Empregos e Estágios

Estágio: da faculdade para a vida profissional

Estagiar durante a graduação é um passo decisivo no futuro de um profissional. E não é por acaso que os processos seletivos estão cada vez mais concorridos. O ponto positivo é que, mesmo diante de tanta concorrência, o número de estagiários cresceu no país. Comparando os dois últimos anos, foi possível verificar uma alta de 23,8%. No primeiro trimestre do ano passado, o número de estagiários atuando no Brasil era de 466.157. No mesmo período deste ano, são 576.983 estagiários em atividade.

Os números fazem parte de uma pesquisa divulgada na última terça-feira (16), pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Outro dado apresentando é que estudantes do sexo feminino são maioria no mercado, respondendo por 65% das vagas ocupadas, com taxa de contratação de 30%. A estudante de jornalismo, Larissa Mesquita, de 23 anos, se enquadra na estatística da pesquisa. Ela sabe que o estágio é uma das maiores fontes de experiência. “São aprendizados que serão levados para a vida inteira. Atuando no mercado, é onde o estudante põe em prática tudo o que aprende em sala de aula e até mesmo o que não é visto”, opina.

Hoje, Larissa é estagiária de uma agência de notícias e analisa que esta experiência profissional está ajudando para que se torne uma profissional melhor. “Por mais que eu aprenda em sala de aula, pôr em prática é completamente diferente. Aprendo cada vez mais no meu ambiente de trabalho. Aprendo, inclusive, a ser uma pessoa melhor”, analisou a estudante do 6º semestre de jornalismo.

Mais estagiários

Segundo a pesquisa do CIEE, os cursos com maior número de estagiários no país são Administração, Pedagogia, Direito, Ciências Contábeis, Engenharia Civil e Engenharia de Produção. Porém, no último trimestre, um dos cursos que mais abriram vagas Foram Direito, Pedagogia, Educação Física e Tecnologia da Informação.

Formado em Engenharia Civil, Caio Braga, teve a oportunidade de estagiar desde quando estava na metade do seu curso. Segundo ele, o estágio sempre foi, além da sala de aula, fonte de troca de conhecimento e uma oportunidade de pôr em prática os assuntos abordados na faculdade. “O estágio aumenta o meu networking e abre portas para novas oportunidades. Estagiar engloba desde o contato com a vida prática até a preparação profissional. É uma experiência fundamental para galgar melhores oportunidades no mercado”, assegura.

Para estagiar, é necessário estar matriculado em alguma universidade, escola ou fazendo um curso técnico. Caso você ainda não esteja matriculado em algumas dessas modalidades de ensino, não precisa se preocupar. O E+ Brasil pode abrir portas para você. O programa já beneficiou mais de 900 mil estudantes e oferece bolsas de até 70% para todas as modalidades de ensino. Acesse o site do programa (aqui) e confira as oportunidades disponíveis na sua região.

Read More...

Destaques, Educação

Bolsas de estudo com até 70% de desconto para cursos de nível superior

As faculdades já deram início as aulas do primeiro semestre do ano. Mas, quem não se matriculou no curso dos sonhos por não ter condições de arcar com as mensalidades e também não conseguiu ingressar por meio dos programas do governo, ainda está em tempo de tentar uma bolsa de estudo para faculdade. O E+B em parceria com o Portal N10 está com inscrições abertas para mais de 700 mil oportunidades, dentre elas para o ensino superior em todo país.

O estudante encontra no site www.educamaisbrasil.com.br/portaln10, bolsas de estudo com até 70% de desconto nas mensalidades, garantido em todo o curso superior presencial e a distância. O Programa possui abrangência nacional, com mais de 25 mil instituições parceiras. Confira as bolsas para faculdades em todos os estados brasileiros.

Em todo país, mais de 700 mil oportunidades estão à disposição dos estudantes para esse semestre. O número de vagas, que aumenta a cada semestre, acompanha a procura daqueles que desejam progredir na carreira ou empreender. Isso pode ser observado em uma pesquisa realizada pelo IBGE. O levantamento mostra como uma pessoa com o diploma universitário no Brasil pode chegar a ganhar 2,5 vezes mais do que alguém com apenas o ensino médio. Já na área empreendedora, em uma pesquisa feita pelo Sebrae, um em cada quatro estudantes do ensino superior tem ou pretende ter um negócio.

“A tendência do mercado de trabalho é valorizar cada vez mais os profissionais que investem em qualificação e procuram se atualizar sobre a área em que atuam. Ter uma graduação e pós-graduação traz um diferencial, além de mostrar o quão qualificado você está para exercer determinada função. E nós do Educa Mais Brasil estamos aqui para proporcionar a oportunidade de ter essa formação por meio das bolsas de estudo”, ressalta a diretora de expansão e relacionamento do Programa, Andréia Torres.

Como conseguir a bolsa de estudo para graduação e pós-graduação

Para começar a cursar nesse primeiro semestre de 2019 com uma bolsa para faculdade, o interessado deve se inscrever até 31 de março. O aluno realiza a inscrição pelo site (veja aqui), escolhe a modalidade graduação ou pós-graduação e faz os filtros: por cidade/estado, curso ou instituição, escolhe entre as bolsas de estudo disponíveis e realiza o cadastro com os dados pessoais.

A aprovação deve ser consultada no portal do aluno com o CPF cadastrado. Após ser contemplado com o desconto nas mensalidades do curso superior pretendido, o estudante deve seguir o passo a passo definido pela instituição em que conseguiu o benefício para realizar a matrícula e começar a estudar.

Fonte: E+B Educação | Jaqueline Vaz

Read More...

Destaques, Educação

Datas disponíveis: Enem 2019 será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro

Para os estudantes de plantão, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) acabou nesta quarta-feira (27) as datas de aplicação do Enem 2019. O exame está marcado para os dias 3 e 10 de novembro em todo território nacional brasileiro.

As inscrições começam em maio e as notas das provas são meio de acesso ao Ensino Superior. Quem consegue alcançar boas notas, consequentemente, tem vagas praticamente garantidas para os cursos mais concorridos, a exemplo das notas de corte dos 10 primeiros cursos SISU 2019, como Administração, Direito, Pedagogia, Medicina, Educação física, Engenharia Civil, Ciências Biológicas, Enfermagem, Psicologia e Ciências Contábeis.

Calendário Enem 2019

Solicitação de Isenção/Justificativa de Ausência – 1 a 10 de abril

 Inscrições –  6 a 17 de maio

Aplicação – 3 e 10 de novembro

O que é o Enem

O Enem é uma prova realizada anualmente pelos estudantes brasileiros que desejam utilizar a sua nota da avaliação para ingressar no ensino superior. Como o resultado é possível conseguir benefícios estudantis em programas do governo, como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para universidades públicas, Programa Universidade para Todos (Prouni) que oferta bolsas de estudo e financiamento estudantil através do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies), além de poder pleitear os estudos em uma universidade portuguesa.

Read More...

Destaques, Educação

Desempenho escolar poderá ser critério para ingressar em faculdades

O desempenho escolar do estudante durante os ensinos fundamental e médio poderá ser um dos critérios para a admissão no ensino superior, tendo igual peso ao da nota do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. A proposta foi apresentada no projeto de lei (PLS 441/2018), do ex-senador Airton Sandoval (MDB-SP), que diz que a intenção é equilibrar as condições de acesso ao ensino superior. A matéria está em análise na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), onde aguarda a designação de um relator.

Outro objetivo da proposta, segundo o autor, é contribuir para a melhoria do ambiente de ensino-aprendizagem durante a educação básica, especialmente no ensino médio. Para Sandoval, a aferição de desempenho a cada ano motivará os estudantes a se dedicar mais durante todo o período escolar e será um importante instrumento na busca da melhoria da qualidade do ensino.

O projeto altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394, de 1996) para acrescentar o histórico escolar como critério de aprovação nos processos seletivos de universidades e faculdades. Pelo texto, o desempenho do aluno terá peso igual ao da nota de avaliação nacional do ensino médio, hoje feito por meio do Enem.

Vestibular

Universidades públicas e privadas de todas as regiões do país usam a nota do Enem como critério para selecionar candidatos para os seus cursos. Em algumas instituições é a única forma de seleção, em outras a nota pode ser utilizada como um complemento ao vestibular. Existem ainda instituições que aderiram parcialmente ao Enem e ainda mantêm vestibulares próprios, como é o caso da Universidade de Brasília (UnB).

Sandoval defende uma revisão da essência do vestibular, por se tratar de uma avaliação “pontual finalística do rendimento acadêmico”. Ele argumenta que historicamente o acesso à universidade “tem sido feito não em razão da capacidade de cada um, mas das oportunidades sociais, econômicas e, por consequência, de estudo”. O senador explica que o projeto é uma alternativa à “perversidade do sistema” de vestibulares seletivos muito disputados.

“Aqueles que têm acesso a escolas privadas durante a educação básica ou a cursinhos preparatórios caros são normalmente os que acedem à graduação pública e de qualidade, enquanto que aos estudantes de escolas públicas são negadas as vagas por total falta de igualdade de condições de competição nos disputadíssimos processos seletivos, ainda que tenham tido um bom aproveitamento curricular ao longo de sua formação”, afirmou na justificativa do projeto.

Se for aprovado na CE e não houver recurso para votação em Plenário, o projeto seguirá para a análise da Câmara dos Deputados.

Com informações da Agência Senado

Read More...

Destaques, Educação

Comece a sua Faculdade em 2019 pagando menos

Final de ano chegando, muitos já começam a alinhar as metas do ano que está por chegar. Principalmente, na área financeira. Sejam planos para comprar um carro, uma casa própria, e também, o de investir na educação. Muitos estão deixando ou adiando o sonho de ingressar na faculdade por um fator muito importante: a dificuldade financeira para encaixar a mensalidade no já apertado orçamento familiar.

Separamos aqui algumas dicas para você conseguir começar o ano de 2019 cursando uma faculdade. Vale lembrar que o ingresso no Ensino Superior pode ser feito por meio dos vestibulares tradicionais, pelos programas do governo (Sisu, Prouni e Fies) ou por iniciativas de inclusão educacional, a exemplo do Educa Mais Brasil.

A economia pode chegar a 70%. Na cidade de Natal – assim como em várias outras pelo Brasil, existem disponíveis bolsas de estudo para o curso de Direito, na modalidade presencial cujas mensalidades caem de R$ 1.283,58 para R$ 580,43. Na área da Comunicação com habilitação em Jornalismo, as mensalidades sem as bolsas de estudo custam, em média, R$ 737,78. Já com o desconto passaria a custar somente R$ 368,89. Ou seja, ambos com uma economia média de 50%, um desconto bastante significativo.

As bolsas de estudo são cada vez mais procuradas por proporcionar novas oportunidades para aqueles que não têm condições de arcar com a mensalidade integral. Foi assim que Sarah Lelis Strauch, graduanda em bacharelado de Ciências Biológicas, conseguiu ingressar em uma instituição particular do Ensino Superior. “Entrar na faculdade por meio de descontos da bolsa de estudo foi muito importante, a princípio eu não poderia. Encontrar um programa como esse foi muito bom. Sinto-me privilegiada. Já indiquei também para vários amigos, inclusive para uma amiga que veio do Japão e também não tinha como ingressar sem esse desconto”.

Saiba a diferença entre bolsas de estudo, Prouni e Fies

Bolsas de Estudo pelo Educa Mais Brasil

Um dos programas de iniciativa privada que oferta bolsa de estudo é o Educa Mais Brasil. Em parceria com milhares de faculdades, centros universitários e universidades, o projeto oferece descontos que podem chegar a 70% para cursos de graduação. Então, por que não começar agora mesmo sua faculdade com bolsas de estudo pelo Educa Mais Brasil? Você pode ingressar já em 2019 e começar o ano com o pé direito. Entre os cursos estão Medicina Veterinária, Direito, Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Arquitetura e Urbanismo e Serviço Social. Acesse o site parceiro do programa: http://www.educamaisbrasil.com.br/portaln10.

Prouni

Programa do Governo Federal que oferece bolsas de estudo integrais e parciais em universidades particulares. Para conseguir o benefício é preciso atender a algumas exigências. Os candidatos devem ter uma renda familiar de até três salários mínimos e, ao ser contemplado com uma bolsa, devem comprovar junto à instituição de ensino as informações sobre renda familiar e histórico escolar. Vale ressaltar que quem conseguir uma bolsa parcial (50%) terá que pagar a outra metade do valor do curso à faculdade.

FIES

É também um auxílio do Governo Federal que funciona como um financiamento estudantil para permitir o ingresso em faculdades particulares. A taxa de juros é de 6,5% ao ano para todos os cursos e o programa oferece financiamentos de até 100%. Durante o curso, o estudante irá pagar, a cada três meses, uma taxa de R$ 150 referente aos juros. Ao concluir a faculdade, continuará pagando essa taxa em um período de mais um ano e meio e, posteriormente, irá quitar o saldo devedor.

Read More...