Brasil

Após reeleição de Dilma, mensagens de preconceito a nordestinos se multiplicam em redes sociais

Após a vitória de Dilma Rousseff contra Aécio Neves, na disputa mais acirrada que o Brasil democrático já presenciou, começaram a se multiplicar, via redes sociais (principalmente por Twitter e Facebook), mensagens de preconceito contra o povo nordestino. Afinal, a presidenta conseguiu grande quantidade dos votos nos Estados desta região do País.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Em sua página pessoal na rede Facebook, Deborah Albuquerque foi mais além, fez um vídeo criticando duramente os eleitores de Dilma, como em um certo que momento que ela diz “Não sou a maior afetada ! Vcs que se virem com essa m…”

Entretanto, usuários de vários Estados saíram em defesa dos eleitores nordestinos e tentaram apaziguar a situação que já extrapola os níveis de xenofobia. “Vergonha de ver pessoas xingando o nordeste e o nordestino por causa de eleição falta de respeito, povo nordestino é guerreiro e trabalhador”, escreveu o usuário do twitter @Ambuplay.

Read More...

Ciência

Rooms: Facebook lança app em que usuários podem conversar sem se identificar

O Facebook lançou hoje (23) o aplicativo Rooms, que permite aos usuários criar salas de chat online, conversar e postar conteúdo sem se identificar. “Uma das coisas mágicas sobre os primeiros dias da web era o fato de conversar com as pessoas que você nunca iria encontrar e que você nem conhecia”, disse Josh Miller, criador do aplicativo.

No Rooms, os usuários podem criar salas de assuntos, ao estilo fórum de discussões, para postar fotos, vídeos e textos. O usuário pode ter um “nickname” diferente em cada sala de chat que deseje entrar. De acordo com a direção do Facebook, as cores e as imagens de capa dessas salas podem ser personalizadas, bem como o emoticon do seu botão de “curtida”. Também será possível destacar mensagens específicas e criar permissões, o que indica que uma pessoa pode se tornar administradora do grupo: tudo isso, é claro, preservando o anonimato dos usuários.

O app por enquanto só está disponível em países de língua inglesa e dispositivos iOS.

Read More...

Mundo

Mark Zuckerberg doa US$ 25 milhões para luta contra o vírus ebola

Em meio a crise do ebola, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, e sua esposa, Priscilla Chan, anunciaram nesta terça-feira (14) a doação de US$ 25 milhões para os CDC -Centros Americanos de Controle e Prevenção de Doenças-, para ajudar no combate à epidemia de ebola.

Veja também: Chris Brown diz que Ebola é uma forma de “controle da população”

“A epidemia de ebola está em um momento crítico. O vírus infectou 8.900 pessoas até o momento, mas tem se espalhado muito rapidamente e alguns preveem que poderia contaminar 1 milhão de pessoas, ou mais, daqui a vários meses se nada for feito para combatê-lo”, explicou Zuckerberg em seu perfil no Facebook. “Precisamos controlar o vírus ebola em curto prazo para que ele não cresça ainda mais e não se torne uma crise de saúde global de longo prazo que teremos de combater por décadas em grande escala, como o HIV ou a pólio”, acrescentou em um post na rede.

Com a ajuda financeira que foi doada, Mark Zuckeberg e sua esposa esperam “que isso ajude a salvar vidas e a conter a epidemia”

Read More...

Notícias

Zuckerberg compra parte de uma ilha havaiana por mais de 100 milhões de dólares

Mark Zuckerberg já pagou mais de 100 milhões de dólares por parte da costa norte de Kauai, a quarta maior das ilhas do Havaí, segundo a revista Forbes. Criador do Facebook, 30, Zuckerberg é o segundo bilionário do Vale do Silício, com Larry Ellison, a comprar uma ilha do Havaí. Seus 700 hectares incluem uma praia de águas cristalinas, uma plantação de cana-de-açúcar e uma fazenda orgânica.

Pila'a Beach (Foto: Reprodução)

Pila’a Beach (Foto: Reprodução)

A primeira aquisição é Pila’a Beach, uma praia ‘isolada’ com cerca de 393 hectares, possuindo um vasto território de areia branca e de águas cristalinas. A segunda aquisição de Zuckerberg é o Kahuana adjacente Plantation, uma antiga plantação de cana de 357 hectares, possuindo 2.500 pés de frente para o mar e uma fazenda orgânica.

Zuckerberg não terá privacidade em sua praia no Havaí, já que as leis o obrigam a deixar o local aberto ao público.

Read More...