Destaques, Educação

Vagas remanescentes Fies: prazo encerra nesta quarta-feira (11)

No dia 4 deste mês, foram abertas as inscrições para as vagas não ocupadas nas etapas regulares do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), ou seja, para as vagas remanescentes. Nesta etapa, o prazo para participar do processo seletivo muda de acordo com a situação do estudante.

Os candidatos não matriculados na Instituição de Educação Superior a qual desejam uma vaga só têm até amanhã (11) para participar do processo. Já os matriculados contam com um prazo maior, que vai até 29 de novembro. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo site do programa.

Para realizar a inscrição, é preciso atender às seguintes condições: ter participado do Enem, a partir da edição de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero e possuir renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos. Após a conclusão da inscrição, o candidato tem dois dias úteis para validar as informações na instituição de ensino.

Fies 2019

Em 2019, o Fundo de Financiamento Estudantil disponibilizou 100 mil vagas para cursos de graduação em todo o país. No primeiro semestre foram ofertadas 53.400, dessas ainda no mesmo período 43.606 tiveram contratos fechados e outras 10 mil passaram pelo processo de efetivação da vagas. Para o segundo semestre – incluindo as vagas remanescentes – 46,6 mil vagas. De acordo com o Ministério da Educação, o número representou um aumento de 20% em relação ao processo seletivo do segundo semestre de 2018, quando foram ofertadas 39 mil vagas.

Read More...

Destaques, Educação

Vagas remanescentes do Fies: processo seletivo começa nesta quarta (4)

O processo seletivo para vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referente ao segundo semestre de 2019 começa nesta quarta-feira (4). Essas vagas são aquelas que não foram ocupadas no decorrer dos processos seletivos regulares. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo site do programa.

Agora, é necessário atenção. Até sexta-feira, 6 de setembro, serão ofertadas somente as vagas remanescentes nestas áreas: saúde, engenharia e ciência da computação, licenciatura, pedagogia normal e superior. A partir do dia 7, o leque aumenta para todas as áreas.

Outro ponto que merece atenção é o prazo para participar do processo seletivo, que depende da situação do estudante. Candidatos não matriculados em Instituição de Educação Superior têm até 11 de setembro para se inscrever. Já os matriculados contam com prazo maior, que vai até 29 de novembro.

Para realizar a inscrição, o candidato precisa atender às seguintes condições:

  • Ter participado do Enem, a partir da edição de 2010, obtendo média igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero;
  • Possuir renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

Após a conclusão da inscrição, o candidato tem dois dias úteis para validar as informações na instituição de ensino.

*matéria produzida com informações do MEC

Read More...

Destaques, Educação

Lista de espera do Fies 2019: prazo encerra hoje

O prazo para pré-seleção na lista de espera do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) segue até hoje (23). A etapa com os candidatos que não foram selecionados na chamada única do segundo semestre desse ano, foi iniciada no dia de julho. Para saber se foi contemplado com o benefício, é preciso acompanhar o resultado pelo site do programa.

O Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies) também foi ofertado na segunda edição de 2019. No entanto, não existe lista de espera nesta modalidade. O financiamento é ofertado por instituições financeiras, que definem os juros aplicados.

O financiamento público estudantil ofertado pelo governo federal é uma das formas de viabilizar o acesso dos brasileiros que não têm como arcar com o ensino superior particular. Com financiamento a juros zero, o Fies é voltado para estudantes com renda familiar mensal bruta por pessoa de até três salários mínimos.

Enem também é um dos critérios para poder participar do processo seletivo. É preciso ter feito qualquer edição do exame a partir de 2010 e obtido média igual ou superior a 450 nas provas objetivas e maior que zero na redação.

Read More...

Destaques, Educação

MEC anuncia plataforma para unificar inscrições dos programas de governo

Na última segunda feira (29), o Ministério da Educação (MEC) anunciou um plano para migrar para uma só plataforma, do governo federal, o acesso a serviços como inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A previsão é de que a migração ocorra entre este ano e o fim do ano que vem.

A ideia do MEC é que serviços como os do Denatran, Previdência e do próprio órgão sejam todos acessados em uma mesma plataforma e com um só login. O acesso deverá ser feito pela plataforma gov.br. Alexandre Lopes, presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do Enem, informou que o processamento das inscrições dos candidatos continuará sendo feito nos servidores do Inep.

“A diferença é a entrada. Hoje, temos login e senha para o candidato se inscrever nos exames do Inep. Esse login e senha vão passar a ser únicos para todo governo federal, mas o processamento das inscrições será feito nos servidores do Inep”, disse Lopes acrescentando que nas inscrições para o Enem do ano que vem o login único já será implementado. “Em 2020, o candidato poderá usar a senha do Enem para acessar o Sisu e fazer a inscrição.”

Enem Digital

A próxima edição do Exame terá mais novidades para os participantes. Isto por conta do projeto piloto Enem Digital já anunciado. Em 2020, a aplicação do Enem digital será opcional e caberá ao estudante escolher esta modalidade no ato da inscrição. A previsão é que 50 mil alunos realizem o Enem Digital, em 15 capitais brasileiras.

Read More...

Destaques, Educação

Dívida com o Fies pode ser renegociada até a segunda-feira (29)

Termina na próxima segunda-feira, 29, a renegociação da dívida do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para estudantes que contrataram o benefício até o ano de 2017 e estão com atrasos acima de 90 dias. A informação foi divulgada pelo Ministério da Educação (MEC) no primeiro semestre deste ano e pode ser realizada diretamente com o agente financeiro. De acordo com dados da pasta, o programa soma mais de R$ 10 bilhões em dívidas.

Os estudantes contam com duas formas de renegociação: o pagamento por reescalonamento ou novo parcelamento. Porém, será preciso pagar uma parcela de entrada, em espécie, que corresponde a 10% do valor consolidado da dívida em atraso ou no valor de R$ 1mil, o que for maior.

Dívida do Fies Banco do Brasil

O Banco do Brasil disponibilizou uma opção para renegociação dessa dívida por meio do seu aplicativo. Para isso, é preciso entrar no APP do BB, clicar no menu “Soluções e Dívidas” e “Renegociar Fies”. A ferramenta de renegociação de operações do Fies por dispositivos móveis é oferecida em caráter exclusivo pelo Banco do Brasil.

Essa possibilidade também pode ser usada pelos clientes com fiador e para os serviços de consulta e de simulação. Porém, nesses casos, o cliente terá de ir a uma agência para concluir a renegociação iniciada no aplicativo.

Como começar a graduação sem o Fies

Quem deseja começar uma graduação, mas não têm condições de pagar as mensalidades das universidades particulares, mas não quer continuar pagando depois de formado, pode buscar alternativas ao Fies. As principais delas são as bolsas de estudo para faculdade. As que beneficiam um maior número de estudantes é o Programa Universidade para Todos (Prouni), que também é do governo federal, e o Educa Mais Brasil (veja aqui), este último de iniciativa privada.

Read More...