Mundo

Tumba com mais de 30 múmias é descoberta no Egito

(ANSA) – Arqueólogos descobriram em Assuan, no Egito, uma tumba que conserva 35 múmias, além de sarcófagos, ânforas, vasos e materiais para máscaras funerárias.

As escavações foram conduzidas por uma missão ítalo-egípcia a cargo da Universidade dos Estudos de Milão e do Ministério da Antiguidade do país africano.

A tumba, situada na margem ocidental do Nilo, apresenta uma sala funerária principal e outra lateral: a primeira conta com 30 múmias bem conservadas, incluindo de crianças, enquanto outras quatro foram achadas na segunda, acompanhadas de vasos que continham restos de comida, fundamentais para a “viagem” dos mortos na tradição egípcia.

Outra múmia une os corpos de uma mãe e seu filho, ainda cobertos por uma espécie de máscara funerária feita com papiro.

“Foi uma surpresa extraordinária, que descobrimos escavando em um lugar belíssimo na margem ocidental de Assuan”, disse à ANSA Patrizia Piacentini, professora de Culturas do Oriente Próximo Antigo, do Oriente Médio e da África na Universidade de Milão.

Segundo a especialista, a tumba faz parte de uma imensa necrópole com mais de 300 outros jazigos, que “ainda são desconhecidos e exigirão muitos anos de estudo”. “Provavelmente era a tumba de uma família de classe média-alta, usada do século 4 a.C. ao período romano, no século 4 d.C.”, afirmou Piacentini.

Uma nova missão será realizada em novembro para examinar as múmias e escavar outros jazigos.

Read More...

Mundo

Promessa de Bolsonaro gera retaliação do governo do Egito

(ANSA) – A promessa do presidente eleito, Jair Bolsonaro, de transferir de Tel Aviv para Jerusalém a embaixada brasileira em Israel já começou a gerar retaliações de países árabes. O Egito cancelou a viagem de uma comitiva brasileira liderada pelo ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira.

Estava previsto para o chanceler desembarcar no país nesta quarta-feira (7) para cumprir uma agenda entre os dias 8 e 11 de novembro. No entanto, ontem, o governo brasileiro foi informado pelas autoridades do Egito de que a viagem teria de ser cancelada por problemas de agenda. Apesar da justificativa, é incomum, pelo protocolo diplomático, desmarcar viagens em cima da hora.

Nunes recebeu a notícia em Xangai, na China, onde participa da feira China International Import Expo (CIIE), com uma delegação de empresários. No Egito, ele se encontraria com o presidente Abdel Fattah al-Sisi e com o chanceler Sameh Shoukry.

A decisão do Egito vem dias após Bolsonaro confirmar que pretende mudar a embaixada do Brasil em Israel, seguindo uma decisão tomada pelos Estados Unidos e criticada pelos países árabes, já que Jerusalém é uma cidade importante para várias religiões.

Os países árabes, juntos, são o segundo maior comprador de proteína animal do Brasil. No ano passado, as exportações somaram US$ 13,5 bilhões, e o superávit brasileiro foi de US$ 7,17 bilhões. Especialistas em política externa temem que o mercado seja prejudicado caso os árabes decidam retaliar economicamente a decisão de Bolsonaro.

Read More...

Copa do Mundo

Egito x Uruguai: onde assistir ao vivo o segundo jogo da Copa do Mundo de 2018

O Egito enfrenta a seleção do Uruguai nesta sexta-feira (15), a partir das 9h (horário de Brasília), na Arena Ekaterinburg, pela primeira rodada do Grupo A da Copa do Mundo de 2018.

Os egípcios colocam suas esperanças no retorno do atacante Mohamed Salah, destaque do Liverpool, recuperado de uma lesão no ombro e confirmado para a estreia. Porém, ele só entrará no decorrer da partida. Já o Uruguai é o favorito do grupo e conta, principalmente, com sua dupla de ataque composta por Luis Suárez, do Barcelona, e Edinson Cavani, do Paris Saint-Germain, para confirmar a superioridade e liderar o grupo A.

Os uruguaios ainda não foram derrotados neste ano e acumulam três vitórias consecutivas. Os egípcios não venceram nenhum dos cinco amistosos que disputaram em 2018, situação preocupante para a equipe que tenta ser a surpresa do grupo.

mohamed salah egito x uruguai

Destaques

Óscar Tabárez, treinador do Uruguai, conversou com seus jogadores sobre a importância desta estreia.

“Trata-se de um jogo que posso considerar chave, pois o Egito é um concorrente direto. Se ganharmos, vamos com certeza dar um passo significativo para conquistarmos a vaga nas oitavas de final”, disse o treinador mais velho dentre todos do Mundial, com 71 anos.

No lado egípcio, o goleiro Essam El-Hadary está perto de entrar para a história da Copa do Mundo. Aos 45 anos, o jogador está prestes a se tornar o atleta mais velho a participar de um Mundial, batendo o recorde do colega de posição Mondragon, que em 2014, pela Colômbia, entrou em um jogo aos 43 anos. O egípcio deve atingir a marca no duelo com o Uruguai.

“Certamente vou ser o homem mais feliz do mundo. Disputei muitos jogos e muitas vitórias em nível internacional, ganhei títulos e consegui chegar nesse Mundial. É incrível. A cada quatro anos nos preparamos para tentar, mas nao vínhamos conseguindo. Graças a deus, sempre fomos otimistas e trabalhamos, sempre com esse objeitvo em mente: chegar aqui”, disse o goleiro.

Você sabia?

O Egito é a única seleção entre as 32 da Copa do Mundo a nunca ter vencido uma partida do mundial (excluindo as seleções estreantes). São quatro jogos, com dois empates e duas derrotas.

Ficha Técnica

EGITO X URUGUAI

Local: Arena Ekaterimburgo, em Ecaterimburgo (Rússia)
Data: 15 de junho de 2018 (Sexta-feira)
Horário: 9h (horário de Brasília)
Árbitro: Bjorn Kuipers (Holanda)
Assistentes: Sander Van Roekel (Holanda) e Erwin Zeinstra (Holanda)

EGITO: Mohamed Elshenawy; Ahmed Fathy, Ali Gabr, Ahmed Hegazi e Mohamed Abdel Shafy; Tarek Hamed, Mohamed Elneny, Abdallah Said, Mahmoud Trézéguet e Amr Warda; Marwan Mohsen. Técnico: Héctor Cúper.

URUGUAI: Fernando Muslera; Guillermo Varela, Diego Godín, José María Giménez e Martín Cáceres; Nahitan Nández, Matías Vecino, Rodrigo Bentancur e Giorgian De Arrascaeta; Edinson Cavani e Luis Suárez. Técnico: Óscar Tabárez.

Onde assistir ao vivo?

Egito x Uruguai será transmitido ao vivo na Rede Globo, pela TV Aberta, a partir das 9h (horário de Brasília). Já na TV fechada, a partida será transmitida pelo SporTV e pelo canal Fox Sports, enquanto na Internet, a partida será transmitida pelo Globo Esporte.

Read More...

Mundo

Islã proíbe ‘Pokémon Go’ no Egito por ter “os mesmos efeitos que o álcool”

(ANSA) – Em pouco tempo de lançamento, o aplicativo “Pokémon Go”, jogo para smartphone onde os usuários podem capturar pokémons em ambientes reais, como ruas, praias e parques seguindo instruções que aparecem na tela do celular, já foi considerado viciante e perigoso, principalmente para crianças, que se distraem com mais facilidade. No entanto, agora o app é, além de tudo isso, ilegal para o Islã.

Nesta quinta-feira, dia 14, a mesquita de al-Azhar, a maior e mais importante instituição islâmica do Egito, afirmou que o jogo tem efeitos tão ruis quanto os de bebidas alcoólicas, cujo consumo não é permitido para o Islã. Por isso, o aplicativo deveria ser considerado ilegal e proibido.

“Esse jogo faz com que as pessoas pareçam bêbadas nas ruas e nas estradas enquanto seus olhos estão grudados nas telas dos celulares que as direcionam a locais onde estão os Pokémons imaginários na esperança de capturá-los”, afirmou Abbas Shuman, o comissário do imã de al-Azhar, Ahmed al-Tayeb.

[xtopic title=”” layout=”1″ alignment=”left” count=”3″ condition=”latest” order=”DESC” tags=”” featured=”0″ ids=”49672″ cats=””]

“Será que encontraremos lunáticos entrando em mesquitas, igrejas, prisões e unidades militares na procura dos pokémons desaparecidos? Será que as pessoas vão negligenciar seu trabalho e ficar devotas na caça do pokémon?”, disse Shuman.

“Pokémon Go” ainda não está disponível no Egito, no entanto, muitos jovens já conseguiram baixar o aplicativo nos seus smartphones.

Read More...

Mundo

No Egito, ativista lança concurso de beleza ‘Miss Cemitério’

(ANSA) – Muito além das múmias, um singular concurso de beleza para eleger a “Miss Cemitério” foi lançado na última semana no Egito, segundo os jornais locais “Ahram” e “El Watan”. Apesar de ter recebido dezenas de inscrições, o concurso suscitou muita polêmica na nação.

A proposta do ativista Hussein Hassan pretende relançar as imagens das pessoas que vivem em extrema condição de pobreza na famosa “Cidade dos Mortos”, o cemitério muçulmano mais antigo do Cairo e que, com o passar dos anos, se tornou uma verdadeira favela. Mesmo com a chuva de críticas, Hassan continua com o projeto, explicando que a ideia é eleger uma “Miss Simplicidade” entre as milhares de meninas de 14 anos que se inscreveram. De acordo com o ativista, elas são “vítimas de abusos sexuais na região onde vivem” e, por causa disso, ele escolheu como slogan a frase “você é rainha, mesmo com a situação que te envolve”. O organizador informou ainda que a final do concurso será realizada em novembro, em Sharm, e que a vencedora será premiada com uma viagem para a Áustria, que foi financiada por egípcios que moram no exterior.

Os críticos ao projeto dizem que na “Cidade dos Mortos” só vivem traficantes e criminosos e que a favela se tornou símbolo da criminalidade, que não tem nada a ver com a beleza. Segundo um relatório do Instituto Central de Estatísticas, divulgado em 2014, cerca de 1,5 milhão de pessoas moram no famoso cemitério, enquanto outras oito milhões vivem em 700 favelas por todo o país.

Foto: (Charlie Phillips/Wikimedia Commons)

Read More...