Mundo

Jornalista dá “rasteira” em refugiados que tentam entrar na Hungria

Uma jornalista húngara foi flagrada dando rasteira e chutando refugiados que tentavam cruzar a fronteira da Hungria com a Sérvia. As imagens, registradas na terça-feira (8) por um correspondente alemão, mostram a cinegrafista agindo em meio a dezenas de imigrantes que tentavam romper a barreira da polícia húngara para entrar ilegalmente no país.

De acordo com o site de notícias húngaro 444, a cinegrafista se chama Petra Laszlo. Ela trabalhava para a emissora de televisão N1 e foi demitida após a divulgação das imagens. “Hoje, uma colega da N1TV se comportou de forma inaceitável em Roeszke. A cinegrafista foi demitida imediatamente”, dizia um comunicado publicado no site da emissora, que se descreve como um canal “baseado em fatos” e “sem opinião”.

A jornalista não é a única pessoa na Hungria contrária à chegada de refugiados. O primeiro-ministro do país, Viktor Orban, mandou construir uma barreira de 4 metros de altura na fronteira para impedir a entrada dos imigrantes.

No vídeo (abaixo), a cinegrafista aparece derrubando um homem que carregava uma criança no colo. Ele tentava fugir de um policial, mas acabou preso. Em outra imagem (na sequência), ela dá um chute em uma menina.

 

Foto: Divulgação 

Read More...

Mundo

Para conter imigrantes, Hungria fecha estação de trem

(ANSA) – A polícia da Hungria fechou nesta manhã (1) por uma hora a maior estação de trem da capital do país, em Budapeste, devido a tumultos provocados por milhares de imigrantes que tentavam viajar a outros países europeus, como Alemanha e Áustria. Após o fechamento da estação Keleti, a polícia reabriu o terminal, mas impediu que os estrangeiros tivessem acesso ao local.

Centenas de pessoas sentaram nas imediações da praça Baross para esperar a retomada dos serviços. “Queremos partir”, “Somos sírios” e “Alemanha, Alemanha” foram alguns dos jargões usados pelos imigrantes para protestar. A confusão prejudicou o serviço ferroviário, que sofreu atrasos na maioria de suas linhas nesta terça-feira. Ontem (31), cerca de 3,6 mil imigrantes e refugiados viajaram de trem até Viena, de acordo com a polícia austríaca. O fluxo de migração se acentuou nas últimas semanas na Hungria, já que o país concluiu há três dias a construção de uma barreira de arame farpado em 175 quilômetros de sua fronteira, como forma de impedir a travessia de milhares de estrangeiros pela rota balcânica rumo à Europa.

A Hungria é uma das principais rotas para refugiados do Oriente Médio e da África que fogem de conflitos armados e de situações de pobreza. Mais de 140 mil pessoas já cruzaram a fronteira do país com a Sérvia desde o início do ano. Apesar de possuir uma política de livre circulação de pessoas, a União Europeia (UE) exige que os imigrantes permaneçam no país onde solicitaram asilo. Devido à crise migratória, os países do bloco europeu convocaram para o próximo dia 14 de setembro uma reunião extraordinária.

Read More...

Mundo

Hungria interceptou 8.792 migrantes no fim de semana

As autoridades húngaras interceptaram entre sexta-feira (28) e domingo (30) 8.792 migrantes que cruzaram a fronteira de forma ilegal e detiveram 36 pessoas por suspeita de tráfico de pessoas. A informação foi divulgada pelo Ministério do Interior da Hungria.

O país anunciou, no sábado (29), a conclusão da barreira de arame farpado, destinada a impedir a entrada de milhares de migrantes concentrados na fronteira com a Sérvia.

Na semana passada, 10 mil migrantes atravessaram esta fronteira e, nos últimos dois anos, a Hungria tornou-se um dos principais países de trânsito na União Europeia para migrantes que tentam ir para a Áustria ou Alemanha. A maioria vem do Iraque, Afeganistão, da Síria e de Kosovo.

O crescente número de migrantes causou nos últimos dias tensões internas nas zonas de trânsito e nos campos que acolhem as milhares de pessoas que tentam entrar na Europa.

Budapeste convocou nesta segunda-feira (31) o embaixador francês depois de o ministro dos Negócios Estrangeiros de França, Laurent Fabius, ter criticado a política húngara sobre migrações, sobretudo em relação aos refugiados, e defendeu a destruição da barreira de arame farpado.

Agência Lusa

Read More...

Mundo

Miss África do Sul leva a coroa do Miss Mundo 2014

Neste último domingo (14), tivemos em Londres, Inglaterra, a grande decisão do concurso Miss Mundo. A vencedora foi a Sul-Africana Rolene Strauss, que tem 22 anos de idade e 1 metro e 77 centímetros de altura, e que era considerada a favorita para levar a coroa,segundo a imprensa especializada.

Rolene Strauss (Foto: AP Photo/Alastair Grant)

Rolene Strauss (Foto: AP Photo/Alastair Grant)

Fechando o “pódio” dessa competição tivemos Edina Kulcsar, representante da Hungria na disputa, e a terceira colocação ficou com a Miss Estados Unidos, Elizabeth Safrit. A Brasileira Julia Gama ficou entre as 10 finalistas no geral, mas ela também ganhou um título, o da categoria beleza com propósito, graças ao projeto “Todos contra a Hanseníase”.

Fica a parabenização a Julia Gama pelo título conquistado na categoria beleza com propósito e por ter chegado no top 10 num total de 124 garotas que disputavam a coroa de Miss Mundo no geral. A única marca negativa deste concurso, foi a não presença de José Maria Alvarado, que seria a Miss Honduras, mas que foi assassinada poucos dias antes de sua viagem para o concurso.

Read More...