Destaques, Negócios

Partage Norte Shopping participa do “Dia Livre de Impostos”

Diante da alta carga tributária brasileira, que onera para os lojistas e limita o poder de compra dos clientes, cresce, no país, um movimento chamado Dia Livre de Impostos (DLI), com o objetivo de conscientizar a população, demonstrando o real impacto que estes impostos podem causar em suas vidas.

A data do dia 30 de maio marca o prazo em que os brasileiros precisam trabalhar desde o início do ano, apenas para pagar os impostos. Ou seja, cerca de cinco meses de trabalho são necessários para suprir as taxas.

Nesta sexta-feira (30), os lojistas do Partage Norte Shopping vão comercializar seus produtos, sem o valor que, normalmente, é consumido por taxas de tributação. Ou seja, se o produto tem 20% de tributos, ele será comercializado com um desconto de 20%, representando o custo real.

Dia da Liberdade de Impostos foi criado pela CDL Jovem em 2003 e acontece nas principais cidades do país. “O intuito não é a sonegação de impostos, pois nesse dia o empresário arca com os custos da taxação, para não ser repassado aos consumidores”. Em 2018 a data contou com a participação de vários estados, com a colaboração de mais de cinco mil shoppings e varejistas.

Serviço

Dia Livre de Impostos

  • Data: 30 de maio de 2019;
  • Endereço: Av. Doutor João Medeiros Filho, 2395 – Potengi;
  • Telefone: (84) 3674-8200 | 98189.8899 (WhatsApp)

Read More...

Destaques, Economia

Mãos ao alto: brasileiros já pagaram R$ 300 bilhões de impostos em 2019

Os brasileiros já pagaram R$ 300 bilhões de impostos desde o início de 2019. De acordo com o cálculo do impostômetro, da Associação Comercial de São Paulo, o valor foi atingido por volta das 8h desta quinta-feira (7). O montante corresponde ao total pago à União, estados e municípios por meio de impostos, taxas, multas e contribuições.

Essa receita foi alcançada três dias mais cedo que no ano passado. Em 2018, a marca de R$ 300 bilhões foi atingida no dia 10 de fevereiro.

Em nota, o presidente da associação, Alencar Burti, afirmou que esse resultado é sinal de que a economia “começou um pouco mais aquecida em 2019”.

De acordo com Alencar, o problema é quando o crescimento da arrecadação vem do aumento de alíquotas ou da criação de novos impostos. Ele destaca ainda que a quantia de R$ 300 bilhões reforça que a causa do problema fiscal brasileiro está nos gastos, e não na receita.

Em 2018, o impostômetro superou a marca de R$ 2,3 trilhões em impostos pagos pelos brasileiros. E ainda há quem diga que o Brasil está quebrado… tsc, tsc, tsc.

Read More...

Destaques, Natal

Nesta quinta, produtos serão vendidos sem impostos em Natal

Sabia que 40% do valor que você paga na gasolina são impostos? E que, a cada R$ 100 que você gasta em itens de perfumaria, R$ 70 representam tributos? Pela 12ª vez, a pesada carga tributária no Brasil inspira o Dia da Liberdade de Impostos (DLI), que vai acontecer nesta quinta-feira, dia 24 de maio, em estabelecimentos de 15 estados e do Distrito Federal. A ação é liderada pela CDL Jovem (Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem) e tem como objetivo conscientizar a população sobre a alta carga de impostos e apoiar a simplificação tributária no Brasil.

“Todos nós reclamamos sobre os impostos alto que pagamos, mas no dia a dia de consumo não nos damos conta de quanto pagamos sob cada produto. Essa nossa ação é para deixar os números ainda mais visíveis pela população, para que ela passe a cobrar o melhor emprego desse tipo imposto pago”, explicou o diretor de Marketing da CDL Jovem Natal, Bruno Felix. Entre os estabelecimentos participantes da ação em Natal estão lanchonetes, clínica veterinária e um posto de combustíveis.

Em outros estados brasileiros, vários supermercados, drogarias, shoppings centers, padarias, restaurantes e concessionárias de veículos vão aderir ao evento e oferecer descontos de até 70%. A proposta do DLI é que, por um dia, os comerciantes deixem de repassar ao consumidor o percentual que pagam em impostos. Entre os participantes, postos de gasolina venderão 100 mil litros de combustível com 40% de desconto, exatamente a alíquota de impostos que compõe o valor final.

Além do Rio Grande do Norte, as ações acontecerão nos estados do Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro,  Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Ações em Natal

A CDL Jovem ainda fará uma ação na praça Gentil Ferreira, no Alecrim. Será montada uma mini loja com produtos expostos, informando o valor do imposto pago em cima de cada mercadoria.

Veja os estabelecimentos participantes da ação:

– Pittsburg
– Massa Finna
– Casa do Pão de Queijo (Petrópolis)
– Parmeggianos
– Pet e Cia Clínica Veterinária
– Ecoposto Amigão, avenida Ayrton Senna (serão 5 mil litros de gasolina comum vendidos na ação)

CDL Jovem

Lucas Pitta – coordenador nacional da CDL Jovem, espera dobrar o total de estabelecimentos participantes em relação a 2017, quando cerca de mil lojas e 10 shoppings aderiram ao movimento. “O Dia da Liberdade de Impostos cresce a cada ano, com mais CDLs aderindo e, consequentemente, uma quantidade cada vez maior de lojistas e consumidores impactados”, avalia o coordenador, destacando que a campanha agora conta com um símbolo, o Impostossauro, descrito como “o pesadelo do Brasil”.

O Brasil figura na lista dos países que possuem uma das maiores cargas tributárias do mundo. De acordo com o estudo Carga Tributária/PIB x IDH, o Brasil é o país com pior retorno à população em saúde, educação e segurança, nas esferas federal, estadual e municipal. Publicado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), o documento traz análises dos 30 países que possuem as maiores cargas tributárias do mundo. Suíça, Coreia do Sul, Estados Unidos e Austrália lideram o ranking.

Para completar, uma estimativa feita pela CDL Jovem, com base em estudo do mesmo IBPT, em 2018, revela que os brasileiros vão trabalhar aproximadamente 5 meses apenas para pagar impostos. Neste ano, até 30 de abril, de acordo com o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo, foram pagos mais de R$ 800 bilhões em tributos em todo o país.

Read More...

Destaques, Economia

Brasileiro já pagou mais de R$ 1 trilhão em impostos este ano

A marca de R$ 1 trilhão no painel do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) foi registrada às 8h desta sexta-feira (16). O valor equivale ao total de impostos, taxas e contribuições pagos pela população brasileira desde o dia 1º de janeiro de 2017.

Em 2016, o montante de R$ 1 trilhão foi alcançado em 5 de julho. O presidente da entidade, Alencar Burti, explica que a arrecadação aumenta quando há crescimento econômico e elevação de impostos. “Já que nossa economia não está crescendo, essa diferença de 19 dias reflete aumentos e correções feitos em impostos e isenções, além da obtenção de receitas extraordinárias como o Refis [parcelamento de débitos tributários]. Reflete também a inflação, que, apesar de ter caído, segue em patamar alto”, analisa. Para Burti, “no segundo semestre, espera-se elevação da arrecadação em função da melhora da atividade econômica”.

Arrecadação federal

O presidente da ACSP esclarece que, embora a arrecadação federal tenha caído em termos reais, é o número nominal (sem descontar a inflação), o mesmo medido pelo Impostômetro, que deve ser analisado. “Nosso painel não mede apenas tributos federais. Também entram na conta os estaduais e municipais. O que temos que observar são os valores nominais, porque os gastos são todos nominais”.

Da Agência Brasil

Read More...

Destaques, Economia

No Dia da Liberdade de Impostos, comércio venderá produtos com até 80% de desconto

Nesta quinta-feira, dia 1º de junho, o comércio varejista terá grandes descontos em estabelecimentos de 12 estados do país e no Distrito Federal. Parece uma grande promoção, mas trata-se da 9ª edição do Dia da Liberdade de Impostos (DLI), ação comandada pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem) para conscientização da alta carga de impostos no Brasil e apoiar a simplificação tributária.

Para marcar a data, mil lojas e 10 shoppings em todo território nacional vão oferecer produtos com até 80% de desconto. Postos de gasolina também vão aderir a ação da CDL Jovem com a venda de 100 mil litros de combustível com cerca de 40% de desconto. Os preços, bem abaixo dos praticados normalmente, equivalem ao valor dos impostos embutidos nos produtos.

“A CDL Jovem resolveu criar esse movimento com uma forma de mostrar a alta carga de impostos que pagamos e fazer um alerta para que essa carga tributária seja revertida para a população. É complicado viver em um país onde 40% do salário do trabalhador se destina ao pagamento de impostos, ou seja, o consumidor trabalha cinco meses para pagar impostos e não tem o retorno nas estradas, nas ruas, na saúde e na educação. Isso precisa mudar”, ressaltou a coordenadora da CDL Jovem /CE, Fabiana Lucas.

O Brasil figura na lista dos países que possuem uma das maiores cargas tributárias do mundo. Para se ter uma ideia, até o dia 31 de maio já havia sido arrecadado R$1 trilhão em impostos no Brasil.

Estimativa feita pela CDL Jovem, com base em estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) mostra que em 2017, os brasileiros vão trabalhar aproximadamente 5 meses apenas para pagar impostos. Atualmente, trabalha-se o dobro do que na década de 1970 para pagar a tributação. “Mais de 40% do salário do trabalhador vai para o pagamento de impostos. Para o varejo, a situação inibe cada vez mais o consumo do cidadão”, acrescenta Guterres.

Visão dos empresários

A alta carga tributária inibe também o investimento dos empresários em seus negócios e na geração de empregos. Pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), este ano, mostrou que oito em cada dez empresários de varejo e serviços consideram importante a reforma tributária.

O estudo mostra que 77% dos entrevistados acreditam que a reforma melhoraria a economia do país de alguma forma, sendo que, para estes, os principais resultados positivos seriam a geração de empregos (60%), o aumento na capacidade de investimento nos negócios (41%) e incentivo na criação de novos negócios (38%).

Participarão do DLI, no dia 1º de junho, os estados de Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul.

Read More...