Mundo

Papa Francisco doa dinheiro para agricultor atingido por terremoto

CIDADE DO VATICANO | (ANSA) – O papa Francisco doou nesta sexta-feira, dia 24, 15 mil euros a um agricultor residente em uma das áreas atingidas pelos terremotos do ano passado no centro da Itália para que ele conseguisse comprar um veículo para ajudar na sua produção, afetada pelos tremores.

O gesto de solidariedade do Pontífice foi apenas o segundo relacionado às vítimas dos sismos pedido por ele à Esmolaria Apostólica, departamento da Cúria Romana que segue as ordens do líder da Igreja Católica em relação à assistência aos pobres, desta semana.

Nos últimos dias, membros da Esmolaria foram às regiões atingidas pelos terremotos, principalmente na do de 24 de agosto, para comprar 11 mil euros em produtos alimentares típicos de pequenos produtores e revendedores que estão em dificuldade devido aos tremores.

Os grupos de agricultores, produtores e comerciantes, cujos negócios corriam o risco de fechar, foram escolhidos pelos bispos de Rieti, Domenico Pompili; de Ascoli Piceno, Giovanni D’Ercole; de Camerino e de San Severino Marche, Francesco Giovanni Brugnano; e de Spoleto e Norcia, Renato Boccardo; que queriam ajudá-los e encorajá-los a continuar com as suas atividades.

Os produtos comprados nas Marcas e nas outras três regiões atingidas pelos tremores foram distribuídos a vários restaurantes populares de Roma que são sustentados pela Santa Sé. Só em Norcia, por exemplo, foram comprados cerca de 150 quilos de roveia, 42 quilos de farro (tipos de legumes e de cereais típicos da região) e mais 80 quilos de queijo.

Read More...

Mundo

Papa Francisco critica católicos que levam ‘vida dupla’

ROMA | (ANSA) – O papa Francisco pediu durante a celebração desta quinta-feira (23) que os católicos não tenham uma “vida dupla”, ou seja, que não digam uma coisa e depois pratiquem outra – no que classificou como “escândalo”.

“O que é o escândalo? O escândalo é dizer uma coisa e fazer outra. É a vida dupla, a vida dupla em tudo. ‘Eu sou muito católico, eu vou sempre na missa, pertenço a essa e aquela associação’ e por outro lado ‘a minha vida não é cristã: eu não pago o certo para meus funcionários, exploro as pessoas, sou sujo nos negócios, faço lavagem de dinheiro’… vida dupla. E tantos católicos são assim e isso escandaliza”, disse o Pontífice aos fiéis segundo a “Rádio Vaticano”.

Prosseguindo sua linha de pensamento, Jorge Mario Bergoglio ainda questionou os fiéis, falando que “quantas vezes ouvimos que ‘se é para ser católico como aquele, é melhor ser ateu'”. “E isso é um escândalo. Te destrói, te põe para baixo. E isso acontece todos os dias, basta ver os telejornais ou ler os jornais. Neles, há muitos escândalos e também grande publicidade dos escândalos. E cada um deles destrói”, acrescentou.

Para exemplificar o que quis dizer, o Pontífice falou sobre o caso de uma “empresa importante” que estava à beira da falência.

Segundo Bergoglio, as pessoas precisavam de dinheiro, porque tinham os salários atrasados, e as autoridades estavam tentando solucionar o caso, para evitar uma greve justa. No entanto, não conseguiam falar com o dono da empresa, que era católico, porque ele estava de férias no Oriente Médio. “Isso é um escândalo”, disse ainda.

Francisco ainda acrescentou uma passagem do Evangelho, em que um homem que chega às “portas do céus” e questiona o Senhor sobre o porquê Deus não se lembra dele, já que sempre fez “ofertas financeiras” para a Igreja. “‘Sim, eu lembro’, disse o Senhor. ‘As ofertas que me lembro eram todas sujas. Todas roubadas dos pobres. Não te conheço’. Essa será a resposta de Jesus a estes escandalosos que tem uma vida dupla”, disse ainda.

Ao fim de sua fala, Bergoglio pediu uma reflexão de todos os cristãos presentes para que façam uma análise interior para saber se há “ações de cada um de nós como vida dupla” e pediu para que aqueles que façam isso “se convertam” imediatamente e não deixem isso “para amanhã”.

Read More...

Mundo

Papa Francisco pede ‘tolerância zero’ com pedofilia

(ANSA) – O papa Francisco enviou uma carta aos bispos de todo o mundo em que pede a proteção de crianças e para que “o sofrimento, a história e a dor dos menores que foram abusados sexualmente por sacerdotes” não sejam esquecidos. Ele ainda pediu “tolerância zero” aos religiosos.

“Escutar o choro das crianças significa também escutar o choro e o lamento de nossa mãe Igreja, que chora não só pela dor causada em seus filhos mais pequenos, mas também porque conhece o pecado de alguns de seus membros. Pecado que nos causa vergonha. Pessoas que tinham a responsabilidade de cuidar destas crianças, destruíram a dignidade delas”, escreveu o Papa.

No documento enviado no dia 28 de dezembro, dia dos Santos Inocentes, Jorge Mario Bergoglio pede “coragem para proteger a infância dos novos ‘Herodes’ dos nossos dias, que roubam a inocência de nossas crianças”. O Pontífice referia-se ao rei que mandou matar todos os primogênitos de Belém após o nascimento de Jesus Cristo.

“Hoje, na lembrança do dia dos santos inocentes, quero que renovemos todo o nosso empenho para que essas atrocidades não ocorram mais entre nós. Que encontremos a coragem necessária para promover todos os meios necessários para proteger de todas as formas as vidas de nossas crianças porque tais crimes não podem mais se repetir”, disse ainda.

No texto, o líder da Igreja Católica explicita o tema da defesa da infância, do qual falou muito durante a messa da noite de Natal. Ele lembrou ainda a “inocência perdida sob o peso do trabalho clandestino e escravo, sob o peso da prostituição e da exploração”.

“Uma inocência destruída pelas guerras e pela imigração forçada com a perda de tudo que isso possa significar. Milhares de nossas crianças caíram nas mãos de bandidos, de máfias, de mercadores da morte, que fazem como única coisa ganhar e explorar as suas necessidades”, acrescentou.

O Pontífice ainda acrescentou alguns dados divulgados por entidades internacionais, como o Unicef, que aponta que “75 milhões de crianças, por causa das emergências e das crises prolongadas, precisaram interromper seus estudos”. Ele ainda usou o dado de que 68% de todas as pessoas alvos de tráfico sexual em 2015 eram crianças e que 150 milhões delas trabalham.

“Segundo o último relatório do Unicef, se a situação mundial não mudar até 2030 serão 167 milhões de crianças que viverão em extrema pobreza, 69 milhões de crianças com menos de cinco anos que morrerão entre 2016 e 2030 e 60 milhões de crianças que não frequentarão a escola primária”, concluiu.

Desde que assumiu o comando da Igreja Católica, em 2013, Francisco instituiu um comitê para avaliar as denúncias contra religiosos e permitiu o andamento de um processo religioso contra o ex-núncio Jozef Wesolowski acusado de pedofilia. No entanto, o polonês de 66 anos morreu cerca de um mês depois de ficar internado, antes das audiências finais.

Read More...

Mundo

Sentido da vida está na simplicidade, sugere Papa Francisco

O papa Francisco voltou a criticar o consumismo e o materialismo. Ao celebrar a Missa do Galo, na noite deste sábado (24), na Basílica de São Pedro, no Vaticano, ele declarou que o real sentido do Natal foi usurpado pelo comércio.

“Hoje, o Natal se torna uma festa onde os protagonistas somos nós […] As luzes do comércio põem na sombra a luz de Deus; nos afanamos com as prendas e ficamos insensíveis a quem está marginalizado. Esta mundanidade fez refém o Natal; é preciso libertá-lo!”, disse.

Durante a missa, o papa citou as “miseráveis manjedouras de dignidade” em alusão às crianças que, fugindo às guerras e conflitos regionais, se escondem “em um “abrigo subterrâneo para escapar aos bombardeamentos, na calçada de uma grande cidade, no fundo de um barco sobrecarregado de migrantes”.

Noite de luz e glória

Segundo o papa, o Natal, enquanto celebração do nascimento de Jesus Cristo, deveria ser uma noite de luz e glória que traz consigo o sabor da esperança, mas também da tristeza provocada pela rejeição inicial ao menino Jesus.

“Deus não se manifestou no salão nobre de um palácio real, mas na pobreza de um curral; na simplicidade da vida; não no poder, mas numa pequenez que nos deixa surpreendidos. [Assim], se queremos festejar o verdadeiro Natal, contemplemos este sinal: a simplicidade frágil de um pequenino recém-nascido”, comentou o papa, incentivando os cristãos a “deixar as ilusões do efêmero para ir ao essencial”.

“[Para encontrar Deus] É preciso renunciar às nossas pretensões insaciáveis, abandonar aquela perene insatisfação e a tristeza por algo que sempre nos faltará. Nos fará bem deixar estas coisas para reencontrar na simplicidade de Deus-Menino a paz, a alegria, o sentido luminoso da vida”, concluiu.

Da Agência Brasil

Read More...

Mundo

Papa Francisco envia mensagem para velório em Chapecó

(ANSA) – O papa Francisco enviou neste sábado (3) uma mensagem ao velório coletivo das vítimas do acidente aéreo com o avião da Chapecoense realizado na Arena Condá, em Chapecó.

O texto foi lido durante a cerimônia pelo bispo da cidade, Odelir Magri. “Consternado pela trágica notícia do acidente na Colômbia, o Papa pede que sejam transmitidas suas condolências e sua participação na dor de todos os enlutados. Ao mesmo tempo, pede ao céu conforto e restabelecimento para os sobreviventes e coragem e consolação para todos os atingidos pela tragédia”, diz a mensagem, que é assinada pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin.

Na última quarta-feira (30), Francisco já havia enviado um recado ao povo brasileiro por causa do desastre. Na ocasião, ele comparou o acidente com o avião da Chapecoense com a tragédia de Superga, quando uma aeronave com a equipe do Torino caiu e matou 31 pessoas, em 1949.

Read More...