Míssil da Coreia do Norte passou perto de avião comercial

(ANSA) – Tripulantes da companhia aérea Cathay Pacific relataram que avistaram, no céu, o míssil intercontinental lançado pela Coreia no Norte no dia 29 de novembro. De acordo com a BBC, os tripulantes do voo 893 da Cathay Pacific, que faz a rota São Francisco- Hong Kong, viram o míssil entrando na atmosfera e “explodindo”

Pyongyang diz que míssil pode atingir todo território dos EUA

(ANSA) – O governo da Coreia do Norte confirmou o lançamento de um novo míssil intercontinental Hwasong-15 nesta quarta-feira (29) e afirmou que o novo equipamento é capaz de “atingir todo o território” dos Estados Unidos. Em números, segundo o Estado norte-coreano, o míssil é capaz de atingir “950 quilômetros de distância e uma altitude

“Não teremos outra escolha além de destruir totalmente a Coreia do Norte”, afirma Trump em discurso na ONU

Nesta terça-feira (19), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um discurso inflado na Assembleia Geral das Nações Unidas. Classificando o regime de Kim Jong-Un como “depravado”, o mandatário norte-americano ameaçou “destruir totalmente” a Coreia do Norte caso não haja outra alternativa. “Os Estados Unidos têm grande força e paciência, mas se forem forçados

“Se a Coreia do Norte continuar com esse comportamento imprudente, será destruída”, garantiu embaixadora dos EUA

Na última quinta-feira (14), a Coreia do Norte lançou um míssil sobre o Japão no Oceano Pacífico, desafiando as novas sanções do Conselho de Segurança da ONU, que proibiram as exportações de têxteis e limitaram as importações de petróleo bruto. Devido a mais esse motivo, a embaixadora dos Estados Unidos nas Nações Unidas, Nikki Haley,

Pyongyang desloca míssil para costa; Putin defende diálogo

(ANSA) – A Coreia do Norte está posicionando em sua costa um míssil balístico intercontinental (ICBM), o que comprovaria as suspeitas dos serviços de inteligência sul-coreanos de que o regime de Pyongyang se prepara para um novo lançamento. A informação foi divulgada nesta terça-feira (5) pela mídia de Seul, como o “Asia Business Daily”, citando