Destaques, Educação

Consulta aos locais de prova do Enem 2019 pode ser feita a partir de hoje (16)

Quem se inscreveu para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 poderá consultar o Cartão de Confirmação a partir desta quarta-feira, 16 de outubro, conforme informação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A consulta poderá ser feita pela Página do Participante ou pelo aplicativo do Enem.

As provas estão marcadas para os dias 3 e 10 de novembro e serão aplicadas em 1.727 municípios. Os exames serão a partir das 13h30, horário de Brasília, mas os candidatos devem chegar aos locais de prova até as 13h. Neste ano, mais de 5 milhões de inscrições foram confirmadas. Ainda de acordo com informações do Inep, todas as provas já foram impressas e estão prontas para distribuição nos estados.

Além do local de prova, os estudantes poderão conferir no Cartão: o número da sala onde farão o exame, a opção da língua estrangeira feita durante a inscrição e o atendimento específico e especializado com recursos de acessibilidade, caso tenham sido solicitados e aprovados.

Nos dias das provas, recomenda-se que os participantes levem o Cartão de Confirmação impresso. Além disso, pede-se que os estudantes cheguem ao local com antecedência.

Read More...

Educação

Enem 2019 deverá ter um custo de R$ 105,52 por participante, segundo Inep

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 deverá custar aproximadamente R$ 537,7 milhões: esse montante dividido pelos mais de cinco milhões de inscritos nesta edição, equivale a R$ 105,52 por cada participante. A expectativa é que os gastos fiquem um pouco mais abaixo do que no ano passado que teve um custo de R$ 106,13 por inscrito, segundo o instituto.

Esses valores correspondem a gastos que vão desde a elaboração até a impressão, distribuição e correção da avaliação. Dos R$ 537,7 milhões, segundo a autarquia, R$ 179,7 milhões, o equivalente a cerca de um terço do valor total, vem do pagamento das inscrições, a outra parte é paga pelo governo. Este ano, a taxa de inscrição do Enem foi de R$ 85. Cerca de 2,1 milhões de pessoas pagaram a taxa, os demais atenderam aos critérios de isenção e conseguiram o benefício.

Enem Digital terá início em 2020

Quem se inscrever no Enem 2020 vai poder optar por fazer parte de uma nova promessa da avaliação que deve ter início no próximo ano e será implantada de forma gradativa. Com essa nova modalidade o governo aposta na redução de gastos para produção do exame, como também na redução da utilização do papel. Este será o último ano de aplicação do Enem exclusivamente impresso.

Enem 2019

O Enem 2019 será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro em todos os estados e no Distrito Federal. O resultado será divulgado em janeiro de 2020 e, com ele em mãos, é possível pleitear uma vaga no ensino superior. A principal forma é por meio dos programas estudantis do governo federal: Sistema de Seleção Unificada (Sisu); Programa Universidade para Todos (Prouni); Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) além de Universidades Portuguesas.

*com informações da Agência Brasil

Read More...

Educação

Enade: maioria dos estudantes se formou através de bolsas ou financiamento

Na última sexta-feira (4), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) apresentou o resultado do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) para os cursos de bacharelado das áreas de Ciências Sociais, Ciências Humanas e os tecnólogos de Gestão e Negócios, Produção Cultural e Design.

De acordo com os dados apresentados, dos estudantes que chegaram ao último ano da graduação, 48,1% receberam algum tipo de bolsa ou financiamento durante o curso. Outros 15,7% dos concluintes estudam em instituições públicas.

Já entre os concluintes, 30,3% chegaram ao final da graduação porque conseguiram o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) ou uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni). Outros 17,8% conseguiram bolsas e financiamento com a própria instituição privada ou por empresas e organizações não governamentais (ONGs).

O Censo da Educação Superior também mostra que alunos com bolsa ou financiamento são os que menos abandonam ou desistem de concluir a graduação.

Pensando em facilitar o acesso de milhares de brasileiros ao tão sonhado diploma, o Educa Mais Brasil 2020 oferta bolsas de estudo. Com 15 anos de atuação no mercado, o programa já beneficiou mais de 1 milhão de estudantes. Acesse o site do Educa Mais e confira todas as oportunidades disponíveis. É possível encontrar bolsas com até 70% de desconto.

Read More...

Educação

CAPES seleciona bolsistas para doutorado na Universidade Yale, nos EUA

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão vinculado ao Ministério da Educação, em parceria com a Universidade Yale, nos Estados Unidos, selecionará até dez projetos de doutorado para financiar bolsas de estudo no Programa Capes-Yale de Doutorado em Ciências Biomédicas. A bolsa tem duração de seis anos, com renovação anual. As inscrições devem ser realizadas até o dia 1º de novembro.

Um dos requisitos para participar do processo seletivo é a comprovação do nível de proficiência da língua inglesa. As notas dos testes TOEFL iBT, mínimo de 100 pontos, e no IELTS, total mínimo de 7,5 pontos, servirão como comprovante de proficiência. 

Os selecionados receberão auxílio financeiro para despesas com passagem aérea, auxílio instalação, seguro-saúde e mensalidade, além de uma bolsa mensal de US$ 3.045,83. Os bolsistas terão ainda acesso a todos os recursos oferecidos pela Yale, como laboratórios e oportunidades de treinamento no Programa BBS de Yale (Yale Combined Program in the Biological and Biomedical Sciences).

A parceria Capes-Yale tem como objetivo melhor visibilizar a produção científica, tecnológica e cultural do Brasil, conforme explica o presidente da Capes, Anderson Correia. “Reforçamos a área de cooperação entre países, com o objetivo de ampliar a inserção internacional de nossos pesquisadores e viabilizar trabalhos em conjunto com os grupos estrangeiros mais relevantes”, acrescenta.

Ao se inscreverem, os candidatos devem indicar umas das áreas de trabalho definidas no edital: Bioquímica, Biologia Quantitativa, Biofísica e Biologia Estrutural, Biologia Computacional e Bioinformática, Imunologia, Microbiologia, Biologia Celular Molecular, Genética e do Desenvolvimento, Medicina Molecular, Farmacologia e Fisiologia, Neurociência e Biologia molecular de planta. Dúvidas sobre o processo seletivo ou maiores informações devem ser acessadas no edital, clicando aqui.

*Com informações da Capes

Read More...

Destaques, Educação

Enem 2019: confira 13 temas que podem cair na Redação

Fazer uma boa redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é tão importante quanto acertar as questões objetivas da prova, pois caso ela seja zerada o candidato será eliminado. Por isso, é fundamental administrar bem o tempo de produção de texto, adequar à estrutura dissertativa e estar atento aos possíveis assuntos que podem cair como tema.

Para ajudar a nortear quem está se preparando para o Enem 2019, coordenadores e docentes de cursinhos pré-vestibulares e colégios selecionaram 13 temas que são apostas do que pode ser tema da redação neste ano. Confira!

Apostas de tema

1. Meio ambiente: preservação ambiental; exploração de recursos naturais; tragédias ambientais; avanço da pecuária sobre áreas verdes; aquecimento global; queimadas e desmatamentos.

2. Saúde pública: aumento de casos de doenças sexualmente transmissíveis entre jovens; gravidez na adolescência; surto de sarampo e polêmicas sobre vacinas.

3. Segurança pública: porte e posse de armas; crise do sistema penitenciário brasileiro; políticas de segurança pública e violência urbana.

4. Controle parental: exposição de crianças a jogos, filmes e vídeos impróprios e perigo do contato de crianças com a internet.

5. Obesidade no Brasil: crescimento dos índices de obesidade no Brasil; políticas públicas de combate à obesidade e obesidade infantil.

6. Mobilidade urbana: meios de transporte alternativos; estrangulamento das malhas urbanas e problemas no sistema de transporte público.

7. Evasão escolar: abandono da escola durante o ensino fundamental e médio.

8. Analfabetismo: desigualdade social e analfabetismo.

9. Crise hídrica: causas e consequências da crise hídrica no Brasil.

10. Consumo e sustentabilidade: desperdício e consumismo.

11. Bullying nas escolas: agressões e ameaças na escola; violência psicológica e preconceito.

12. Preconceito linguístico: diversidade linguística no Brasil e importância de não inferiorizar determinadas variações do idioma.

13. Esportes como inclusão social: importância do esporte como oportunidade para jovens pobres.

Read More...