71%.

Depois vem a deputada federal Zenaide Maia (PHS) com 16,29%; o ex-senador Geraldo com 16,06% e o deputado federal Antônio Jácome (Podemos) com 4,47%.

Consult 98 FM capitão Styvenson Valentim lidera pesquisa para o Senado

A pesquisa foi registrada sob os números TSE RN-03828/2018 e BR-01088/2018.

Read More...

Destaques, RN

FIERN/Certus: na disputa pelo Senado, Garibaldi lidera na estimulada e Zenaide na espontânea

A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN) divulgou neste domingo (29) o resultado da pesquisa referente ao Senado e encomendada ao Instituto CERTUS. Ela foi elaborada no período de 21 a 25 de julho, com 1410 entrevistados, em 7 regiões, 40 municípios e com margem de erro de 3% para mais ou para menos.

Quando se trata da pesquisa espontânea na escolha dos senadores, nas eleições de 2018, pode-se avaliar o desinteresse do eleitor em relação à escolha dos seus dois representantes na disputa. Nesse quesito, apareceram onze nomes, mas 25,46% dos entrevistados disseram que não sabem em quem votar e 61,21% afirmaram que não votariam em nenhum candidato. Entre os nomes citados, Zenaide Maia obteve 3,19%, Garibaldi Filho 3,12% e Capitão Styvenson 2,77%.

Como são duas vagas, o levantamento foi feito em relação ao segundo voto, também na definição espontânea, com o seguinte resultado: Antônio Jácome e Garibaldi Filho com 1,28% cada; Zenaide Maia 0,99%, Geraldo Melo 0,71% e Cap. Styvenson 0,64%. Do total de entrevistados, 65,96% disseram que não sabem em quem irão votar para segunda vaga do Senado Federal, enquanto 28,16% não irá votar em nenhum candidato.

PESQUISA ESTIMULADA

A Fiern/Certus incluiu 13 nomes no cenário estimulado. O atual senador Garibaldi Alves Filho (MDB) aparece na liderança, para o primeiro voto, com 14,40% das intenções de voto. Ex-comandante da Operação Lei Seca, o capitão da Polícia Militar Styvenson Valentim é o segundo, com 11,42%. Geraldo Melo (10,57%), Zenaide Maia (10,21%) e Antônio Jácome (3,26%) despontam na sequência. 43,76% dos entrevistados não sabem em quem votar.

Já para o segundo voto, ainda no cenário estimulado, quando os nomes dos candidatos são apresentados aos entrevistados, o atual senador Garibaldi Alves Filho e o ex-governador Geraldo Melo estão praticamente empatados.

O primeiro candidato soma 6,67% enquanto o segundo tem 6,60% das intenções de voto. Styvenson Valentim e Zenaide Maia estão empatados com 4,82%. Antônio Jácome aparece com 3,83%. Para o segundo voto, o índice de indecisos salta para 65,46%.

DADOS DA PESQUISA

A pesquisa “Retratos da Sociedade Potiguar 2018” foi realizada em todo o estado e está registrada sob os números RN-08199/2018 e BR-04763/2018. Vários cenários são levantados junto aos eleitores.

Read More...

Destaques, RN

Da especulação à possibilidade: Styvenson Valentim admite que pode disputar cargo nas Eleições

Após várias especulações, o capitão da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, Styvenson Valentim, admitiu a possibilidade de disputar cargo eletivo. Por meio de postagem em sua conta no Facebook, o oficial assumiu que cogita participar das eleições deste ano como candidato.

Da especulação à possibilidade“, postou o PM junto com o vídeo. Na publicação, ele libera a inclusão do seu nome em pesquisas eleitorais para avaliar o resultado e tomar futuras decisões.

“Nunca foi aspiração minha (disputar uma eleição), como eu demonstrei em 2016 que não era. Mas como é uma pergunta bem presente onde eu estou, eu estou aqui para disponibilizar para quem tiver interesse, partido, pessoa, empresa, coloque meu nome em uma pesquisa para saber se essa vontade é uma vontade real mesmo ou só dos meus amigos e pessoas boas que eu conheço, ou se é uma vontade maior. Traga esse resultado depois de feito para saber, para eu pensar, avaliar, se eu entrou ou não”, disse Styvenson Valentim.

Entre os mais de 800 comentários feitos na publicação [até a postagem desta matéria], muitos vieram com discurso em apoio a iniciativa do capitão. Styvenson ficou conhecido pela atuação na operação de trânsito Lei Seca. Ele é graduado em Direito.

Read More...