Polícia Civil do RN indicia ex-policial que recebeu R$ 100 mil em salários de forma indevida

A Delegacia de Defesa do Patrimônio Público e Combate a Corrupção (DECCOR) divulgou, nesta sexta-feira (27), o indiciamento de Elson G. d. C. F., pelo crime de peculato. Após pedir exoneração em julho de 2016, o ex-policial investigado, que trabalhou na Delegacia Municipal de Serra Negra do Norte, continuou a receber o salário de agente

Albert Dickson é denunciado por peculato, falsificação de documento e associação criminosa

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou o ex-vereador de Natal Albert Dickson de Lima por peculato, falsificação de documento público e associação criminosa. Os crimes teriam sido cometidos entre janeiro de 2009 e dezembro de 2011 e renderam, em quantia atualizada, R$ 2.146.239,56. A Justiça potiguar já acatou a denúncia do

Ministério Público denuncia PMs por furto de revólver e peculato

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou três policiais militares por furto, peculato e prevaricação. Os crimes foram comprovados por fotos e pelo serviço de monitoramento da viatura em que estavam. A denúncia marca o início da ação penal e o processo agora tramita na 16ª vara Criminal de Natal. Pelo que

MP denuncia ex-secretário de Parnamirim por peculato e falsificação de documentos

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou à Justiça o ex-secretário municipal adjunto de Serviços Urbanos de Parnamirim, Gaspar de Lemos Alcântara, pela prática de crimes de peculato e falsificação de documentos. O MPRN também ingressou com uma ação civil pública pela prática de atos de improbidade administrativa com pedido de liminar

Ex-vereador Dickson Nasser é condenado a mais de 11 anos reclusão

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do RN não atendeu aos recursos movidos pelos advogados do ex-vereador Dickson Nasser e de integrantes do gabinete do ex-parlamentar, condenados em 1ª instância, no ano de 2016, pela prática do crime de peculato. O órgão colegiado manteve a condenação pela prática de peculato, mas acolheu a apelação