Destaques, Dicas, Economia

Corte alguns hábitos que podem estar levando seu dinheiro embora

É notório. Certos hábitos de consumo são armadilhas para quem pretende economizar. “São as compras no cartão de crédito, que vão virando uma bola de neve, a saidinha semanal com os amigos, depois do expediente… Esses e outros hábitos ajudam a sabotar o orçamento”, diz o presidente executivo do IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação, João Eloi Olenike.

Recentemente, o IBPT lançou o aplicativo Citizen. “Nosso App funciona como um auxiliar do consumidor em seus hábitos de consumo. Ao cadastrar as notas fiscais de suas compras no aplicativo, o usuário fica sabendo quanto do valor pago foi abocanhado pelos tributos. Após seis meses de uso constante, registrando compras em supermercados, farmácias, lojas, postos de combustíveis e restaurantes, o aplicativo identifica a inflação pessoal do usuário”, conta Olenike.

Disponível nas plataformas Android e iOS, após baixar o aplicativo e fazer o cadastro inicial, o usuário faz a leitura do QR Code da Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica (NFC-e) ou do código de barras do DANFE da NFe (Nota Fiscal Eletrônica) de cada compra, podendo também lançar notas fiscais de meses anteriores. No Citizen é possível controlar os gastos por categoria, data, valor total, estabelecimento onde comprou e pesquisar a evolução do valor unitário de cada bem ou mercadoria.

O IBPT identificou 10 hábitos que contribuem para que seu bolso fique vazio antes do mês terminar. São eles:

Saidinha semanal com os amigos

Nada contra! Depois de uma semana estressante, você tem sim o direito de aproveitar com os amigos. Mas aproveitar contando os trocados não é diversão. Então, que tal trocar a saidinha semanal por uma saída por mês?

Fuja dos congelados

Sim, essas refeições são uma “mão na roda”, mas você já parou pra pensar no que está embutido nesse custo? “Toda vez que compramos algo pré-cozido ou congelado, diferente do produto in natura, estamos pagando não só pelos ingredientes que compõem o prato, mas também pelo serviço da pessoa que nos promoveu tal comodidade”, afirma Olenike.

Compras por impulso

Tá aí um dos maiores erros cometidos pela maioria das pessoas. As compras por impulso são responsáveis pela maioria dos arrependimentos dos consumidores, porque geralmente o item adquirido fica lá, num canto qualquer, e o dinheiro… Bem, esse já era.

Empurrar as contas para o mês seguinte

Muitas vezes, você está com o dinheiro contadinho para as contas do mês e ainda tem uma “gordurinha” pra queimar, mas caiu em tentação e pensou: ‘Ah, mas essa conta de luz pode esperar para o mês que vem. Não vão me cortar a energia!’

A energia pode até não ser cortada, mas lembre-se, a próxima fatura virá com juros e se acumulará a do mês seguinte. Vale a pena?

Parcelamento da fatura do cartão de crédito

É um looping infinito. “O pagamento mínimo e o parcelamento da fatura do cartão de crédito são dois hábitos que comprometem a renda do cidadão. Ao pagar o mínimo, aquele valor restante soma-se ao da fatura do mês seguinte e aos juros. No outro mês, você opta por parcelar, parcela essa que se acumula à próxima fatura, e sair desse buraco negro de dívida leva tempo, pois os juros do cartão de crédito são muito altos; torna-se um caminho sem volta”, revela Olenike.

Assinatura de TV a cabo

Ok, sem radicalismos, mas você já parou pra pensar em quanto tempo você realmente passa dentro de casa? Sai cedo para o trabalho, muitas vezes emenda na faculdade à noite, e qual tempo sobra para assistir à programação da TV por assinatura? Atualmente, com a internet cada vez mais veloz, opções não faltam para assistir àquele filme ou programa que você gosta. Experimente!

Telefonia celular

Se o seu celular é o seu melhor amigo de trabalho, a gente entende. Mas será que você está realmente consumindo pelo menos metade daquilo a que seu pacote dá direito? Verifique a possibilidade de substituir seu pacote por outro, ou quem sabe, trocar de operadora por uma que ofereça planos e vantagens melhores.

Salão de beleza

Não precisa ser tão xiita, mas salão de beleza toda semana é para quem tem dinheiro sobrando, e não pra quem deseja economizar ou está com a grana curta. Considere investir em um bom creme e fazer a hidratação dos cabelos em casa, ou então, arrisque naquele esmalte lindo e faça as unhas você mesma! A internet está repleta de tutoriais que ensinam até mesmo as pessoas mais descoordenadas a fazerem as suas unhas.

Almoçar fora todo dia

Essa é uma daquelas arapucas que a gente não consegue fugir. Os colegas de trabalho convidam e você não consegue negar o convite. E no final do mês, fica tentando “esticar” o dinheiro. Opte por levar a própria marmita para o trabalho. Por que não? Dessa forma, você evita os gastos extras, além de se alimentar de maneira saudável.

Pare de colecionar

Se você é daquelas pessoas que possuem diversos itens iguais, várias peças de vestuário semelhantes no guarda-roupas, está na hora de fazer um dinheirinho extra com aquilo que não usa e, quem sabe, encontrar uma outra peça para chamar de sua em um brechó. Pense nisso!

Read More...

Destaques, Plantão Policial

[VÍDEO] Em fuga, dupla bate carro roubado e é presa pela PRF em Parnamirim

Depois de receber denúncia anônima sobre um veículo suspeito, que seguia com dois ocupantes, no sentido de João Pessoa para Natal, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu um veículo de luxo do tipo ASX, de cor cinza, no Km 109 da BR 101, no município de Parnamirim, após um longo acompanhamento tático.

“Foi dada ordem de parada ao condutor nas proximidades do km 116, porém este não obedeceu e fugiu em alta velocidade, inclusive transitando pelo acostamento, colocando em risco a vida dos outros usuários da rodovia”, diz em nota a PRF.

Após alguns quilômetros do acompanhamento, o motorista tentou fazer um retorno, quando perdeu o controle da direção do veículo e colidiu com uma mureta de proteção (guard rail). Nesse momento os policiais desceram da viatura e prenderam os suspeitos. Fato aconteceu nas proximidades do IFRN de Parnamirim.

No decorrer da abordagem, foi constatado que o veículo portava placa clonada, pertencente a um outro veículo, com as mesmas características localizado na cidade Fortaleza/CE. Dentro do carro, foi encontrado uma mochila contendo a quantia de R$ 44.085,00, em espécie, sem comprovação de origem.

Constatou-se também que o ASX havida sido tomado de assalto, no dia 10 de junho passado, na própria cidade de Parnamirim, região metropolitana de Natal.

O condutor, um homem de 34 anos, se feriu após a colisão e foi levado ao Hospital Regional Deoclécio Marques. Depois de medicado, ele foi encaminhado com o passageiro, um homem de 32 anos, para a Delegacia de Polícia Civil do Município.

Read More...

Tecnologia

Mais de 400 mil pessoas já foram alvo de malware financeiro em 2019

No primeiro semestre de 2019, os pesquisadores da Kaspersky identificaram ataques contra 430 mil usuários utilizando malware financeiro (roubo de dinheiro, criptomoedas ou dados de serviços financeiros). Este número representa 7% a mais do que o índice no mesmo período do ano anterior. Cerca de um terço (30,9%) dos alvos identificados são usuários corporativos – o dobro da quantidade no primeiro semestre de 2018 (15,3%).

O malware financeiro, ou mais conhecido por trojan bancário, tem como objetivo roubar dinheiro e dados financeiros, além de permitir que os cibercriminosos acessem informações dos computadores dos usuários e de seus bancos. Esse tipo de ação sempre ocupou uma parte significativa do cenário de ameaças, já que finanças são os incentivos mais importantes para os cibercriminosos e fraudadores.

Os dados da Kaspersky demonstram que o malware que visa roubar dinheiro está ativo e é extremamente perigoso, especialmente em ambientes corporativos, onde a maioria das redes geralmente depende de dispositivos conectados e, se um deles for comprometido, toda a entidade poderá ficar em risco.

Os meios mais comuns para esse tipo de ataque são e-mails de spam e sites de phishing. Essas páginas normalmente parecem ser de sites legítimos mas, na verdade, são criadas por cibercriminosos para o roubo de credenciais, dados de cartões e outros tipos de informações sigilosas. Durante o primeiro semestre de 2019, os pesquisadores da Kaspersky detectaram mais de 339 mil ataques de phishing se passando por grandes bancos.

Os pesquisadores também compilaram uma lista dos trojans mais usados contra empresas. Quatro em cada dez (40%) ameaças financeiras em usuários corporativos vieram de trojans bancários RTM – malware bancário que já está em destaque desde o ano passado. Em seguida está o Emotet, que corresponde a 15%. Essa ameaça é muito perigosa para as organizações, pois é capaz de ultrapassar a rede, se distribuir por meio de vulnerabilidades encontradas nos dispositivos desatualizados e ainda baixar outras ameaças nas máquinas das vítimas. Na sequência está o Trickster, um trojan bancário com 12% das ameaças identificadas.

Entre os usuários domésticos, a situação se mostrou um pouco diferente. A lista de malware que tentou atacá-los é liderada pelo Zbot (26%), que rouba credenciais e pode ser controlado por cibercriminosos de maneira remota, seguido pelos RTM e pelo Emotet mencionados acima. O interessante é que, em 2018, o RTM era quase totalmente voltado para empresas, enquanto os números do primeiro semestre de 2019 mostram que esse malware agora atinge uma parcela significativa das pessoas comuns.

“Esperamos observar um aumento no número de usuários atacados no segundo semestre de 2019. Isso porque, normalmente, atividades maliciosas aumentam depois do período de férias (entre junho e julho em algumas regiões do mundo), quando as pessoas usam menos seus dispositivos e, portanto, estão menos propensas a se tornar vítimas de cibercriminosos. Todos devem ter cuidado extra e ficarem muito atentos com todas as operações bancárias e financeiras que realizam online”, afirma Oleg Kupreev, pesquisador de segurança da Kaspersky.

Para proteger a sua empresa de trojans bancários, os especialistas da Kaspersky recomendam:

  • Realizar treinamentos de conscientização sobre cibersegurança para funcionários, especialmente os responsáveis pela contabilidade, para que saibam detectar ataques de phishing e não abram anexos ou cliquem em links de endereços desconhecidos ou suspeitos;
  • Instalar atualizações e correções mais recentes de todos os softwares utilizados na empresa;
  • Proibir a instalação de programas de origens desconhecidas;
  • Para detecção nas máquinas dos usuários, investigação e remediação antecipada de incidentes, é importante contar com soluções de Detecção & Respostas (EDR), como o Kaspersky Endpoint Detection and Response, que consegue captar malware bancário desconhecido;
  • Integrar relatórios de inteligência de ameaças aos sistemas de controle de incidentes (SIEMs) para ampliar o conhecimento de ameaças em seus centros operacionais de segurança.

Para os usuários domésticos, a Kaspersky recomenda que:

  • Instalem as atualizações de segurança em seus programas e sistema operacional;
  • Não instalem software de origem desconhecida. Em caso de plataformas móveis, desative essa opção no menu de configurações;
  • Usem uma solução de segurança confiável, como o Kaspersky Total Security.

Read More...

Destaques, Dicas

Reforma da Previdência: 5 motivos para poupar de forma independente

Na última semana, foi aprovado em primeiro turno o texto-base da proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência, que altera as regras de aposentadoria.

A votação ainda deve ser concluída e os debates devem continuar nos próximos dias ou até meses, porém, independente da aprovação, é fundamental que o brasileiro poupe para garantir uma aposentadoria tranquila.

Veja abaixo 5 motivos para poupar dinheiro pensando no seu futuro, segundo Reinaldo Domingos, do canal Dinheiro à Vista:

1- O salário do INSS é muito importante para os brasileiros e um direito do trabalhador. Entretanto, o valor não é suficiente para manter o padrão e a qualidade de vida. Em consequência, 21% dos idosos que já se aposentaram continuam trabalhando para complementar a renda, segundo pesquisa do SPC Brasil e da CNDL.

2- Será que para viver dignamente você precisará da ajuda de parentes ou de outras pessoas? Infelizmente, isso acontece com milhões de brasileiros. É importante ter consciência que mesmo tendo trabalhado a vida toda com carteira assinada, contribuindo para o INSS, a quantia recebida dificilmente será suficiente.

3- Ao que tudo indica, os trabalhadores se aposentarão cada vez mais tarde, por conta do crescimento da expectativa de vida do brasileiro. Para deixar de trabalhar no momento que quiser – ou passar a trabalhar apenas por prazer – é preciso poupar parte da renda durante o período produtivo.

4- Quanto antes começar a pensar em seu futuro, poderá poupar quantias menores e se beneficiar dos rendimentos ao longo dos anos. Há diversos investimentos adequados para a aposentadoria, como Previdência Privada e Tesouro Direto. Vale a pena conhecer um pouco mais a respeito.

5- Poucas pessoas têm o hábito de pensar no longo prazo (acima de dez anos), com receio de que o objetivo não seja atingido. Mas é possível conquistar a renda que garanta o padrão de vida desejado. Há uma planilha automatizada que indica o quanto se deve poupar mensalmente para conseguir, baixe gratuitamente clicando aqui (Cálculo de Aplicação para Independência Financeira).

Read More...

Destaques, Dicas

Filhos podem e devem participar do planejamento financeiro familiar

Mães e pais quebram a cabeça mensalmente pensando nas contas da família. Balancear os gastos básicos como comida e transporte se torna infinitamente mais difícil quando filhos entram na fórmula. Afinal, só quem arca com despesas como mensalidade, materiais escolares, presentes de aniversário (e Natal, e Dia das Crianças), entre outros, sabe o quanto tudo isso pode pesar no bolso.

É comum pensar que o planejamento financeiro familiar é um problema exclusivo dos pais, em razão da pouca idade das crianças. Porém, existem maneiras, sim, de conscientizar seus filhos – mesmo os pequenos -a pensar criticamente sobre dinheiro, investimentos e poupanças, o que trará apenas benefícios à saúde fiscal e também ao futuro de seus filhos.

Com as dicas abaixo, você pode colocar seus pequenos no dia a dia econômico de sua casa e aproveitar todos os frutos disso.

1 – Ofereça uma mesada

É extremamente importante que a criança tenha seu próprio dinheiro. Assim, ela vai aprender, muitas vezes por si própria, o real valor que ele tem. A frequência da mesada e seu valor fica à critério dos pais, sempre. Alguns preferem um regime semanal, enquanto outros recorrem ao mais tradicional pagamento mensal. Quanto à quantidade, uma boa dica é oferecer um valor baixo no início, e depois aumentar gradativamente.

2 – Ensine o valor de economizar agora para ganhar depois

Convenhamos que jovens não gastam milhares de reais. Seus gastos são esporádicos e momentâneos, como lanches ou passeios no cinema. Todos esses trazem prazeres instantâneos e dificultam o ensinamento da importância de economizar. O papel dos pais aqui é mostrar que um salgado a menos na hora do recreio pode significar, talvez, um jogo de videogame no final do mês.

3 – Recompense boas práticas

O aumento de mesada pode ser feito através da recompensa de boas práticas. Por exemplo: se seu filho realizar todas os deveres de casa, ganha um “bônus” naquele mês. Ou, se ele conseguir economizar metade de sua mesada, ganha um passeio de sua escolha (bancado pelos pais, claro). O importante aqui é passar a lição de que, com grandes esforços, é possível lograr bons resultados financeiros. É o primeiro passo para que eles aprendam sobre a importância do trabalho.

4 – Faça compra com seus filhos – de vez em quando

Apesar de não ser aconselhável levar os filhos para as compras do supermercado todas as semanas, a experiência pode ser positiva se feita com moderação. Mostrar a eles que seus alimentos diários têm um preço e que você, também, faz um planejamento financeiro para isso (leia-se: uma lista de compras) que vai ajuda-los a desenvolver sua capacidade financeira.

A habilidade para o planejamento financeiro deve ser treinada desde cedo nas crianças, assim como a leitura, a escrita e até a matemática. Não deixe este importante aprendizado apenas para a sala de aula. O dia a dia com a família também é crucial para que seu filho cresça com boas práticas financeiras.

*Texto escrito por Dora Ramos (orientadora financeira e terapeuta complementar/holística) para o Portal N10

Read More...