Destaques, Educação

Nordeste deve receber R$ 700 milhões para financiamento estudantil em 2018

Nordeste, Centro-Oeste e Norte receberão aportes específicos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento no próximo semestre, possibilitando condições mais favoráveis para os contratos com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Estão assegurados mais de R$ 700 milhões em recursos do Fundo Constitucional de Financiamento (FNE) somente para a região Nordeste. Até o final da semana que vem, deverá ser aprovado o incremento dos Fundos Constitucionais de Financiamento do Norte (FNO) e do Centro-Oeste (FCO).

O objetivo do Ministério da Integração Nacional é priorizar áreas que mais carecem de profissionais com nível superior. As três regiões terão juros mais baixos ao ano.

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, destaca que a programação financeira para os próximos quatro anos é mais do que suficiente para fazer frente às demandas por financiamentos. “Como não sofrem contingenciamento de recursos, os Fundos Constitucionais serão também uma importante fonte de crédito para estudantes do Norte, Nordeste e Centro-Oeste”, ressaltou.

O Ministério da Educação ofertou 75 mil novas vagas para o FIES no segundo semestre de 2017.

Medida Provisória

A Medida Provisória 785, editada em julho deste ano, possibilitou os investimentos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento no setor educacional. Serão 310 mil vagas geradas no Novo Fies, composto por três faixas.

Read More...

Futebol Nacional

No sufoco, Sport marca no fim e se classifica na Copa Sul-americana

Ufaaaaa!!! Essa foi a frase que os torcedores do leão soltaram quando André aos 37 minutos do segundo tempo diminuiu o placar para o Sport. Mesmo com a derrota, os pernambucanos se classificaram pois haviam vencido o primeiro jogo por 2 a 0 em casa. Agora o time rubro-negro enfrenta a Ponte Preta.

Primeiro tempo perigoso

O Arsenal precisava da vitória e por isso foi pra cima do Leão. Abusando das jogadas aéreas, o time Argentino tentava abafar a saída de bola brasileira. O sport perdia a bola com facilidade no meio campo, tendo que parar as jogadas com faltas, o que facilitava a vida de quem queria uma bola parada. O leão teve alguns contra-ataques, em um deles Lenis perdeu um gol incrível. E esse erro custou caro, na jogada seguinte após um bate e rebate na área o atacante Brunetta abriu o placar aos 43 do primeiro tempo.

A vaca parecia ir pro brejo

O segundo tempo começou com o Arsenal no ataque e o Sport abusando dos erros de passe. Com o Leão acuado, o treinador Humberto Grondona – filho do ex-presidente da Confederação Argentina de Futebol, colocou três atacantes em campo e um deles, Contreras, fez aos 19 do segundo tempo. Com mais 25 minutos de jogo parecia inevitável a virada.

André o herói da noite

Luxemburgo então mexeu no time e colocou o meia Thomas no lugar de Everton Felipe, e o estreante na partida melhorou os contra-ataques do Sport. Depois de um chute do meia, André pegou o rebote mas estava em impedimento. Mas Luxemburgo estava iluminado e outro jogador que o professor havia colocado, Rogério, partiu pra cima da marcação encontrou Diego Souza na ponta que entrou na área e rolou para André decretar a classificação pernambucana. Depois, o Sport perdeu várias oportunidades de empatar, mas o resultado foi o suficiente.

Read More...

Brasil

Governadores do Nordeste pedem retomada das obras do São Francisco

Robinson Faria, governador do Rio Grande do Norte, Camilo Santana, governador do Ceará, Ricardo Coutinho, governador da Paraíba, além do vice-governador de Pernambuco, Raul Henry, trataram da urgência da retomada das obras de transposição do Rio São Francisco, em reunião com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármem Lúcia, na tarde desta terça-feira (13).

No encontro, que aconteceu em Brasília, Robinson realçou a situação preocupante causada por quase sete anos seguidos de seca no estado. “Esta reunião foi muito importante porque sensibilizou a Ministra a nos ajudar em relação à questão judicial da transposição. Ela foi muito atenciosa e prometeu o empenho do Supremo para agilizar as demandas junto ao consórcio para a retomada da obra”, afirmou o governador.

O processo licitatório para a contratação da empresa que concluiria a obra foi paralisado por decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, e isso pode provocar um atraso ainda maior na transposição. “Nós ainda temos um agravante: o Rio Grande do Norte será o último estado a receber as águas do Rio São Francisco, e, assim como os outros estados nordestinos, 80% de nossas cidades estão com dificuldade no abastecimento”, acrescentou Faria.

A decisão da presidente do STF deve ser tomada até a próxima semana. “Apresentamos a situação hídrica dos estados da região, em especial a do Ceará, e solicitamos que a ministra Carmen Lúcia olhasse com muito carinho para essa importante obra, que é a transposição. A presidenta do STF se comprometeu a tomar uma decisão até a próxima semana. É fundamental que a obra seja retomada o mais rápido possível”, citou o governador Camilo Santana.

Compensação

Robinson ainda tratou da necessidade de uma compensação para os estados que têm dívida irrelevante com a União. “O Nordeste não deve à União. Nossa dívida no Rio Grande do Norte é a segunda menor do país, então temos que encontrar uma forma de compensar os estados que não foram atendidos nessa rolagem de dívida”.

Read More...

Natal

Situação da água no semiárido nordestino é tema de debate em Natal (RN)

A água é um recurso estratégico para o desenvolvimento do Nordeste, especialmente em uma região pobre como o semiárido. O clima severo e as chuvas irregulares geram eventos extremos que frequentemente resultam em secas e cheias, representando um grave risco para as atividades econômicas, em particular para a agricultura de subsistência.

No Rio Grande do Norte, ações governamentais tem buscado aliviar a situação econômica e social dos moradores em regiões afetadas pela estiagem no estado. Em fevereiro, foram repassados pelo Ministério da Integração Nacional recursos na ordem de R$9,4 milhões para contratação de caminhões-pipa que irão ajudar no abastecimento de 65 municípios do interior potiguar.

A partir desse contexto, os desafios para suprimento de água na região semiárida será o tema do primeiro encontro do Ciclo de Debates do Conselho Técnico-Científico do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CTC-CERNE) que será realizado dia 29 de março no mini auditório do Instituto Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte (IFRN) – Campus Central Natal.

O Ciclo de Debates tem como proposta debater os principais problemas do setor de recursos naturais e energia, buscando encontrar soluções que possam ser encaminhadas aos órgãos reguladores e executivos do setor, além de identificar potenciais parcerias entre as instituições participantes do evento.

Representantes de órgãos e instituições como a Empresa de Pesquisa Agropecuária (Emparn), Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH) e Universidade Federal do Rio grande do Norte (UFRN) debaterão sobre o cenário hidrológico e os enfrentamentos que envolvem os recursos hídricos no Nordeste e RN.

O Ciclo terá outras edições ao longo do ano com temas que abordam recursos naturais e energia. A programação completa está disponível aqui. O evento é aberto ao publico e a entrada é gratuita.

Read More...

Brasil

Previsão climática indica agravamento da seca no Nordeste entre fevereiro e abril

A seca na região Nordeste, que já dura cinco anos, pode se agravar ainda mais entre fevereiro e abril. A probabilidade de chover abaixo do normal na região Nordeste do país é de 40%. Já as chances de chuvas acima do previsto são de apenas 25% no próximo trimestre. É o que aponta o documento divulgado na última segunda-feira (6), após reunião extraordinária do Grupo de Trabalho em Previsão Climática Sazonal (GTPCS) do MCTIC. Especialistas chamam a atenção para a situação dos reservatórios e os impactos na agricultura e no abastecimento de água para a população.

Segundo o meteorologista Marcelo Seluchi, do Cemaden, se as chuvas ficarem entre a média histórica ou até 30% abaixo dela, a situação da maioria dos reservatórios de água da parte norte do Nordeste não terá recuperação significativa nos meses de fevereiro, março e abril, considerada a estação chuvosa do semiárido. “Isso implicará em severos impactos na agricultura e na pecuária e no abastecimento de água para a população”, declarou Seluchi.

Read More...