Destaques, RN

SARAMPO: Ministério da Saúde libera R$ 3,4 milhões para fortalecer vacinação no RN

O Ministério da Saúde liberou R$ 3,4 milhões para os municípios do Rio Grande do Norte. Com esse recurso extra, a expectativa é melhorar a cobertura vacinal e controlar surtos, interromper a transmissão do sarampo e de outras doenças espalhadas pelo Brasil. A portaria com a lista com os valores, por cidade, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (16).

Para que os municípios recebam essa verba, é preciso cumprir duas metas: Vacinar, pelo menos, 95% das crianças de 12 meses de idade com a primeira dose da vacina tríplice viral, que ajuda a evitar o sarampo, rubéola e caxumba; além disso, é preciso informar o estoque das vacinas de poliomielite, tríplice e pentavalente para as Secretarias de Saúde do Estado e ao Ministério da Saúde.

De acordo com o secretário de Atenção Primária do Ministério da Saúde, Erno Harzheim, com esse dinheiro extra, será possível superar as dificuldades específicas de cada município para oferecer mais vacinas para a população. 

Campanha

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo tem como prioridade as crianças de seis meses até menores de cinco anos. Ela começou no dia sete deste mês e vai até 25 de outubro, sendo que neste sábado, dia 19, será realizado o Dia D com milhares postos de vacinação abertos por todo o país.

Sarampo no RN

De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), publicado em 11 de outubro, o RN tem 4 casos confirmados de sarampo, e 47 casos em investigação.

Read More...

RN

SAMU do RN recebe 12 ambulâncias do Ministério da Saúde

O Rio Grande do Norte recebeu, do Ministério da Saúde, 12 ambulâncias para renovação da frota do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (SAMU 192 RN). Os veículos serão utilizados como Suporte Básico (USB) e Avançado (USA) na Região Metropolitana e bases descentralizadas no interior do estado e entram em operação a partir desta sexta-feira (13).

Com os novos veículos, a frota do SAMU RN passa a ser de 50 viaturas, sendo 28 de Suporte Básico, 08 de Suporte Avançado, além de 14 ambulâncias para backup.

Mais de 700 profissionais atuam no serviço que possui 21 bases descentralizadas em todo o estado, além de uma base central, em Macaíba e uma Central de Regulação Médica. Em 2018, o SAMU 192 RN atendeu a 94.613 ocorrências em todo o estado.

Read More...

Brasil, Destaques

Ministério da Saúde suspende fabricação de 19 remédios gratuitos

Nas últimas três semanas o Ministério da Saúde rompeu contratos firmados com laboratórios de produção de remédios que eram distribuídos gratuitamente para a população. São 19 medicamentos no total, que deixarão de ser entregues pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo.

Os laboratórios produtores são públicos e federais. Entre eles estão Biomanguinhos, Butantã, Bahiafarma, Tecpar, Farmanguinhos e Furp. Eles fabricam os remédios como parte de uma parceria com o ministério e fornecem os fármacos a preços 30% menores do que os do mercado.

O Ministério da Saúde confirmou por meio de nota que a fabricação dos 19 medicamentos está em “fase de suspensão” por recomendação da Controladoria-Geral da União e pelo Tribunal de Contas da União em função de decisões judiciais, desacordo com o cronograma, falta de avanços esperados, etc. Trata-se de uma “medida regular”, além de “estar prevista no marco regulatório das PDPs e realizada com normalidade”, acrescentou.

Mais de 30 milhões de pacientes dependem desses tratamentos. Veja abaixo a lista dos remédios que terão distribuição gratuita interrompida.

  • Adalimumabe, Solução Injetável (40mg/0,8mL), produzido por TECPAR
    Adalimumabe, Solução Injetável (40mg/0,8mL), produzido por Butantan
  • Bevacizumabe, Solução injetável (25mg/mL), produzido por TECPAR
  • Etanercepte, Solução injetável (25mg; 50mg), produzido por TECPAR
  • Everolimo, Comprimido (0,5mg; 0,75mg; 1mg), produzido por Farmanguinhos
  • Gosserrelina, Implante Subcutâneo (3,6mg; 10,8mg), produzido por FURP
  • Infliximabe, Pó para solução injetável frasco com 10mL (100mg), produzido por TECPAR
  • Insulina (NPH e Regular), Suspensão injetável (100 UI/mL), produzido por FUNED
  • Leuprorrelina, Pó para suspensão injetável (3,75mg; 11,25mg), produzido por FURP
  • Rituximabe, Solução injetável frasco com 50mL (10mg/mL), produzido por TECPAR
  • Sofosbuvir, Comprimido revestido (400mg), produzido por Farmanguinhos
  • Trastuzumabe, Pó para solução injetável (150mg; 440mg), produzido por Butantan
  • Cabergolina, Comprimido (0,5mg), produzido por Bahiafarma Farmanguinhos
  • Insulina (NPH e Regular), Suspensão injetável (100 UI/mL), produzido por Bahiafarma
  • Pramipexol, Comprimido (0,125mg; 0,25mg; 1mg), produzido por Farmanguinhos
  • Sevelâmer, Comprimido (800mg), produzido por Bahiafarma Farmanguinhos
  • Trastuzumabe, Pó para solução injetável (150mg), produzido por TECPAR
  • Vacina Tetraviral, Pó para solução injetável, produzido por Bio-manguinhos
  • Alfataliglicerase, Pó para solução injetável (200 U), produzido por Bio-manguinhos

Read More...

Destaques, Saúde

O que fazer se tiver perdido a caderneta de vacinação?

A vacinação é uma forma eficaz – e, muitas vezes, a única alternativa – para prevenir doenças, seja em crianças ou em adultos. Por isso, é importante manter a caderneta de vacinas atualizada.

A caderneta é o único documento que precisa ser apresentado na hora de receber a vacina, mas a perda deste documento não impede que crianças e adolescentes sejam vacinados.

Se o cidadão perder a própria caderneta ou a de crianças da família, basta ir ao posto ou unidade de saúde no qual a pessoa foi vacinada. Lá, os profissionais vão resgatar as informações na ficha de registro, onde todas as vacinas aplicadas são anotadas, além de fornecerem uma 2ª via da carteirinha.

Em caso de dúvida ou impossibilidade de obter essas informações nas unidades de saúde, o cidadão pode buscar o Ministério da Saúde. A pasta é responsável pelo Programa Nacional de Imunização, por meio do qual é feita a avaliação e encaminhamento dos questionamentos das atividades de vacinação das unidades de saúde.

Read More...

Destaques, Natal

Grupos prioritários ainda podem se vacinar contra influenza em Natal

A campanha nacional de vacinação contra a Influenza encerrou-se na última sexta-feira (22), no entanto, a vacina segue disponível nas unidades de saúde de Natal – enquanto durarem os estoques, e exclusivamente para as pessoas que integram os grupos prioritários.

Fazem parte desse público-alvo definido pelo Ministério da Saúde: gestantes; puérperas (mulheres até 45 após o parto); idosos; crianças entre 6 meses e menores de cinco anos; trabalhadores da saúde; indígenas; professores; população privada de liberdade; profissionais do sistema prisional; e portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais (DCNTs).

Até o momento, 198.515 mil pessoas já foram imunizadas na capital potiguar, sendo os idosos (77.351), DCNTs (39.039), crianças (32.462) e trabalhadores da saúde (28.993) os grupos com maior quantidade de registros.

Para receber a dose da vacina é preciso apresentar documento de identificação com foto; cartão de vacinação (caso não tenha, um novo será feito na unidade); se for necessário, documento que ateste fazer parte do grupo de risco, como receituário ou comprovante médico no caso de portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

Read More...