, Universo

Cientistas descobrem buraco negro 70 vezes maior que o Sol

(ANSA) – Astrônomos chineses descobriram na Via Láctea, a 15 mil anos-luz do planeta Terra, um buraco negro com uma massa 70 vezes maior que o Sol.

A descoberta poderá modificar o entendimento de como esses fenômenos são originados, já que os cientistas acreditavam que o tamanho máximo de um buraco negro poderia ser de 20 vezes a massa do Sol.

“Buracos negros com essa massa nem deveriam existir em nossa galáxia, de acordo com a maioria dos modelos atuais de evolução estelar. Agora os teóricos terão que aceitar o desafio de explicar sua formação”, disse Liu Jifeng, professor do Observatório Astronômico Nacional da China.

Denominado de LB-1, o enorme buraco negro foi encontrado com dados do Large sky Area Multi-Object fibre Spectroscopic Telescope (Lamost).

Read More...

Destaques, Universo

NASA vai lançar sonda espacial que ‘tocará’ o sol

(ANSA) – A NASA lançará neste sábado (11) a sonda espacial Parker Solar Probe que, após sete anos de missão, será o veículo que chegará mais próximo do Sol na história. A decolagem será feita da plataforma de Cabo Canaveral, no estado norte-americano da Flórida, e o dispositivo deve chegar a uma distância de 6 milhões de quilômetros do Sol.

Em fevereiro de 2020, será a vez da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), lançar a sonda Solar Orbiter. O lançamento estava previsto para outubro deste ano, mas foi adiado para fevereiro de 2020, a tempo de aproveitar o período tido como de menor atividade solar. O veículo europeu não deve chegar tão próximo ao Sol quanto a sonda norte-americana, parando a cerca de 43 milhões de quilômetros do astro. O objetivo da missão é observar as regiões polares do Sol, de onde saem os caminhos que levam as partículas solares ao espaço interplanetário.

“A sonda Parker será imersa na coroa solar, onde as temperaturas atingem picos de 1377º C. As imagens super detalhadas nos ajudarão a entender o que acelera o vento solar e as partículas energéticas, de forma que se permitam previsões mais precisas das tempestades solares e da meteorologia espacial”, explica Mauro Messerotti, do Observatório do Instituto Nacional de Astrofísica italiano (Inaf).

A aproximação ao Sol permitirá também uma melhor compreensão sobre as manchas solares, sobre as emissões de partículas e sobre a maneira como as regiões ativas do astro funcionam.

Read More...

Agenda Cultural, Destaques

Festival Gastronômico de Baía Formosa acontece neste final de semana

Sol, mar e boa gastronomia é a pedida para este fim de semana em um dos locais mais paradisíacos do Litoral Sul potiguar. E o melhor: com shows musicais e artesanato para adornar a 9ª edição do Festival Gastronômico de Baía Formosa.

O evento acontecerá entre os dias 12 a 14 de janeiro no mirante da praia, e traz tema “Da pesca para o prato, um mar de sabores”. Serão dias de experiências gastronômicas com pratos elaborados a partir da albacora, um pescado típico na região.

“O Festival já guarda uma tradição e movimenta o turismo e a economia de Baía Formosa e localidades próximas. Tem como diferencial uma culinária genuína, com envolvimento da comunidade pesqueira local e isso só engrandece o propósito do evento”, ressaltou o secretário estadual de Turismo, Ruy Gaspar.

Com presença de chefes renomados como Simone Grazy, Angelina Tavares, Marcilio Cavalcante, Thiago Gomes e Joseane Paixão, a 9ª edição do Festival conta também com uma série de shows com músicos como Isabel Queiroga, Gerliane Souza, Rodrigo Lacaz, entre outros.

Mas o ápice da programação se dará com o show do cantor Geraldo Azevedo, em histórica apresentação acústica no mirante da cidade, e do cantor Zé Maria Pescador, musico nativo descoberto por Ney Matogrosso em uma de suas visitas à Baia Formosa. Zé, que ainda é pescador e também atuou em filme gravado na cidade, estará lançando seu primeiro CD “pescador”.

PROGRAMAÇÃO

Sexta – 12/01
19h – Chef Simone Grazy (Fetuccine Del Mare)
20h – Chef Angelina Tavares (Salada Mar e Sertão)
Show com Isabel Queiroga e Gilvan Costa

Sábado – 13/01
19h – Chef Marcílio Cavalcante (Polvo Grelhado c/ Tapenade de Azeitonas e Aioli de Limão Siciliano)
20h – Chef Thiago Gomes (Feijoada de Frutos do Mar)
Shows com Rodrigo Lacaz e Gerliane Souza

Domingo – 14/01
10h – NutriChefs Joseane Paixao e Thiago Gomes (Oficina infantil)
Shows com Zé Maria e Geraldo Azevedo

* Todas as noites além de feira gastronômica, haverá feira de artesanato.

Read More...

Ciência, Destaques

Bloqueio parcial do Sol pode deter mudança climática, diz cientista

Com consequências drásticas para todas as espécies que habitam a Terra, a mudança climática segue sendo assunto de alta prioridade para diversos estudiosos. De acordo com uma proposta do cientista James Crabbe, da Universidade de Bedfordshire, no Reino Unido, bloquear parcialmente a radiação solar que absorve nosso planeta, de modo que a Terra possa esfriar um pouco.

O cientista propôs liberar aerossóis de sulfato na estratosfera para bloquear os raios provenientes do espaço. Tal bloqueio que reduziria o albedo, ou seja, a quantidade de radiação absorvida do espaço. Atualmente, o albedo terrestre oscila entre 37 e 39%. As maiores quantidades de aerossóis de sulfato que foram liberados para a atmosfera até agora foram causadas por erupções vulcânicas .

Para Crabbe, esta medida poderia fazer com que alguns dos piores efeitos das mudanças climáticas começassem a parar, entre os quais o branqueamento dos recifes de coral e o aumento do número e intensidade dos furacões.

O branqueamento de corais é causado pelo aumento da temperatura média nos oceanos, algo que os seres humanos não podem perceber completamente, mas que afeta fortemente a fauna marinha. As mudanças de temperatura produzem estresse nos recifes, fazendo com que os protozoários que dão a sua pigmentação sejam expulsos ou morram.

O cientista afirmou ter comprovado “de forma bastante convincente que, ao injetar dióxido de enxofre na atmosfera, as temperaturas da superfície do mar diminuiriam significativamente até 2069”.

A proposta de Crabbe foi recebida com uma variedade de reações na comunidade científica. Para quase todos os cientistas, a realização deste plano é perigosa , mas alguns dizem que, de qualquer forma, não tomar medidas é como assinar o certificado de óbito de nosso planeta.

Do Portal N10 com Vix

Read More...

Ciência

Terra sofre a tempestade solar mais forte da última década

(ANSA) – Chegou à Terra nesta sexta-feira (8) a segunda nuvem de partículas da tempestade magnética mais forte dos últimos 11 anos, que atingiu o planeta há dois dias. A tempestade solar foi de categoria G4, a segunda mais forte da escala de 1 a 5. O fenômeno causou blecautes nas comunicações de rádio e problemas com os sistemas de navegação GPS.

Em entrevista à ANSA, o físico solar Mauro Messerotti, do Observatório de Trieste, explicou os danos do fenômeno. “A tempestade bateu no campo magnético da Terra algumas horas mais cedo do que a previsão inicial. Ela criou problemas nas comunicações de rádio em regiões polares, mesmo em latitudes mais baixas, e perturbou os sistemas de navegação GPS, porque a atmosfera estava cheio de partículas eletricamente carregadas e receptores não podia captar os sinais enviados pelos satélites “, informou.

O fenômeno também provocou auroras boreais com brilhos mais intensos do que o habitual, sendo possível vê-las claramente em todas as regiões polares, como também em latitudes mais baixas, como aconteceu no estado de Arkansas, nos Estados Unidos. Já nos países nórdicos, o brilho das auroras atrapalharam até o trânsito em algumas regiões.

Read More...