Educação

Participantes prejudicados no Enem 2019 podem solicitar reaplicação da prova

Participantes do Enem 2019 que tiveram dificuldades de logística durante a realização do exame podem relatar o ocorrido e solicitar a reaplicação do exame até o dia 18 de novembro, conforme divulgou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Embora não tenham sido registradas ocorrências significativas, o Inep constatou casos pontuais de problemas ocorridos durante a aplicação no primeiro dia do exame.

As provas da primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 foram aplicadas no último domingo, 3 de novembro, em 10.133 locais do país. Conforme apuração do Inep, 3,9 milhões de inscritos participaram da primeira etapa da avaliação.

Para atender às reclamações, o Inep abrirá um canal, a partir da próxima segunda-feira (11), para que os participantes prejudicados por problemas logísticos, durante o exame, tenham direito à reaplicação. Contudo, nem toda reclamação garantirá a reaplicação da prova, pois as solicitações serão analisadas individualmente pela Comissão de Demandas do Inep.

“Problemas logísticos são casos excepcionais, como desastres naturais (que prejudiquem a aplicação do exame, devido ao comprometimento da infraestrutura do local), falta de energia elétrica (que comprometa a visibilidade da prova pela ausência de luz natural), estrutura imprópria do local de prova ou erro de execução de procedimento de aplicação pelo aplicador que cause comprovado prejuízo ao participante”, esclarece o Inep.

Como solicitar reaplicação do Enem?

A solicitação de reaplicação deverá ser feita diretamente na Página do Participante, após informação do CPF e da senha cadastrados. Os pedidos poderão ser registrados entre os dias 11 e 18 de novembro. Os resultados das solicitações também serão publicados na Página do Participante. A reaplicação ocorrerá nos dias 10 e 11 de dezembro.

*Com informações do Inep

Read More...

Educação

Primeiro dia do Enem 2019 registrou um grande volume de participantes

Neste domingo, 3 de novembro, mais de 3,9 milhões de candidatos realizaram a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – 76,9% dos 5,1 milhões de inscritos deste ano. Com o grande volume de participantes, o exame registrou apenas 23,1% de ausentes, ou seja, 1,2 milhão de pessoas não compareceram para fazer o exame.

Outro recorde também fez parte do primeiro dia: 91% dos estudantes inscritos visualizaram o cartão de confirmação da inscrição. Outro dado é que 376 candidatos foram eliminados. O índice total de abstenções no Enem 2019 será fechado apenas após o segundo dia de aplicação, no próximo domingo (10). Quem não fez a prova neste domingo ainda poderá comparecer no último dia do exame.

Gabaritos do Enem 2019

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), os gabaritos do Enem serão divulgados no dia 13 de novembro. No dia, os participantes poderão acessar os gabaritos pelo portal do Inep e pelo aplicativo do Enem. No total, são seis gabaritos para cada dia e seis Cadernos de Questões, de acordo com as cores da prova e opções acessíveis.

Mesmo com o gabarito em mãos, não será possível saber a nota final do Enem. Os resultados individuais serão divulgados, também, na Página do Participante e no aplicativo do Enem, a partir de consulta com CPF e senha, em data a ser anunciada com previsão para janeiro.  

*Matéria produzida com informações do Inep

Read More...

Destaques, Educação

Jogo prepara estudante para o Enem e premia competidores com viagem internacional

Já imaginou estudar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) jogando videogame e, ainda, ganhar uma viagem para a Espanha com tudo pago? O Preparadão Universia possibilita esse sonho, pois é um jogo que visa testar os conhecimentos do participante e dá a possibilidade do candidato passar três semanas na Espanha com tudo pago pelo Banco Santander. Ao final da disputa, em março de 2020, 55 estudantes serão premiados.

O jogo é gratuito e aborda as cinco categorias de conteúdos que caem no Enem: Ciências Humanas e Suas Tecnologias; Ciências da natureza e Suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias; Matemática e Conhecimentos Gerais. Ao escolher uma das categorias, o participante testará seus conhecimentos com outra pessoa, escolhida de forma aleatória, para ver quem irá se sair melhor.

Os cinco melhores colocados no ranking geral poderão participar do “Programa Top España 2019”, promovido pelo Santander Universidades, com uma vivência internacional de três semanas em Salamanca, na Espanha. Os contemplados terão a viagem e todas as despesas pagas (passagem aérea, transfer, hospedagem, alimentação, curso, material didático e certificado). Outros 50 participantes serão contemplados pelo “Programa Santander Graduação”, com apoio financeiro de R$ 300 por mês para a graduação em 2020.

Todos os inscritos no Enem 2019 ou que estejam cursando o 3º ano do ensino médio podem participar. No entanto, para receber a bolsa da graduação, o ganhador deverá estar matriculado em uma instituição de ensino superior em março de 2020. O jogo já está disponível no site da Preparadão Universia e permanece no ar até dia 5 de fevereiro de 2020.

Read More...

Educação

Candidatos podem consultar redações nota mil comentadas por especialistas do Inep

Mesmo não sendo parte das disciplinas exatas, as redações – uma das partes mais temidas pelos participantes do Enem – possuem “fórmulas” que, se seguidas à risca, podem render a tão esperada nota mil. Além das técnicas para a escrita no modelo dissertativo-argumentativo, o participante deve introduzir ao texto todo o repertório sociocultural que melhor baseie a sua argumentação.

Tudo isso pode ser conferido na Redação no Enem 2019 – Cartilha do Participante, documento produzido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) com dicas importantes do que fazer e não fazer na hora de escrever a redação.

A cartilha, entre outros assuntos, traz sete modelos de redações escritas no Enem 2018 que alcançaram nota máxima no exame. Com o tema “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”, dos 4 milhões de participantes apenas 55 produziram redações nota mil. Especialistas do Inep analisaram os textos publicados na cartilha, explicando ponto a ponto as produções. Os textos podem ser consultados individualmente aqui: Redação 1, Redação 2, Redação 3, Redação 4, Redação 5, Redação 6 e Redação 7.

Em resumo, segundo o comentário dos especialistas, todos os textos:

– possuem uma proposta de intervenção para o problema apresentado no tema;

– têm repertório sociocultural produtivo no desenvolvimento da argumentação do texto;

– respeitam os direitos humanos;

– apresentam as características textuais fundamentais, como coesão e coerência;

– demonstram domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa;

– atendem ao tipo textual dissertativo-argumentativo.

Motivos que zeram a redação:

– fuga total ao tema;

–  não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa;

– extensão total de até 7 linhas;

– cópia integral de texto(s) da Prova de Redação e/ou do Caderno de Questões;

– impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, em qualquer parte da folha de redação;

– números ou sinais gráficos fora do texto e sem função clara;

– parte deliberadamente desconectada do tema proposto;

– assinatura, nome, apelido, codinome ou rubrica fora do local devidamente designado para a assinatura do participante;

– texto predominante ou integralmente em língua estrangeira; e

– folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho.

Enem 2019

Este ano, o Enem será realizado nos dias 3 e 10 de novembro. O exame é um dos principais meios de acesso ao ensino superior público, através do Sisu, e nas faculdades particulares, através do Prouni e do Fies.  Além disso, instituições portuguesas também utilizam a prova como seleção de brasileiros para cursos de graduação. Ao todo, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 42 instituições de Portugal firmaram parceria.

Read More...

Destaques, Educação

Bolsas de estudo para Suporte de TI estão sendo disponibilizadas pelo Google

Em parceria com o Coursera – empresa de tecnologia educacional norte-americana -, o Google está ofertando um Certificado Profissional para Suporte de TI. O curso é online e foi traduzido para o português. Ao todo, serão disponibilizadas duas mil bolsas de estudos. Os interessados devem realizar as inscrições até o final de novembro pelo site do Google (aqui).

Não é preciso ter treinamento ou experiência anterior na área para participar. O programa gratuito dará prioridade a grupos carentes em todo Brasil. Por esse motivo, a seleção vai avaliar as condições sociais dos participantes, o interesse na área e a disponibilidade de realização do mesmo.

Quem não tiver acesso às bolsas, não precisa se preocupar. O curso estará disponível pelo valor de 19 dólares – equivalente a R$ 76. Uma curiosidade é que o programa foi lançado inicialmente por 39 dólares. Ao final do curso, os participantes poderão concorrer a vagas em empresas como Coca-Cola, Cognizant, Localiza, Telhanorte, Rappi e o próprio Google.

Bolsas de estudo

Outra forma de ingressar no universo da TI é contando com a ajuda do Educa Mais Brasil. O programa atua em todo o país e já beneficiou 1 milhão de estudantes. Através dele, é possível conseguir bolsas de estudo para várias modalidades de ensino, inclusive, em um curso de Tecnologia da Informação. Se interessou? Não perde tempo, acesse o site do programa e confira todas as possibilidades.

Read More...