Destaques, Educação

Bolsa de estudo é alternativa para quem não conseguiu uma boa classificação no Enem

Os estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2017) e não conseguiram a pontuação necessária para ter acesso às universidades públicas e privadas, ainda podem recorrer ao programa educacional Educa Mais Brasil. As bolsas de estudo ofertadas são de até 70% de desconto e estão disponíveis durante todo o ano.

Para participar o estudante deve acessar o site programa, escolher a cidade, o curso, clicar na opção “quero esta bolsa” e realizar a inscrição informando os dados pessoais, sendo possível selecionar outras opções de curso e acompanhar o status da inscrição no próprio site por meio do “Portal do Aluno”.

Segundo a diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil, Andréia Torres, o objetivo do programa é levar a educação para o maior número de pessoas possível, contemplando àqueles que não podem pagar o valor total das mensalidades. “A cada semestre trabalhamos para ofertar mais vagas e consequentemente aumentar o número de beneficiados, assim, estamos contribuindo com um país mais justo e desenvolvido, além de ajudar os estudantes que buscam a educação como prioridade para garantir um futuro de sucesso”.

O Educa Mais Brasil realiza este trabalho há mais de 15 anos e já conseguiu ajudar mais de 450 mil alunos com o sonho de cursar o ensino superior. Entre as mais de 18 mil instituições parceiras, os estudantes poderão optar por aprender nas melhores universidades, faculdades e centros universitários do País, e realizar cursos como: Administração, Direito, Ciências Contábeis, Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Nutrição, Psicologia, entre outros, podendo ser consultados no site.

As bolsas de estudo também são concedidas para a Educação Básica, Cursos Técnicos, Idiomas, Preparatório para Concursos, Cursos Profissionalizantes, EJA – Educação para Jovens e Adultos e Pré-Vestibular/Enem. Mais informações podem ser obtidas por meio da central de atendimento, pelos telefones 4007-2020 para Capitais e Regiões Metropolitanas ou 0800 724 7202 para demais localidades, e a inda pelo site do programa: www.educamaisbrasil.com.br.

Read More...

Destaques, Educação

UFRN vai disponibilizar quase 7 mil vagas pelo Sisu 2018

Os estudantes interessados em candidatar-se a uma das vagas oferecidas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) poderão realizar sua inscrição pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu 2018) a partir desta terça-feira (23).

Ao todo, serão 6923 vagas abertas, distribuídas em 107 cursos dos seguintes campi da instituição: Campus Natal (5881 vagas); Campus Caicó (482 vagas), Campus Currais Novos (195 vagas), Campus Macaíba (160 vagas); Campus Santa Cruz (165 vagas) e o Multicampi Caicó, Currais Novos e Santa Cruz (40 vagas).

Além disso, existem outras vagas que a UFRN oferece através de outros processos seletivos. Neste caso, o Processo Seletivo Específico, que é aplicado nos cursos de Dança, Letras Libras, Música e Teatro, vai oferecer 205 vagas; já para cursos de 2º ciclo serão 750 oportunidades; Programa Estudantes Convênio de Graduação (PEC G), com 98 vagas; convênio com instituições do Timor-Leste 44; por fim, 49 vagas para mobilidade interna, casos em que o estudante muda para o mesmo curso de outro campus. Somando estes números com o do Sisu, a UFRN oferece oportunidades para 8069 novos alunos ingressarem na instituição.

Os cursos que irão ofertar mais vagas na UFRN são: Ciências e Tecnologia (1120 vagas); Tecnologia da Informação (300 vagas), Administração (250 vagas), Direito (250 vagas), Pedagogia (250 vagas) e Ciências Contábeis (220 vagas).

De acordo com o cronograma divulgado pelo Sisu, as inscrições ficarão abertas do dia 23 até o dia 26 de janeiro, pela internet, na página do programa. O interessado poderá se inscrever no processo seletivo do Sisu em até duas opções de vagas. Para se inscrever, o candidato deve ter feito o ENEM 2017, sem ter nota zero na redação.

Para conferir todas as vagas que estarão disponíveis, confira o Quadro de Vagas e o Termo de Adesão abaixo:

UFRN – QUADRO DE VAGAS SISU 2018

UFRN – TERMO DE ADESÃO SISU 2018

Read More...

Destaques, Educação

MEC divulga resultados do Enem 2017 e anuncia calendário do exame em 2018

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem consultar seus resultados na página do Inep ou no aplicativo Enem 2017. O resultado só pode ser acessado pelo próprio participante após informar o CPF e a senha cadastrada.

Em coletiva de imprensa, o Ministério da Educação também anunciou as principais datas do Enem 2018, que completa 20 anos, e será aplicado nos dias 4 e 11 de novembro. O edital do exame será publicado em 21 de março e as inscrições serão realizados de 7 a 18 de maio deste ano.

Os resultados do Enem 2017 foram liberados após a coletiva de imprensa realizada no Ministério da Educação, em Brasília. A presidente do Inep, Maria Inês Fini, o Ministro da Educação, Mendonça Filho, e a secretária executiva do MEC, Maria Helena Guimarães Castro, apresentaram os dados inéditos. Pela primeira vez, a divulgação das notas considerou a proficiência média geral e a proficiência média dos concluintes, e também as proficiências médias dos treineiros, dos egressos e das pessoas privadas de liberdade.

O resultado dos treineiros será divulgado em 19 de março, assim como as vistas pedagógicas da redação. O Enem 2017 foi aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em 5 e 12 de novembro.

Isenção no Enem 2018

local de prova enem 2017

Como anunciado no ano passado, os participantes com direito a isenção que faltaram ao Enem 2017 deverão justificar a ausência para garantir a manutenção da isenção no Enem 2018. A solicitação de isenção também deixa de ser feita durante a inscrição, passando a ser realizada com antecedência. O período de solicitação de isenção e de justificativa da ausência em 2017 será de 2 a 11 de abril, pela Página do Participante.

No Enem 2017, 29,9% dos inscritos não compareceram para fazer as provas. Esse número é ainda maior quando se considera os participantes que não pagaram a taxa de inscrição por terem direito à isenção. Entre os participantes isentos por serem concluintes do Ensino Médio na rede pública, a taxa de ausência foi de 20,8%. A porcentagem sobe para 42,5% quando se observa o grupo de participantes liberados de pagar a inscrição por se adequarem à Lei e ao Decreto que regem a gratuidade. Os 1.691.701 inscritos que não pagaram para fazer o Enem 2017 e não compareceram terão que justificar essa ausência se quiserem fazer o Enem 2018 sem pagar a inscrição.

RESULTADOS POR ÁREA DE CONHECIMENTO

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
Proficiência Mínima – 299,6
Proficiência Máxima – 788,8
Proficiência Média Geral – 510,2
Proficiência Média Concluintes – 506,5
Proficiência Média Egressos – 513,84
Proficiência Média Treineiros – 516,86
Proficiência Média dos Participantes Privados de Liberdade – 427,4

Redação
Redações Nota Zero – 309.157
Redações Nota Mil – 53
Proficiência Média Geral – 558,0
Proficiência Média Concluintes – 560,6
Proficiência Média Egressos – 556,9
Proficiência Média Treineiros – 570,6
Proficiência Média Participantes Privados de Liberdade – 423,0

Apenas 6,5% das redações receberam nota zero. Os motivos foram fuga ao tema (5,01%), prova em branco (0,80%), texto insuficiente (0,33%), parte desconectada (0,17%), não atendimento ao tipo textual (0,11%), cópia do texto motivador (0,09%) e outros motivos (0,03%).

Ciências Humanas e suas Tecnologias
Proficiência Mínima – 307,7
Proficiência Máxima – 868,3
Proficiência Média Geral – 519,3
Proficiência Média Concluintes – 517,4
Proficiência Média Egressos – 522,24
Proficiência Média Treineiros – 526,68
Proficiência Média Participantes Privados de Liberdade – 433,7
Matemática e suas Tecnologias
Proficiência Mínima – 310,4
Proficiência Máxima – 993,9
Proficiência Média Geral – 518,5
Proficiência Média Concluintes – 522,3
Proficiência Média Egressos – 516,62
Proficiência Média Treineiros – 538,77
Proficiência Média Participantes Privados de Liberdade – 447,4

Ciências da Natureza e suas Tecnologias
Proficiência Mínima – 298,0
Proficiência Máxima – 885,6
Proficiência Média Geral – 510,6
Proficiência Média Concluintes – 508,4
Proficiência Média Egressos – 512,48
Proficiência Média Treineiros – 519,36
Proficiência Média Participantes Privados de Liberdade – 436,9

Clique aqui para acessar a Página do Participante

Read More...

Destaques, Educação

Enem 2017: gabarito oficial é divulgado

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou há pouco o gabarito oficial das provas do Enem 2017 (Exame Nacional do Ensino Médio), realizadas nos dias 5 e 12 de novembro.

No total, são seis gabaritos para cada dia e seis cadernos de questões, de acordo com as cores da prova. O participante deve ficar atento para conferir o gabarito relativo à cor da prova que fez em cada domingo de aplicação.

No primeiro domingo, 5, foram aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias e redação, e ciências humanas e suas tecnologias. Nesse dia os cadernos de questões tinham as cores azul, amarelo, branco, rosa, laranja (braile e ledor) e verde (libras). No segundo domingo, 12, foram aplicadas as provas de ciências da natureza e suas tecnologias, e matemática e suas tecnologias. Nesse dia os cadernos de questões tinham as cores amarelo, cinza, azul, rosa, laranja (braile e ledor) e verde (libras).

Veja os Gabaritos e Provas

Aqui você pode conferir o gabarito oficial do Enem 2017 e fazer o download dos Cadernos de Provas. Atenção: escolha o gabarito referente à sua cor de prova em cada dia da aplicação. E boa sorte!

Correção das provas

A correção das provas é feita usando a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Dessa forma, um item em que grande número dos candidatos acertarem será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item.

Por isso, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Dois candidatos que acertarem o mesmo número de questões podem ter pontuações diferentes. O estudante só tem como saber a nota final no Enem quando o resultado sair.

A correção é feita por meio de um sistema de reconhecimento no qual a Fundação Getulio Vargas e a Cesgranrio extraem os dados com as respostas das questões objetivas de cada participante, durante a etapa de digitalização. Por isso, é imprescindível que o preenchimento do cartão-resposta tenha sido realizado com caneta esferográfica de tinta preta.

O Boletim de Desempenho deverá ser disponibilizado aos participantes em 19 de janeiro de 2018.

Para mais notícias sobre o Enem, clique aqui!

Read More...

Destaques, RN

Mais de 46 mil candidatos do RN faltaram ao 2º dia de provas do Enem

Pouco mais de 46 mil candidatos faltaram, neste domingo (12), na segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2017), no Rio Grande do Norte. Em todo país, estiveram ausentes pouco mais 2,15 milhões de pessoas.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), um total de 113.236 pessoas fizeram as provas – em 40 cidades potiguares, relativas à Matemática e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. No primeiro dia de prova, 44.019 candidatos faltaram, o que corresponde a 27,60% do total de inscritos em todo o estado. E mais: 13% sequer consultaram o cartão de inscrição.

As provas começaram às 13h30 (horário de Brasília, 12h30 no horário local) e os participantes tiveram 4 horas de 30 minutos para resolvê-las. Neste domingo, as áreas de conhecimento avaliadas foram Matemática e suas tecnologias, e Ciências da Natureza e suas tecnologias.

Segurança A parceria do Ministério da Educação (MEC), o Inep e a Polícia Federal teve, mais uma vez, êxito no monitoramento de quadrilhas dedicadas a fraudar concurso público e processo seletivo. A PF em Pernambuco deflagrou a Operação Passe Fácil com objetivo de coibir fraudes no Enem. Foram 62 mandados, 31 de busca e apreensão e 31 de conduções coercitivas em 13 estados da federação – Pernambuco, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte e São Paulo – além do Distrito Federal.

A operação buscou desvendar e desarticular esquema de candidatos interessados em fraudar o processo a partir da resolução da prova por especialistas em determinadas áreas de conhecimento, chamados de pilotos, que posteriormente repassavam os gabaritos aos candidatos que os contrataram. Os resultados ainda estão sendo computados, mas segundo a Polícia Federal já foi possível colher depoimentos e apreender celulares dos investigados. Foi confirmada a participação de inscritos em fraudes em certames anteriores.

enem portal n10

Foto: Agência Brasil

Para reforçar e diversificar as estratégias de segurança, o Enem 2017 estreou a prova personalizada e o uso de detectores de ponto eletrônico, e teve a maior cobertura de detectores de metal desde que o recurso começou a ser usado: 100 participantes por detector. A coleta de dado biométrico completa o esquema. Desde 2016, o MEC, o Inep e a PF atuam juntos, em um trabalho de inteligência a partir dos dados do Inep, enfraquecendo a atuação de criminosos e garantindo a isonomia entre os participantes.

Novidades O Enem 2017 é o primeiro a ser aplicado em dois domingos consecutivos, como escolhido pela maioria dos que responderam à Consulta Pública promovida em janeiro. A mudança na ordem das áreas de conhecimento, as regras para isenção e justificativa de ausência, a solicitação de tempo adicional na inscrição, a declaração de comparecimento impressa pelo participante, as provas personalizadas e o detector de ponto eletrônico são outras novidades.

O Exame deste ano também marca o fim do Atendimento Específico para Sabatistas, da Certificação do Ensino Médio e da divulgação do “Enem por Escola”. Também são novos o Atendimento Específico para Outra Condição Especial e a Vídeoprova Traduzida em Libras.

Para mais notícias do Rio Grande do Norte, clique aqui!

Read More...