Concurso Público

Reajuste salarial tornará Concurso dos Correios ainda mais atrativo

Os Correios estão finalizando os ajustes para a publicação do edital de abertura de concurso público para preenchimento de vagas e formação de cadastro reserva para o cargo de agente de Correios, nas atividades de carteiro e operador de triagem e transbordo (OTT).

Serão cerca de 2 mil vagas com cadastro de reserva para vários Estados (AM, BA, MG, MS, MT, PE, PR, RJ, RS, SC, SP) e no DF. Desse total de vagas, 10% serão reservadas para pessoas com deficiência (PCD) e 20% para pessoas pretas e pardas (PPP). Estão previstos para os candidatos aprovados nas provas de conhecimento a realização do teste de esforço e, posteriormente, o exame médico admissional. Nos demais Estados, a empresa possui cadastro reserva do concurso de 2011, ainda vigente.

Sendo especulada como uma das grandes oportunidades previstas para 2015, o Concurso Correios deverá se tornar em breve ainda mais atraente. Isso porque está em negociação o reajuste da remuneração dos trabalhadores da empresa. Conforme divulgou a estatal, está na mesa de negociação uma proposta elaborada pelo vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Ives Granda, que consiste em um reajuste linear de R$200, o equivalente a 15% de aumento no salário inicial. Caso seja aprovada, os iniciais passarão a ser de pelo menos R$2.792,46 para carteiro e R$2.455,96 para operador de triagem e transbordo.

Os valores já incluem o vale-alimentação/refeição, Gratificação de Incentivo à Produção (GIP) e adicional de distribuição (apenas carteiro). Segundo a empresa, a proposta estava sendo votada em várias assembleias pelo país, na noite da última segunda-feira, dia 21 e será divulgada em breve.

Em entrevista recente, o presidente da estatal, Wagner Pinheiro, afirmou que, ao longo da validade do concurso, serão chamados mais aprovados que o previsto inicialmente. No último concurso, em 2011, a oferta inicial foi de 7 mil vagas para os cargos de nível médio, porém, foram feitas 20 mil contratações (mais de 40 mil foram convocados). A seleção será feita por meio de provas objetivas, com 50 questões sobre Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos Gerais, novidade no concurso. Haverá ainda teste de esforço físico – que em 2011 foi composto pelos testes de barra fixa, corrida de 12 minutos e dinamometria (força muscular) – e exame médico admissional, para os convocados.

Read More...

Concurso Público

Comissão aprova projeto que cria 1.230 vagas em TRFs

Foi aprovado, no último dia 9 de setembro, pela Comissão de Trabalho, de Administração e de Serviço Público da Câmara dos Deputados, o projeto de lei 8132/2014, que cria pelo menos 1.230 vagas para preenchimento efetivo de juízes, técnicos e analistas judiciários em todos os Tribunais Regionais Federais (TRFs) do país.

A proposta já havia sido aprovada por esta mesma comissão, durante reunião realizada em 1º de julho. Porém, a decisão foi contestada pelo deputado Ademir Camilo (Pros/MG) e, posteriormente, anulada. Com isto, a proposta voltou a ser aprovada no último dia 9.

Agora, antes de ser votada em plenário, a proposta ainda deve passar pelas comissões de finanças e tributação, e de constituição e justiça e de cidadania.

De acordo com o relator, deputado Benjamin Maranhão (SD/PB), há uma grande defasagem da capacidade de juízes em relação à demanda, lembrando que a criação de 230 varas da Justiça Federal de primeiro grau forçou a necessidade de recompor a justiça de segundo grau.

Segundo o portal JC Concursos, do total de oportunidades, 410 são para a carreira de técnico judiciário, com exigência de ensino médio, 738 para analista judiciário, de nível superior, e 82 para juízes. O projeto também visa a criação de diversos cargos e funções comissionadas. As remunerações iniciais das carreiras são de R$ 4.947,95 para técnicos, R$ 8.118,19 para analistas e R$ 23.997,19 para juízes.

Regiões
Para a primeira região, com sede em Brasília, e que engloba também os Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima e Tocantins, são 165 vagas efetivas para analistas, 297 para técnicos e 33 para juízes.

Na segunda, que inclui o Rio de Janeiro e Espírito Santo, são 60 efetivas para técnicos, 108 efetivas para analistas e 12 para juízes.

Na terceira, com São Paulo e Mato Grosso do Sul, 85 efetivas para técnicos, 153 efetivas para analistas e 17 para juízes.

Na quarta, que inclui Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, são 60 para técnicos, 108 para analistas e 12 para juízes.

Finalmente, para a quinta, que inclui Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe, são 40 para técnicos, 72 para analistas e oito para juízes.

Juízes
As vagas de juízes deverão ser preenchidas até 2019, com as respectivas oportunidades efetivas e comissionadas sendo criadas no sentido de permitir a instalação dos novos gabinetes, turmas e seções e das áreas administrativas.

Read More...

Concurso Público

Concurso público do Dnit pode ter até 1.131 vagas

O concurso público do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) pode ter até 1.131 vagas. A autorização depende agora do Ministério do Planejamento  que analisa o pedido.

De acordo com a Folha Dirigida, as 1.131 vagas poderão estar distribuídas pelos cargos de técnico administrativo e técnico de suporte em infraestrutura de transportes, no nível médio, e analista administrativo e analista em infraestrutura de transportes, no nível superior.

As remunerações iniciais são de R$3.715,50 para técnico administrativo, R$4.467,68 para técnico de suporte, R$7.020,41 para analista administrativo e R$9.076,01 para analista de infraestrutura. Os valores já incluem o auxílio-alimentação, de R$373. A distribuição das vagas pelos cargos ainda não foi informada pelo Dnit.

O último concurso da autarquia foi realizado em 2012. Na ocasião, foram oferecidas 1.200 vagas, sendo 767 apenas para técnico de suporte. Para técnico administrativo, foram 144, para analista administrativo, 110, e para analista em infraestrutura, 179. A organizadora da seleção foi a Esaf.

Read More...

Concurso Público

MTE divulga cargos solicitados para novo concurso

O departamento de recursos humanos do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgou todos os cargos solicitados ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para o concurso com 1.177 vagas de níveis médio e superior que o órgão pretende abrir.

Além das 951 ofertas para a função de agente administrativo, que exige nível médio, anunciadas anteriormente, o MTE revelou os cargos solicitados para os outros 226 postos de nível superior: serão 60 vagas para administrador; 60 para assistente social; três para bibliotecário; 25 para contador; uma para sociólogo; 64 para técnico em assuntos educacionais; seis para técnico em comunicação social; e sete para economista.

De acordo com a tabela de remuneração dos servidores federais de 2015, o cargo de agente administrativo oferece salário de R$3.176,95. As demais profissões apresentam vencimentos de R$4.861,11. Todos os salários já incluem o auxílio-alimentação de R$373,00.

A lotação das oportunidades ainda não foi definida, pois a distribuição pelas unidades do MTE só será realizada após o órgão receber a autorização por parte do Ministério do Planejamento, de acordo com a área de recursos humanos.

Concurso para auditor

Além dessas 1.177 ofertas, o Ministério do Trabalho e Emprego também aguarda um posicionamento oficial do MPOG quanto a outro pedido para abertura de concurso no órgão. Neste caso, serão oferecidas 847 oportunidades para o emprego de auditor fiscal do trabalho, função que exige nível superior em qualquer área de formação e apresenta remuneração inicial de R$16.116,64.

Último processo seletivo

O último concurso do Ministério do Trabalho e Emprego foi realizado no ano passado e teve 450 vagas, sendo 415 para a função de agente administrativo (nível médio) e 35 para o cargo de contador (nível superior). A execução do certame ficou sob a responsabilidade do Cespe/UnB.

A função de contador tinha vagas para trabalhar na sede da Administração Central, em Brasília/DF. Já as ofertas para agente administrativo foram locadas nos Estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

Fonte: Agência JC Concursos

Read More...

Concurso Público

Novo concurso da Polícia Rodoviária Federal será para 1.500 vagas

O pedido de autorização, feito pelo Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF) para a abertura de um novo concurso para o órgão, segue em trâmite no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. No dia 27 de maio de 2015 o pedido foi recebido pelo Departamento de Modelos Organizacionais e Força de Trabalho dos Setores de Infraestrutura e de Articulação do MPOG.

Estão sendo solicitadas 1.500 vagas no cargo de Policial Rodoviário Federal que requer o nível superior em qualquer área de formação além de Carteira Nacional de Habilitação categoria B.

O prazo de validade do último concurso foi prorrogado até maio de 2016 para que a PRF possa convocar os aprovados excedentes.

Read More...