Concurso Público, Destaques

Secretaria de Administração reformula comissões para organização de 2 concursos no RN

A Secretaria de Administração e Recursos Humanos do Rio Grande do Norte (SearhRN) publicou a reformulação de duas comissões de concurso público para preenchimento de vagas para Polícia Civil e para a Fundação de Atendimento Socioeducativo (FundaseRN). Além disso, outras duas reformulações foram divulgadas no Diário Oficial do Estado: a da comissão de concurso para Pilotos de Aeronaves (inscrições encerradas em janeiro) e para praças da Polícia Militar (realizado em 2018).

“Estamos dando prosseguimento a esses processos em obediência a decisões judiciais que determinaram os concursos. A comissão é quem vai definir a banca, as regras e os prazos, explicou a secretária Virgínia Ferreira.

Todas as comissões são presididas por um mesmo servidor da pasta, além dos membros da própria Searh, conforme Portaria-SEI. A Associação de Delegados da Polícia Civil (Adepol) comemorou o fato em sua página no Facebook e disse que “a formação da comissão é fundamental para as próximas fases do certame, como a contratação da banca organizadora. A Adepol-RN continuará diligente para garantir celeridade desse processo, pois a Polícia Civil e a sociedade potiguar precisam desse concurso”.

A comissão da Fundase (antiga Fundac) também foi formada com servidores do órgão. Vale destacar que existe determinação da Justiça para que servidores temporários sejam substituídos por concursados.

Concurso Fundase-RN 2019

Fundase-RN forma comissão especial para realização de novo concurso público

A comissão organizadora do certame será responsável por contratar uma banca, elaborar o projeto básico e outros trâmites da seleção. A expectativa é que o edital saia ainda neste primeiro semestre de 2019. No entanto, informações como o número de vagas ainda não foram divulgadas.

Considerando que a fundação realizou somente um concurso para efetivos desde sua criação, é esperado que tenhamos um grande número de vagas. Além disso, de acordo com fontes ligadas ao órgão, a recomendação é que sejam providos todos os cargos do quadro permanente.

A abertura de um novo concurso para a Fundase-RN vem sendo estudada há, pelo menos, dois anos. Porém, somente agora foi possibilitado o início efetivo dos preparativos. O principal motivo seria a crise financeira do estado.

Quais cargos existem atualmente na Fundase?

O novo concurso seguirá os moldes da nova estrutura organizacional da Fundase, conforme a Lei Complementar Nº 614 de Janeiro de 2018 (veja aqui). As carreiras existentes são de analista, assistente, técnico e auxiliar.

Com as progressões nas carreiras, os valores dos vencimentos básicos podem progredir, chegando a R$ 5 mil. As vagas do concurso da Fundase-RN 2019 deverão ser lotadas nas dez unidades regionais presentes em Natal, Caicó e Mossoró.

Último Concurso Fundase-RN

A fundação só realizou um concurso público para efetivos desde a sua criação em 1998. Mas em 2018 a Fundação lançou um processo seletivo para temporários com oferta de 400 vagas.

Na seleção, os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva, investigação social e análise de títulos. Na prova objetiva, os candidatos precisaram responder 30 questões, sendo 20 de conhecimentos específicos e 10 de português.

Informações do certame

  • Concurso: Fundação de Atendimento Socioeducativo do Estado do Rio Grande do Norte (Fundase-RN)
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: a definir
  • Número de vagas: a definir
  • Remuneração: a definir
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO PARA 2019

Concurso Polícia Civil do RN

Polícia Civil prende suspeito de ter matado empresário italiano em Ponta Negra Francesco Pescatore

O projeto básico para realização do certame será finalizado e revisado pelos membros da comissão do concurso. Assim que for concluído, ele será enviado para as empresas organizadoras a fim de que seja escolhida a instituição que apresentar a melhor proposta.

Definida a empresa, esta fica responsável por publicar o edital e estabelecer as datas das inscrições e da realização das provas. A expectativa é que até o final deste primeiro semestre seja feita a publicação do edital.

Cargos e salários

O edital de concurso da Polícia Civil do RN está previsto para ser publicado com 302 vagas, sendo 41 para o cargo de Delegado, 26 para Escrivão e 235 de Agente de Polícia. Para concorrer aos cargos será necessário nível superior em qualquer área, com exceção do cargo de delegado, que exige ainda, formação específica na área de Direito.

Os salários do mais alto cargo chegam a R$ 18.752,13 (delegado especial), R$ 16.876,92 para delegado 3ª classe, R$ 15.189,23 para delegado 2ª classe, R$ 13.670,30 para delegado 1ª classe e R$ 12.303,27 para delegado substituto.

Para a agente e escrivão, os ganhos iniciais são de R$ 6.266,65 para categoria especial, R$ 5.222,20 para 1ª classe, R$ 4.351,84 para a 2ª classe, R$ 3.626,54 para a 3ª classe e R$ 3.022,11 para a 4ª classe.

Informações do certame

  • Concurso: Polícia Civil do RN)
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: Nível Superior
  • Número de vagas: 302 oportunidades
  • Remuneração: de R$ 3.022,11 a R$ 18.752,13 (delegado especial)
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO PARA 2019

Se você quer ficar por dentro das novidades de concurso público e processo seletivo no Rio Grande do Norte, participe do nosso grupo no Facebook (clique aqui). Agora, se pretende focar nos estudos com os mais variados materiais para concurso, clique aqui. Quer bolsa de estudo com até 70% de desconto? Clique aqui e saiba mais!

Read More...

Destaques, Plantão Policial

Polícia Civil do RN aponta ex-marido como mandante da morte de empresária

Uma investigação da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) e da Delegacia Municipal de Pedro Velho, resultou na prisão de Geraldo Pereira Júnior, 24 anos, suspeito de participação no homicídio da empresária Maria da Conceição de Lima Barbosa, 56 anos, no dia 07 de novembro, na cidade de Pedro Velho, interior do Rio Grande do Norte.

No dia 17 de janeiro, a Polícia Civil apresentou, em entrevista coletiva, dois suspeitos de participação neste homicídio. Na ocasião, foram apresentados Fábio de Souza Santos, conhecido como Fábio “Xuxa”, apontado como autor dos disparos contra Maria da Conceição, e Lucio Silva Calazans Júnior, identificado por ter alugado um dos carros utilizados na ação criminosa. A Deicor chegou até Geraldo Júnior, conhecido como “Juninho”, que foi preso na cidade de Arapiraca, em Alagoas. Em depoimento, ele afirmou que em determinado local os criminosos mandaram Maria da Conceição descer do veículo e atiraram no momento em que ela estava de costas.

Um desdobramento da investigação identificou que, na dinâmica do crime, os suspeitos vieram até o Rio Grande do Norte no dia 25 de setembro de 2017, cerca de um mês antes do crime, com a intenção de fazer o levantamento da rotina da vítima. Para essa ação, dois veículos foram alugados na cidade de Santo Antônio, interior do RN. O aluguel destes veículos ocorreu em nome de Luiz Hugo Vital Barbosa, 57 anos, ex-companheiro de Maria da Conceição.

Apontado como o mandante pela morte da empresária, Luiz Hugo morreu em um acidente de carro na BR-101, nas proximidades do município de São José de Mipibu, um dia após saber que os autores do homicídio teriam confessado participação no crime.

Uma das armas utilizadas no crime, um revólver calibre 38, foi apreendido pela Deicor.

Confira vídeo com a fala do Delegado Deral Adjunto e do Diretor da DEICOR:

Read More...

Concurso Público, Destaques

Sem concurso desde 2009, Polícia Civil do RN tem o 4º menor efetivo do País

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PCRN) é uma instituição que vem sendo sucateada há anos; seus profissionais trabalham em delegacias com condições estruturais totalmente adversas, salários atrasados, sem equipamentos adequados e com sobrecarga de demandas. Há dez anos sem realizar concurso publico, a PCRN possui o 4º menor efetivo do Brasil. Se levarmos em conta a relação efetivo/população, ficamos em 23º no ranking dos 27 estados da federação.

A proporção ideal de policial/habitante é relativa. Os contextos sócio-culturais envolvidos – como credibilidade da força policial e níveis de violência, variam em todos os lugares; a quantidade de policiais necessária em Tóquio, considerada a capital mais segura, não é a mesma de Natal que é uma das cidades mais violentas do mundo. Em análise aos contextos e peculiaridades locais, em 2010 foi instituído através da Lei Complementar 417/2010, que o efetivo policial civil necessário ao RN era 5.150 policiais. Vale lembrar que em 2010, o estado do RN era um dos mais seguros do Brasil – ao contrário de hoje.

Segundo a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte (ADEPOL/RN), a lei complementar possibilita a contratação de 4 mil agentes de polícia, 350 delegados e 800 escrivães. Atualmente, a instituição funciona com apenas 27,71% disso, ocasionando prejuízos irreparáveis à investigação criminal.

Para a associação, a situação tende a se agravar, já que até o final do ano, 120 policiais civis estarão aptos a se aposentar. Destes, 28 são delegados de polícia. Ainda segundo a associação dos delegados, a Polícia Civil do RN conta com um quadro de policiais muito antigo. A maioria do quadro de agentes e delegados de polícia possui mais de 44 anos. Já no que diz respeito a escrivães, a maioria possui 39 anos.

Pensando nisso, a ADEPOL/RN expediu ofício nesta terça-feira (05) e endereçou à Secretaria Estadual de Administração e Recursos Humanos (Searh), solicitando urgência e prioridade no processo administrativo que trata do concurso público para todos os cargos da polícia. O Ministério Público também foi notificado.

concurso polícia civil do rn 2019
(Fonte: COBRAPOL)

Projeto básico do certame iniciou no final de 2018

O projeto básico para realização do certame ainda está sendo finalizado e revisado pelos membros da comissão do concurso. Assim que for concluído, ele será enviado para as empresas organizadoras a fim de que seja escolhida a instituição que apresentar a melhor proposta.

Definida a empresa, esta fica responsável por publicar o edital e estabelecer as datas das inscrições e da realização das provas. A expectativa é que até o final deste primeiro semestre seja feita a publicação do edital.

Cargos e salários

DO edital de concurso da Polícia Civil do RN está previsto para ser publicado com 302 vagas, sendo 41 para o cargo de Delegado, 26 para Escrivão e 235 de Agente de Polícia. Para concorrer aos cargos será necessário nível superior em qualquer área, com exceção do cargo de delegado, que exige ainda, formação específica na área de Direito.

Os salários do mais alto cargo chegam a R$ 18.752,13 (delegado especial), R$ 16.876,92 para delegado 3ª classe, R$ 15.189,23 para delegado 2ª classe, R$ 13.670,30 para delegado 1ª classe e R$ 12.303,27 para delegado substituto.

Para a agente e escrivão, os ganhos iniciais são de R$ 6.266,65 para categoria especial, R$ 5.222,20 para 1ª classe, R$ 4.351,84 para a 2ª classe, R$ 3.626,54 para a 3ª classe e R$ 3.022,11 para a 4ª classe.


Se você quer ficar por dentro das novidades de concurso público processo seletivo no Rio Grande do Norte, participe do nosso grupo no Facebook (clique aqui). Agora, se pretende focar nos estudos com os mais variados materiais para concurso, clique aqui.

Read More...

Destaques, Plantão Policial

Polícia Civil acaba com festa de facção criminosa em Maxaranguape

Equipes de policiais civis que estão atuando na Operação Verão 2019, com apoio de policiais militares, conseguiram finalizar uma festa que estava sendo realizada em Maxaranguape por membros de uma facção criminosa com atuação estadual.

Os policiais receberam uma denúncia anônima de uma possível festa dos membros do grupo criminoso, que estaria sendo realizada próximo a um posto de combustível, na região praiana.

A equipe de Polícia Civil, com apoio do Grupo Tático Operacional (GTO) da Polícia Militar, realizou patrulhamento tático e buscas pessoal e domiciliar, e conseguiram finalizar o evento não autorizado.

“O morador da casa permitiu a entrada dos policiais no local, onde foram apreendidos restos de cigarro de maconha, bem como exibidos espontaneamente pelos suspeitos aparelhos celulares de origem e conteúdo duvidosos”, afirmou o delegado Donny Êxodo.

Alguns foram presos e encaminhados à Justiça.

Read More...

Destaques, Plantão Policial

Polícia Civil prende ex-prefeito de São José do Campestre por fraude em licitações

Uma equipe de policiais da Delegacia Municipal de São José do Campestre prendeu, na manhã desta quarta-feira (23), Laércio José de Oliveira, 67 anos. Ele é ex-prefeito do Município e é condenado pela prática de fraudes em licitações da Prefeitura.

As investigações da Polícia Civil foram iniciadas com base em um inquérito instaurado no ano de 2009, para investigar ações de Laércio José em licitações da prefeitura no ano de 2003.

Nesta quarta-feira, sob coordenação do Delegado Silva Júnior, os agentes de São José do Campestre deram cumprimento ao mandado de prisão em desfavor de Laércio, que foi preso no bairro de Capim Macio.

Após a prisão, Laércio realizou exame de corpo de delito e em seguida encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Read More...