Destaques, RN

Balança comercial do RN registra alta de 71,5% no primeiro bimestre

Segundo dados do Sebrae, o Rio Grande do Norte registrou no primeiro bimestre a maior alta nas exportações dos últimos cinco anos. Entre janeiro e fevereiro, o estado enviou para o mercado internacional mais de 667 mil toneladas de produtos, resultando numa movimentação de US$ 92,4 milhões negociados. Isso representa um crescimento de 44,3% em comparação com o que foi exportado no primeiro bimestre de 2018.

O bom desempenho do setor exportador, no entanto, não foi acompanhado pelas importações potiguares, que registraram um leve decréscimo de 2,1% em relação ao que foi importado durante o mesmo intervalo do ano passado. Neste primeiro bimestre, o RN importou 49,5 mil toneladas de produtos, o que representa um volume de US$ 23,1 milhões. No primeiro bimestre de 2018, o total chegou a US$ 23,6 milhões. Os melões lideraram as exportações no bimestre com o envio de 64,6 mil toneladas da fruta.

Com a alta nas exportações e baixa nas importações, o saldo da balança comercial potiguar foi favorável, fechando o bimestre com um superávit de US$ 69,2 milhões. Esse resultado representa um crescimento de 71,5% em comparação com o resultado da balança nos dois primeiros meses do ano passado, quando o saldo foi de US$ 40,3 milhões.

As informações foram divulgadas pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, através da edição 42 do Boletim dos Pequenos Negócios. A publicação traz uma síntese dos principais indicadores da conjuntura econômica do estado e, nesta edição, o informativo foi modernizado e ampliado com mais conteúdo para marcar a primeira versão com os indicadores de 2019.

Read More...

Mossoró

Setor de fruticultura abrirá 10 mil vagas de emprego em Mossoró

O setor de fruticultura está se preparando para dar início às plantações; os fazendeiros fecham suas porteiras e começam o cultivo da terra. A produção neste setor acontece em grande escala tendo em vista que os produtos são distribuídos nacional e internacionalmente. Para dar celeridade a esse processo, a expectativa é que sejam gerados mais de 10 mil empregos de julho até o final de agosto em Mossoró e região.

A informação foi confirmada pelo diretor do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX), Luiz Roberto Barcelos. “Entramos no período de sazonalidade do setor, é momento de plantação e nesta época é preciso muita mão de obra”, destacou.

Segundo a Federação dos Municípios do RN (Femurn), as contratações serão feitas para o período de plantação até o de colheita. A expectativa é que as taxas de produção continuem com índices elevados, garantindo grande escala de produtos para importação e exportação, que seguem com as taxas oscilando mês a mês.

Read More...