Destaques, RN

Governo e Sinpol chegam a acordo sobre reestruturação de carreiras

O Governo do Estado e a diretoria do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do Rio Grande do Norte (SinpolRN) chegaram a um acordo que definiu a nova reestruturação da carreira de agentes e escrivães da Polícia Civil do RN.

Dentre os pontos acordados foram considerados: verticalização da carreira e redução do tempo necessário para promoção, de cinco para três anos.

O Projeto de Lei, que dispõe sobre reestruturação, será encaminhado à Assembleia Legislativa.

A governadora Fátima Bezerra reiterou o constante diálogo que o Governo mantém com a categoria nessa negociação, assim como o compromisso de valorizar a Segurança Pública, ressaltando a importância de manter o objetivo de buscar o equilíbrio das finanças do Estado, compromisso maior da gestão para com a sociedade.

“Sempre estamos abertos ao diálogo, essa é uma marca do nosso governo. E dentro da legalidade, vamos sempre buscar um entendimento para atender as necessidades do servidor, sem com isso comprometer a saúde financeira do Rio Grande do Norte”, disse a governadora.

Read More...

Destaques, RN

Policiais civis podem fazer novas paralisações no Estado

Os policiais civis do Rio Grande do Norte, ativos e inativos, reuniram-se em assembleia geral, nesta segunda-feira, e decidiram que vão aguardar que o pagamento dos aposentados e pensionistas seja efetivado até o próximo sábado, dia 20. Caso isso não aconteça, a categoria já deliberou por iniciar novas mobilizações, no próprio sábado.

“Infelizmente, nós demos um voto de confiança ao Governo e suspendemos a mobilização na semana passada, após assinatura de um acordo o qual o próprio governador se comprometeu a pagar o salário de dezembro de todos os policiais civis no dia 12, ativos, aposentados e os pensionistas. Mas, esse acordo não foi respeitado, pois apenas os servidores da ativa receberam”, explica Nilton Arruda, presidente do SINPOLRN.

Diante desse descumprimento do acordo, uma assembleia geral foi convocada. A categoria foi informada que o Governo do Estado se comprometeu a efetuar o pagamento dos aposentados e pensionistas até a manhã do próximo sábado (20).

“Soubemos que os pagamentos dos aposentados e pensionistas da Polícia Civil não foram efetuados apenas por uma trapalhada dos secretários de estado”, destaca o presidente do Sindicato.

Mesmo assim, os policiais civis entenderam por aceitar a proposta de pagamento até o próximo sábado. “Vamos aguardar e queremos dar esse voto de confiança, acreditando que o governador Robinson Faria vai fazer uso do seu poder como chefe maior do Estado e cumprirá o acordo assinado por ele. Caso contrário, não teremos outra alternativa que não seja retomar as mobilizações”, completa Nilton Arruda.

Read More...

Destaques, RN

Militares e Polícia Civil continuam com mobilização nesta sexta (22)

A paralisação da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PM-RN) e a mobilização dos policiais civis contra atraso de salários será mantida nesta sexta-feira, dia 22 de dezembro. É o quinto dia seguido de movimento das categorias, que esperam receber os salários de novembro, dezembro e o 13°.

De acordo subtenente Eliabe Marques, presidente da Associação dos Policiais e Bombeiros Militares Estaduais, mesmo diante do anúncio do calendário de pagamento por parte do Governo, a categoria resolveu permanecer em protesto.

Isso porque, de acordo com ele, a proposta do Executivo de pagar o salário de novembro no próximo dia 29, e o 13º até o dia 10 de janeiro não agradou aos policiais e bombeiros militares. “Queremos receber tudo ainda esse ano”, enfatiza Eliabe Marques.

No que diz respeito à Polícia Civil, os agentes, escrivães e delegados também decidiram pela manutenção da mobilização. Eles trabalham em regime de plantão deste a quarta-feira (20). Somente as Delegacias de Plantão da Zona Sul e da Zona Norte, e a Central de Flagrantes estão atendendo a população.

“Inicialmente, o governador Robinson Faria havia declarado que teria dinheiro para pagar os atrasados e agora anuncia que iniciaremos 2018 com pelo menos um mês em atraso e sem recebermos o 13°. Então, dessa forma, a categoria entendeu que não tem como retomar a normalidade das atividades”, afirma Nilton Arruda, presidente do SINPOL-RN.

Na tarde desta quinta-feira (21), a Diretoria do SINPOL-RN teve uma reunião com a secretária de Segurança Pública, Sheila Freitas. Ela ressaltou as dificuldades econômicas do Estado e alegou que tem atuado diariamente junto ao Governo para que os salários dos servidores da Segurança sejam colocados em dia.

O Sindicato do Policiais Civis expôs a dura realidade que os agentes estão vivenciando por causa dos 22 meses seguidos de atrasos salariais.

“Nosso movimento tem sido traçado diariamente, de acordo com as mudanças de cenários. Hoje, entendemos por manter a mobilização na Degepol e nas delegacias regionais, mas nesta sexta-feira iremos tirar novas deliberações de ações e atos a serem realizados na próxima semana”, explica Nilton Arruda.

Read More...

RN

Policiais civis do RN decidem paralisar atividades por 24 horas

Os policiais civis do Rio Grande do Norte decidiram aderir a uma paralisação nacional que acontecerá na próxima quarta-feira, dia 15 de março, bem como marcaram uma assembleia com indicativo de greve para a quinta-feira, dia 16.

Ao longo de todo o dia dessa quinta-feira (9), policiais civis promoveram um ato em frente à Governadoria, aguardando uma reunião com o governador Robinson Faria, que aconteceria às 11h. O encontro não ocorreu, pois a equipe de Governo informou que o chefe do Executivo estava doente.

Inicialmente, havia a perspectiva de o encontro acontecer no final da tarde, após as 17h, mas o governador Robinson acabou desmarcando toda sua agenda de trabalho nesta quinta. Com isso, a chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, recebeu o SINPOL-RN no final da tarde.

Foram discutidos alguns pontos da pauta de reivindicações dos policiais civis, no entanto, a Diretoria do Sindicato frisou que a maioria dos pontos precisa ser tratada diretamente com o governador e fez um apelo para que a reunião fosse agendada o quanto antes. A equipe do Governo então marcou o encontro para o dia 16.

“A reunião entre o SINPOL-RN e o governador será às 16h da próxima quinta-feira. E, por isso, a categoria deliberou por se concentrar em frente à Governadoria a partir das 14h para aguardar o resultado da conversa e, em seguida, realizar uma assembleia convocada com indicativo de greve”, explica Paulo César de Macedo, presidente do Sindicato.

De acordo com ele, os policiais civis esperam que o governador Robinson, juntamente com seu secretariado, apresente respostas aos pleitos dos policiais civis. “Essa pauta foi entregue ao próprio governador em agosto de 2015. Em setembro de 2016, reapresentamos à Tatiana Mendes Cunha e, até agora, não recebemos nenhum posicionamento do Governo. Os policiais esperam a correção de injustiças, a efetivação de direitos conquistados, a valorização e equiparação salarial”, ressalta.

PARALISAÇÃO NACIONAL

Sobre a paralisação de 24 horas no dia 15 de março, os policiais civis decidiram aderir a um movimento nacional que será realizado por policiais em todo o Brasil, bem como por outras categorias. O objetivo é pressionar o Governo Federal e Congresso Nacional contra a reforma da Previdência.

“É importante a presença de todos os policiais nesses dois dias de luta que estão programados para a semana que vem. Trata-se do futuro de cada um de nós e precisamos lutar para não termos direitos retirados e para conquistarmos novas vitórias”, finaliza o presidente do SINPOL-RN.

Read More...

RN

Policiais civis podem entrar em greve no Rio Grande do Norte

Policiais civis do Rio Grande do Norte vão se reunir em assembleia geral extraordinária, nesta terça-feira, dia 21 de fevereiro, a partir das 8h, em frente à Governadoria, para deliberação de um indicativo de greve. A categoria cobra do Governo do Estado o início das negociações da pauta de reivindicações entregue ao governador Robinson Faria ainda em 2015.

“No dia 27 de agosto de 2015 nós entregamos essa pauta nas mãos do governador. Em setembro de 2016 reapresentamos, em reunião com a chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha. De lá para cá, no entanto, o Governo não recebeu o SINPOL-RN para tratar dessa pauta, que tem como objetivo principal a valorização da instituição Polícia Civil, tanto na parte operacional e funcional quanto valorização profissional”, explica Paulo César de Macedo, presidente do Sindicato.

Ele ressalta que os policiais civis estão insatisfeitos com a forma que o Governo tem conduzido o funcionalismo público. “São meses seguidos de salários atrasados e o governador não tem apresentado uma perspectiva de resolver essa situação, pois nem mesmo divulga um calendário de pagamento fixo. Além disso, não está cumprindo com outros direitos e acordos feitos com a categoria, como é o caso da implantação dos níveis, que deveria ter ocorrido em 1º de abril de 2015, e ainda a devolução de salários cortados em 2013 mediante pagamento das horas por parte dos policiais civis. Inclusive, muitos já pagaram essas horas, mas o Governo não cumpriu sua parte”.

Todos esses pontos compõem o pleito dos policiais civis que diante de tal cenário vão se reunir em assembleia na frente da Governadoria, nesta terça-feira, para deliberação de um indicativo de greve. Os Agentes e Escrivães pedem ainda a diminuição do fosso salarial existente dentro da Polícia Civil.

“Esperamos que o Governo do Estado receba nossa categoria e possa iniciar as negociações e atender aos pleitos, pois estamos lutando pela melhoria da Polícia Civil e, consequentemente, melhoria da Segurança Pública como um todo. Sem investimentos e valorização dos policiais é impossível reverter o atual quadro de insegurança que se encontra o Rio Grande do Norte”, finaliza Paulo César de Macedo.

Read More...