Destaques, Educação

5 cursos para quem gosta de matemática concorrer pelo Enem

disciplina que envolve o universo dos números não é nem de longe a queridinha de muitos brasileiros. Porém, ela é a preferida de alguns estudantes, que além de gostar da matemática, pensam em seguir carreira em profissões que exigem um bom entendimento de cálculos, medidas, variações e estatísticas.

Para quem não resiste à ciência do raciocínio lógico e abstrato e quer escolher um curso superior para concorrer a uma vaga na faculdade por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) há opções de carreiras. Conheça algumas graduações para os amantes dessa área do conhecimento.

Confira a lista:

Cursos para quem gosta de matemática

1. Engenharia de Alimentos   

O curso de Engenharia de Alimentos forma profissionais aptos para atuar diretamente ligado ao estudo da produção de alimentos em escala industrial. A titulação é de grau bacharelado e no mercado de trabalho podem atuar em todas as etapas do processo de fabricação e conservação de alimentos, como também no desenvolvimento de técnicas, maquinários e software, definição de métodos de tratamento de resíduos, entre outros. 

Por se tratar de um curso da área da Engenharia, após a graduação os profissionais precisam fazer o registro profissional junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do estado onde vai atuar.

2. Ciências Contábeis

O contador é responsável pelas contas da empresa ou pessoa física contratante, fazendo o registro e o controle de receita, auditoria e perícia das áreas contábeis. O curso de Ciências Contábeis é uma graduação de nível superior com titulação de bacharelado. A graduação é direcionada para quem tem o perfil voltado para organização e aptidão para lidar com números.

3. Ciência da Computação

curso de Ciências da Computação tem duração média de quatro anos e é disponibilizado na modalidade de bacharelado. Durante a graduação, o estudante é preparado para desenvolver, implantar e manter sistemas de acordo com metodologia e técnicas adequadas, com o objetivo de dar maior qualidade, custos, prazos e benefícios, aos processos e rotinas de trabalho das áreas.

4. Estatística

O curso de Estatística é uma graduação de nível superior com titulação de bacharelado da área das Ciências Exatas. Ao longo dos quatro anos de estudo os estudantes são capacitados para trabalhar com a coleta, análise e interpretação de dados numéricos no estudo de fenômenos naturais, econômicos e sociais. No mercado de trabalho pode atuar com o levantamento de informações por meio de questionários, entrevistas, medições e análise de dados, visando ajudar na tomada de decisões de empresas.

5. Matemática

graduação em matemática conta com duas modalidades de titulação: bacharelado e licenciatura. Independente da habilitação, o curso tem duração média de quatro anos. Quem opta pela graduação com titulação de bacharelado, pode atuar em indústrias e empresas juntamente com equipes multidisciplinares e desenvolver atividades como resolução de problemas que envolvem cálculos e lógica, como desenvolvimento de produtos, por exemplo.

Já o profissional que opta pela licenciatura atua no campo da docência, ministrando aulas, como professor na educação básica ou até mesmo no nível superior – a depender da continuação acadêmica em mestrados.

Fonte: Agência Educa Mais| Géssica Santos

Read More...

Destaques, Educação

Coleta do dado biométrico é uma das novidades do Enem 2019

Os candidatos do Enem 2019 devem esperar por novidades. As mudanças foram divulgadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta semana. A principal delas é em relação ao procedimento de coleta do dado biométrico, item de segurança adotado pelo Enem desde 2016.

A alteração faz parte de uma série de otimizações de processos com o objetivo de economizar nas avaliações aplicadas pelo instituto.

Novidades Enem 2019

O Inep adotará também uma pequena esponja que permite a coleta da digital e pode ser utilizada mais de três mil vezes. Até 2018, a ficha para coleta do dado biométrico continha uma lâmina de grafite, individual.

Houve alteração nos Cadernos de Questões do Enem. A diagramação garantirá um grande espaço em branco para apoio na elaboração de cálculos e da redação. A medida eliminará a necessidade de impressão das folhas de rascunhos personalizadas, permitindo uma significativa economia com papel e impressão. A alteração faz parte de uma série de otimizações de processos.

Sobre o Enem 2019

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 já tem data marcada. As provas acontecem nos dias 3 e 11 de novembro em todas as regiões do país.

Já o edital do Enem 2019 está previsto para ser divulgado neste mês de março. No entanto, o Inep já confirmou os prazos para solicitação de isenção, justificativa de ausência e inscrições.

Para que serve o Enem

O Enem é uma das principais portas de entrada para o Ensino Superior. Com o resultado, os candidatos podem pleitear benefícios estudantis através de programas do governo de acesso ao ensino superior, como o SisuProuni e o Fies. O Enem é também utilizado como processo de seleção para o ingresso em universidades portuguesas.

Etapas

Solicitação de Isenção/Justificativa de ausência – 1 a 10 de abril

Inscrições – 6 a 17 de maio

Aplicação – 3 e 10 de novembro

Outras maneiras de ingressar ainda em 2019 no ensino superior

O programa de inclusão educacional privado (Educa Mais Brasil), assim como o ProUni, também oferta bolsas de estudo para faculdades em todo o País. No entanto, para concorrer não é preciso ter feito o Enem, comprovar critério de renda familiar ou ter estudando em escola da rede pública durante o ensino médio.

Basta acessar o site educamaisbrasil.com.br/portaln10 (CLIQUE AQUI), escolher a modalidade graduação, filtrar a cidade e o curso de interesse, verificar o percentual da bolsa e realizar a inscrição de forma gratuita. As bolsas de estudo podem chegar a 70% do valor do curso.

Read More...

Destaques, Educação

Quatro dicas para usar a nota do Enem no Prouni

Começa nesta quinta-feira, dia 31, o período de inscrição para o Programa Universidade Para Todos (Prouni), que oferece bolsas de estudo integral e parcial de 50% em faculdades privadas. Para se inscrever, o candidato deve ter participado da edição 2018 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obtido, no mínimo, média aritmética de 450 pontos. Também é necessário ter renda familiar por pessoa equivalente a 1,5 salário mínimo para disputar uma bolsa integral ou até 3 salários mínimos para bolsa parcial. Outro pré-requisito é ter feito o ensino médio completo em escola pública ou em particular com bolsa integral. Pessoas com deficiência e professores da rede pública também podem participar.

Assim como no Sisu, é necessário conhecer as notas de corte dos cursos com vagas pelo Prouni e fazer um planejamento detalhado para ampliar as chances de ingresso. Para ajudar o candidato a escolher tanto o curso quanto a faculdade, a plataforma Quero Bolsa desenvolveu o Simulador de Nota de Corte do Prouni. Nele, estão reunidos todos os dados que o candidato precisa para avaliar as notas de corte nas instituições, incluindo o comportamento delas nos últimos processos seletivos, as notas de corte média e mínima no estado de interesse, assim como a menor nota de corte para o curso pretendido em todo o Brasil. O site também exibe a relação de universidades que oferecem o curso pretendido com a nota de corte em cada campus e turno.  

Por onde começar

Foto: Quero Bolsa

O analista de Ensino Superior do Quero Bolsa, Pedro Amâncio, orienta como criar uma boa estratégia para se candidatar ao Prouni:

Antes da abertura das inscrições, o estudante deve elaborar uma lista de faculdades onde é viável para ele estudar. Para isso, pode utilizar a ferramenta www.querobolsa.com.br/prouni/notas-de-corte para pesquisar.

1. Selecionar as instituições de ensino levando em consideração tanto a nota de corte quanto a distância e o custo de vida para estudar nelas. É importante lembrar que, diferentemente das instituições de ensino públicas, as privadas não costumam oferecer auxílio moradia e alimentação, por isso é importante levar esses fatores em conta.

2. Fazer uma lista com opções de cursos de interesse em cada uma das instituições selecionadas. Ordenar a lista pela combinação faculdade/curso com maior chance aprovação.

3. Após a abertura das inscrições, em 31 de janeiro, o candidato deve preencher o campo primeira opção com a combinação faculdade/curso com maior chance de aprovação. A segunda melhor chance de aprovação deve ficar no campo segunda opção.

4. Acompanhar diariamente a variação da classificação no site do Prouni e alterar as opções selecionadas para se manter sempre entre os primeiros classificados.  

Outra ferramenta de busca por bolsas de estudo na rede privada – uma alternativa a quem não conseguir ingressar no ensino superior via Sisu e Prouni –  é o site www.querobolsa.com que disponibiliza 2,3 milhões de bolsas para o 1º semestre de 2019 em mais de 1.300 universidades no País. As bolsas de estudo são sempre opções melhores do que financiar a faculdade por meio do Fies ou outras formas de financiamento, pois o aluno tem desconto na mensalidade e não acumula dívida para pagar depois de formado.

Read More...

Destaques, Educação

Resultado do Sisu 2019 já está disponível para consulta

O resultado com a lista de estudantes selecionados na chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) já está disponível para consulta e pode ser conferido no site do programa. Nesta edição, o Sisu teve quase 1,9 milhão de inscritos e 3,4 milhões de inscrições, considerando as duas opções de curso.

Aqueles que foram selecionados devem fazer a matrícula nas instituições de ensino, no período de 30 de janeiro a 4 de fevereiro. Os estudantes devem ficar atentos aos dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em seu edital próprio.

Quem não foi selecionado pode ainda participar da lista de espera. A adesão pode ser feita na página do Sisu, a partir desta terça-feira (29), até o dia 5 de fevereiro. Esses alunos serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 7 de fevereiro.

A principal novidade deste ano é que os estudantes que forem selecionados em qualquer uma das duas opções feitas na hora da inscrição não poderão participar da lista de espera. Até o ano passado, aqueles que eram selecionados na segunda opção podiam ainda participar da lista e ter a chance de ser escolhido na primeira opção.

Quantidade de participantes

O total de inscritos corresponde a 51% do total de candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em 2018, e estavam habilitados a participar da seleção – percentual compatível com a média das edições anteriores.

Oportunidade para ingressar no ensino superior caso não tenha ido bem no Sisu

Se você não conseguiu uma nota adequada para entrar no ensino público de nível superior, chegou a sua vez: clique aqui e conheça o programa que te beneficia com até 70% em bolsas de estudo. Confira!

Read More...

Destaques, Natal

Matrículas abertas para cursinho gratuito do Enem 2019

Estão abertas as inscrições para os cursos gratuitos de Informática Básica e Avançada e o Cursinho Preparatório para o Enem 2019 – projeto social que funciona há 18 anos e conta com o apoio da vereadora Ana Paula. As matrículas iniciam nesta terça-feira (22) e serão realizadas pelo telefone (84) 32328828, das 8h30 às 12h00, ou presencialmente no gabinete da vereadora, que fica localizado na Câmara Municipal de Natal.

Chegando ao 18º ano, as aulas do cursinho preparatório para o Enem começam no dia 16 de fevereiro e acontecem aos sábados, das 14h às 17h, com todas as disciplinas e os melhores professores da cidade especializados na preparação para o ingresso em instituições de nível superior. O material é totalmente gratuito e as aulas serão realizadas até a véspera das provas do Enem.

Os cursos de Informática Básica e Avançada serão oferecidos em duas turmas: turma Básica – windows, word, power point e internet – com aulas ministradas nas terças e quintas-feiras; e a turma Avançada – Excel – aos sábados. Todo o material é gratuito e as aulas acontecem nos laboratórios de informática com salas climatizadas e computadores novos.

Na edição de 2018, mais de 1.200 pessoas receberam o certificado de qualificação profissional, e mais de 800 alunos se preparam para o Enem. O trabalho voltado para a educação recebe o apoio da vereadora Ana Paula pelo segundo ano consecutivo e vem sendo oferecido há 18 anos à população de Natal e região metropolitana

“Tenho compromisso com a educação e inclusão digital, e os cursos são voltados para as pessoas mais carentes. Meu objetivo é continuar um trabalho que oferece uma formação gratuita e eficaz”, disse Ana Paula.

Read More...