Destaques, Educação

Ferramenta online ajuda pais na escolha da escola para os filhos

Fim de ano se aproximando e os pais com filho em idade escolar se veem na missão de decidir a escola onde a criança ou adolescente vai estudar. É uma decisão que, muitas vezes, gera angústia, afinal, a escolha envolve muita responsabilidade. A dúvida pode afetar tanto pais que irão fazer a escolha pela primeira vez, quanto aqueles que buscam uma nova alternativa.

Por isso, vale recorrer a métodos que auxiliem na decisão. Exemplo é a ferramenta online Escolha a Escola, lançada nesse mês, pelo jornal Folha. Nela estão informações de 135 mil colégios de educação básica de todo o Brasil.

O buscador traz informações sobre qualidade e infraestrutura das instituições de ensino com base nas informações disponibilizadas pelo Enem, Senso Escolar e Saeb (avaliações de escolas públicas). Dessa forma, a ferramenta permite que o pai ou responsável encontre escolas a partir de seus critérios e valores e compare-as.

Confira algumas informações disponibilizadas pelo buscador:

– Infraestrutura (biblioteca, dependências acessíveis para pessoas com necessidades especiais, internet, laboratórios, quadra de esportes e idiomas oferecidos);

– Média das escolas privadas no município;

– Média de alunos por turma;

– Taxa de distorção idade-série;

– Média de horas/aula diária;

– Docentes com curso superior.

Bolsas de estudo para a educação básica com até 50%

Muitos pais tentam conciliar qualidade de ensino ao custo da mensalidade, por isso há uma grande busca para bolsas de estudo e, muitos, recorrem ao Educa Mais Brasil, maior programa de inclusão social que oferta bolsas de 50% de desconto nas mensalidades da Educação Básica. Clique aqui e veja as opções disponíveis para sua cidade.

Read More...

Educação

Projeto oferece bolsas de estudo para alunos de baixa renda

O programa de bolsas SOMOS Futuro 2020, uma iniciativa do Instituto SOMOS, braço social das redes Kroton Educacional e Somos Educação, está com inscrições abertas para o processo que selecionará estudantes brasileiros que desejam concorrer a uma das mais de 400 bolsas de estudo integrais em instituições de ensino que integram a sua rede. Podem participar da seleção alunos que estejam cursando o 9º ano em escolas públicas ou que sejam bolsistas integrais em escolas particulares, que tenham alto desempenho acadêmico e renda brutal familiar de até dois salários mínimos.

O processo de seleção é composto por quatro fases: triagem, avaliação acadêmica e sociocomportamental, entrevistas online e entrevistas presenciais. Os candidatos aprovados em todas as etapas começarão o ano letivo de 2020 em uma das unidades parceiras do programa com isenção total nas mensalidades e materiais didáticos.

Além da isenção, o candidato selecionado receberá benefícios, tais como: material escolar, uniforme, cobertura de despesas como alimentação e mentoria. Os benefícios valerão para os três anos do ensino médio. As inscrições são feitas através do site e será preciso preencher a ficha de inscrição e o questionário socioeconômico.

Confira o edital do programa aqui

Cronograma do programa

  • Inscrições e questionário socioeconômico: Inscrições abertas até 15/09/2019.
  • Prova on-line e teste comportamental: De 26/09/2019 a 28/09/2019.
  • Entrevistas on-line: Outubro/2019.
  • Visita e entrevista presencial na escola selecionada: Novembro/2019.

Bolsas de estudo através do Educa Mais Brasil

Os estudantes que não forem selecionados para participar do programa têm outras opções para estudar em escolas particulares. O Educa Mais Brasil é o maior programa de incentivo educacional do país e oferta bolsas de estudos com até 70% de desconto nas mensalidades de instituições de ensino médio em todo território nacional. Acesse o site do programa e confira as oportunidades na sua cidade. É gratuito! Clique aqui.

*Com informações do Instituto SOMOS

Read More...

Educação

Cenário preocupante: 40% da população com 25 anos ou mais não concluiu a educação básica

Um indicador divulgado recentemente preocupa o cenário educacional brasileiro. Cerca de 53,4 milhões de pessoas de 25 anos ou mais não concluíram o ensino fundamental, o que representa 40% da população. Esse número é só um recorte de uma estatística ainda mais ampla e preocupante: mais da metade dessa população (52,6%) não chegou a se formar no ensino médio, o que corresponde a 70,3 milhões de pessoas.

Esses dados se referem ao ano 2018 e fazem parte do suplemento de educação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados na semana passada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi analisado também o tempo de estudo. O brasileiro cumpre, em média, 9,3 anos de estudo quando são necessários, no mínimo, 16 anos para completar todos os níveis de escolaridade até o ensino superior. Por gênero, foi identificada uma diferença. Em média, os homens estudam durante 9 anos. As mulheres, um pouco mais,  9,5 anos.

Para não fazer parte dessa estatística de não ter concluído a educação básica, Witalla Vitória de Jesus, 18 anos, está correndo atrás para concluir os seus estudos na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), no Colégio Delta. Ela parou de ir a escola quando estava no 9º ano e resolveu retornar porque tem o sonho de ser uma profissional qualificada. “Decidi voltar para ser alguém na vida. Tenho o sonho de fazer faculdade de direito, pois admiro a área”.

Já Emily Daiane dos Santos, também 18 anos, se vê no futuro na área de saúde depois que concluir o ensino básico. Ela interrompeu os estudos quando estava no 7ª ano. “Preciso terminar os estudos, me profissionalizar para trabalhar, meu objetivo é esse. Penso em cursar medicina, planeja a estudante EJA – Ensino Fundamental no Colégio Nossa Senhora de Lourdes.

Bolsas de estudo para EJA – Educação de Jovens e Adultos

As duas estudantes estão tendo a oportunidade de concluir a educação básica graças às bolsas de estudo concedidas pelo Educa Mais Brasil para a modalidade EJA – Educação Jovens e Adultos. No site do programa, parceiro do Portal N10 (veja aqui) é possível consultar as vagas disponíveis em cada cidade e se inscrever gratuitamente.

Read More...

Destaques, Educação

Onde encontrar escolas para meu filho no Rio Grande do Norte?

Nem sempre encontrar a escola ideal é tarefa fácil, por isso confira as dicas abaixo

A educação básica é uma etapa que exerce um papel fundamental na formação de cidadãos éticos e responsáveis. Da educação infantil ao ensino médio, o estudante passa por diferentes aprendizados que contribuem para o seu desenvolvimento cognitivo, motor, cultural e social.

Por ser um momento tão importante, é necessário escolher instituições de ensino que, em conjunto com a parceria escola-família, atue com o compromisso de auxiliar o aluno ao longo da sua aprendizagem.

Mesmo cientes do papel da escola para a formação das crianças, nem sempre é tarefa fácil encontrar uma instituição comprometida com a qualidade do ensino, levando os pais a se questionarem: onde encontrar escolas para meu filho aqui no Rio Grande do Norte?

Onde encontrar escolas de qualidade por aqui?

A forma mais prática para conseguir encontrar a melhor escola para o seu filho é através da parceria Portal N10 e Educa Mais Brasil. O programa de inclusão educacional é parceiro das melhores instituições de ensino do país e disponibiliza uma descrição sobre a escola, sua proposta pedagógica, estrutura e atividades complementares.

Além disso, as escolas parceiras do Educa Mais Brasil disponibilizam bolsas de estudo com até 70% de desconto. Ou seja, essa é a oportunidade ideal de encontrar escolas de qualidade com mensalidades que cabem no bolso.

Confira o passo a passo para realizar a inscrição gratuita

  • Acesse o site do Programa (clique aqui)
  • Informe sua cidade e a série/grupo
  • O site exibirá as escolas da sua região, escolha a melhor opção e clique em Quero esta Bolsa
  • Responda as informações solicitadas
  • No Portal do Aluno fica disponível as regras para aderir ao desconto e informações sobre a disponibilidade da bolsa.

Fonte: E+B Educação | Gabriele Silva

Read More...

Destaques, Educação

Matrícula escolar: antecedência para caber no orçamento e buscar melhores condições

Planejar os gastos com antecedência é essencial para não desequilibrar as finanças, por isso iremos abordar, já agora, em setembro, sobre a matrícula escolar. Sem dúvida, a educação dos filhos é um investimento que os pais mais se preocupam, pois está ligado diretamente ao futuro deles, por isso para se prevenir e não ter surpresas ao longo do ano, o quanto antes se pensar no assunto, melhor.

“Para que esse planejamento seja feito de maneira assertiva, é preciso saber o quanto esse valor investido na educação dos filhos representa dentro do orçamento, portanto a família deve se reunir para diagnosticar as finanças, colocar tudo na ponta do lápis e, caso necessário, cortar gastos. Tudo para garantir às crianças um estudo de qualidade”, disse Reinaldo Domingos, do canal Dinheiro à Vista.

Além disso, outros valores além da matrícula e mensalidade devem ser considerados, ou seja, aqueles que são intrínsecos à rotina escolar como uniforme, lanches, eventuais passeios, transporte, entre outras despesas. A compra de material escolar também é uma preocupação grande no início do ano, portanto verifique o que poderá ser reaproveitado para poder economizar em Janeiro.

Foto: Divulgação

Caso a situação não esteja favorável após esse verdadeiro Raio X das finanças, não tenha medo de negociar e pedir descontos (ou até mesmo procurar bolsa de estudo), pois isso faz parte do nosso cotidiano e na educação dos filhos não poderia ser diferente. Muitas pessoas evitam pedir descontos e deixam de economizar para manter um certo status ou até mesmo por timidez.

Mas como fazer isso? O primeiro passo é agendar uma reunião com a diretoria da escola e expor a situação. Explique que está passando por algumas limitações financeiras e, para não pesar no orçamento, veja a possibilidade de parcelar o valor da matrícula, evitando assim contrair dívidas ou até se tornar inadimplente. Quanto mais cedo for essa conversa, mais chance de ter sucesso na negociação. “Um bom argumento para conseguir descontos é verificar a possibilidade de adiantar pagamentos da mensalidade na hora da matrícula, assim a escola terá um sinal de segurança que os valores serão pagos o ano todo”, revela o educador financeiro Reinaldo Domingos.

Não deixe de pesquisar. Um bom negócio sempre está atrelado a uma boa pesquisa, portanto para ser ter um parâmetro de valores, busque consultar outras escolas com qualidade equivalente para poder ter mais argumentos na hora de negociar, além de também ficar por dentro das inovações e benefícios que a escola oferece para o ano letivo.

Por último lembre-se: uma negociação bem-sucedida deve agradar tanto a escola quanto aos pais, por isso haja com cordialidade e não tenha pressa em bater o martelo. Caso esteja satisfeito com a escola, elogie o que ela tem de bom, demonstrando assim boa vontade para chegar em um acordo benéfico para ambos os lados. Porém fique atento: as escolas também têm suas políticas e limites de valores, o bom senso nunca é demais.

Planejamento é a palavra-chave para começar 2019 com tranquilidade em relação ao futuro dos filhos, portanto mostre a eles a importância dos estudos e da educação financeira, explicando que o aprendizado tem um custo que deve ser cada vez mais valorizado. Além disso, reforce a importância da escola ter em seu currículo a educação financeira, que já é obrigatória segundo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Bolsa de estudo com descontos de até 70% para educação básica

A educação básica é a fase inicial para a conquista de um futuro promissor. É nesta etapa que são ampliadas as habilidades cognitivas, sociais e afetivas dos alunos, que devem receber um ensino de excelência, com vistas ao seu desenvolvimento global. São modalidades da educação básica no país a Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio. Pensando nisso, o Portal N10 em parceria com o Educa Mais Brasil oferece ótimos descontos que você pode conferir clicando aqui.

Read More...