Destaques, Economia

Petrobras reduz preço da gasolina em 3% nas refinarias

A Petrobras anunciou que a partir desta terça-feira, dia 11 de junho, o preço da gasolina em suas refinarias vai ter uma queda de aproximadamente 3%, com uma redução de R$ 0,0549 por litro do combustível. Já o óleo diesel não terá reajuste.

Embora a estatal tenha reduzido o preço em suas refinarias, a redução para final depende das políticas das distribuidoras e dos postos de combustíveis para que o consumidor pague menos pelo combustível.

O último reajuste no preço da gasolina nas refinarias tinha sido em 31 de maio. Na ocasião, o preço do combustível apresentou queda de 7,15%, passando de R$ 1,9543 para R$ 1,8144.

No fim de maio, o diesel também foi reajustado, apresentando queda de 6%. Ele foi de R$ R$ 2,3047 para R$ 2,1664.

Read More...

Destaques, Economia

Petrobras vai reduzir preço do diesel em 6% e o da gasolina em 7,1%

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira, dia 31 de maio, a redução de 6% no preço médio do diesel nas refinarias, para R$ 2,1664 por litro, e a redução de 7,16% na gasolina, para R$ 1,8144 por litro. Apesar da redução acentuada,  ambos os combustíveis acumulam alta de 20% neste ano.

Com os reajustes, que valem a partir deste sábado, 1º de junho, o litro da gasolina passa a ser vendido R$ 0,1399 mais em conta e o do diesel será reduzido em R$ 0,1383. No entanto, as reduções foram anunciadas para o preço dos combustíveis nas refinarias e isso não significa que os valores cobrados pelos postos estarão mais baixos a partir deste final de semana.

As reduções ocorrem após os preços do petróleo Brent registrarem uma perda de 11% em maio e de o barril nos EUA ter recuado 16% no mês, na maior queda mensal de ambos contratos futuros desde novembro.

O valor da gasolina da Petrobras, que havia sido reduzida em 4,4% na semana passada, é o mais baixo desde os R$ 1,7966 por litro visto em 15 de março.

O anúncio da redução do preço médio dos combustíveis consta no site da estatal, mas também foi anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais.

Read More...

Destaques, RN

Preço da gasolina dispara nos postos de Natal

Os seguidos aumentos nos preços dos combustíveis, autorizados pela Petrobras, levaram o Rio Grande do Norte a comercializar a gasolina ao preço médio de R$ 4,89. Uma das mais caras do país.

Em alguns postos da capital, o litro da gasolina comum já está sendo comercializado na casa dos R$ 4,98. Em um posto de combustível que fica na BR 101 – próximo ao Natal Shopping, o preço da gasolina aditivada chega a R$ 5,04. O aumento pegou muitos motoristas de surpresa.

De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes, o aumento no preço foi adotado após reajustes aplicados pela Petrobras no valor cobrado pelo combustível vendido aos postos.

O mais recente entrou em vigor na quarta (1º), quando o preço da gasolina sofreu aumento de 3,5% e o litro passou a ser entregue aos postos no valor de R$ 2,045. Foi o maior reajuste desde outubro do ano passado.

Read More...

Destaques, Economia

Petrobras eleva preço médio da gasolina em 5,61%

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira, dia 4 de abril, que vai elevar a partir de amanhã (5) o preço médio da gasolina nas refinarias em 5,6%. Com o aumento, o preço comercializado nas refinarias passará de R$ 1,8326 para R$ 1,9354.

Por que a gasolina dobra de preço entre a refinaria e o posto?

A resolução da Petrobras de divulgar, quase que diariamente, a média de preço dos combustíveis que saem das refinarias faz com que o valor cobrado nos postos chame ainda mais a atenção do consumidor. A gasolina, por exemplo, dobra de preço entre a refinaria e o posto.

Se, nas refinarias, o custo médio da gasolina hoje é de R$ 1,9354 por litro, por que nos postos a gasolina sai por quase R$ 4,30, na média nacional? A explicação está na composição do preço – e tem nos impostos o maior vilão.

A fatia destinada a tributos estaduais (ICMS) e federais (PIS/PASEP, Cofins e CIDE) representa 45% do preço final cobrado do consumidor. Os impostos se tornaram mais pesados em todo o país a partir de julho de 2017, quando o governo federal decidiu aumentar a alíquota que recai sobre os combustíveis. No caso da gasolina, o aumento foi de R$ 0,4109 por litro. A medida, que resultou na arrecadação de mais R$ 10,4 bilhões, foi tomada para que o governo conseguisse atingir a meta fiscal naquele ano.

Diesel permanece sem alteração

Por outro lado, a estatal revelou que preço médio do litro do diesel será mantido. No dia 26 de março, a Petrobras havia anunciado que os preços deste combustível seriam reajustados, a partir daquela data, por períodos não inferiores a 15 dias. Com isso, a companhia abandona, somente para o diesel, o formato usado desde 3 de julho de 2017 que previa reajustes com maior periodicidade, inclusive diariamente. Assim, a empresa manterá o litro do combustível em R$ 2,1432.

Desde a adoção desse novo formato na política de ajuste de preços, o valor da gasolina acumula alta de 47,80%, nas refinarias. Já o diesel acumula aumento de 57,90%.

Read More...

Destaques, Economia

Preço da gasolina sobe pela 4ª semana consecutiva

O preço médio do litro da gasolina comercializada em postos de combustível de todo o Brasil fechou esta semana a R$ 4,319 – em Natal, esse valor chega a R$ 4,41. Essa foi a quarta alta semanal do produto, que acumula um aumento de preço de 3,5% em um mês, já que, na semana de 17 a 23 de fevereiro, o litro era vendido a R$ 4,172.

Os dados são do levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O óleo diesel, comercializado em média a R$ 3,54 por litro, registrou nesta semana sua quinta alta consecutiva e acumulou, no período, aumento de preços de 2,8%.

O litro do etanol, que foi comercializado em média a R$ 2,969, também subiu pela quinta vez consecutiva, acumulando alta de 8,2% no período de cinco semanas. Já o preço do GNV (gás natural veicular) aumentou pela terceira semana, fechando em média a R$ 3,169 o metro cúbico, uma alta de 1% no período.

Read More...