Concurso Público, Destaques

Para incluir cota, inscrições do concurso da Polícia Federal são reabertas

O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) – responsável pelo concurso público da Polícia Federal (PF) — retificou o edital da seleção, que oferece 500 vagas, para ambos os sexos. O objetivo da mudança é permitir a inscrição de candidatos negros e/ou pessoas com deficiência, no cargo de perito criminal (o que não estava previsto).

O concurso está reabrindo as inscrições e o prazo de solicitação de isenção de taxa somente nesses casos específicos. O novo prazo de cadastramento para esse grupo começa nesta terça-feira, dia 7, e vai até 13 de agosto, na página oficial da seleção. Mas o número de oportunidades oferecidas permanece o mesmo.

De acordo com o edital, há vagas para os seguintes estados: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, além de unidades de fronteira.

Provas concurso PF 2018

A data provável da primeira fase do concurso também foi alterada. Agora, as provas objetivas e a avaliação discursiva serão aplicadas em 16 de setembro, para todos os inscritos, em vários estados. Os locais e os horários serão divulgados no dia 6 de setembro de 2018, no Diário Oficial da União e na internet.

Em seguida, haverá as fases de exame de aptidão física, avaliação médica e avaliação psicológica. A prova oral será aplicada somente para candidatos ao cargo de delegado, em Brasília (DF). No caso dos que vão concorrer ao posto de escrivão, haverá teste prático de digitação. A avaliação de títulos será feita somente com os candidatos a delegado e perito criminal.

Salário para os aprovados no concurso PF 2018

Os cargos de delegado e perito criminal têm remuneração de R$ 22.672,48 para 40 horas semanais de trabalho, em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva. As funções de agente, escrivão e papiloscopista têm ganhos mensais de R$ 11.983,26, nas mesmas condições.

Os aprovados e matriculados no Curso de Formação Profissional devem receber auxílio financeiro, na forma da legislação vigente, no valor de 50% do subsídio da classe inicial do cargo.

Este certame é válido por 30 dias, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período. Para mais informações, clique aqui e confira o Edital completo.

Confira os requisitos de cada cargo

Todos precisam ter idade mínima de 18 anos completos na data de matrícula no curso de formação profissional, além de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), categoria “B”, no mínimo.

Também é necessário estar em dia com as obrigações eleitorais e militares (neste último caso, para candidatos do sexo masculino).

Graduação exigida

Delegado — Diploma de bacharel em Direito e comprovação de três anos de atividade jurídica ou policial (Ciências Contábeis, Engenharia Elétrica, Ciências da Computação, Geologia, Química, Medicina e Farmácia, entre outros).

Perito criminal federal — Diploma de conclusão de curso superior em nível de graduação dos cursos especificados.

Agente — Diploma de conclusão de curso superior em nível de graduação.

Escrivão — Diploma de conclusão de curso superior em nível de graduação.

Papiloscopista — Diploma de conclusão de curso superior em nível de graduação.


Se você quer ficar por dentro das novidades de concurso público processo seletivo no Rio Grande do Norte, participe do nosso grupo no Facebook (clique aqui).

Read More...

Concurso Público, Destaques

Polícia Federal lança edital de concurso público com 500 vagas

A Polícia Federal lançou nesta sexta-feira (15) o edital de concurso público para provimento de 500 vagas de nível superior. O certame será realizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), que utilizará o método Cespe de seleção.

As vagas foram distribuídas entre os cargos de delegado de polícia federal (150), perito criminal federal (60), escrivão de polícia federal (80), papiloscopista de polícia federal (30) e agente de polícia federal (180). Os contratados devem cumprir jornadas com carga horária de 40h semanais, e as remunerações podem variar de R$ 11.983,26 a R$ 22.672,48.

É importante frisar que a lotação dos aprovados vai ocorrer preferencialmente nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins e em unidades de fronteira.

Inscrições para o concurso da Polícia Federal 2018

As inscrições serão recebidas via internet, no endereço eletrônico www.cespe.unb.br entre às 10h do dia 19 de junho de 2018 até às 18h do dia 2 de julho de 2018, horário oficial de Brasília (DF). Para a participação ser efetivada, o candidato deve efetuar o pagamento da taxa nos valores de R$ 180,00 e R$ 250,00.

concurso da Polícia Federal 2018

Os candidatos serão submetidos as seguintes etapas: Prova Objetiva, Prova Discursiva, Exame de Aptidão Física, Prova Oral, Avaliação Médica, Avaliação Psicológica, Avaliação de Títulos, Prova Prática de Digitação e Curso de Formação Profissional, podendo variar de acordo com a função escolhida.

As avaliações objetivas e discursivas estão previstas para o dia 19 de agosto de 2018. Vale ressaltar que a Avaliação de Títulos é destinada apenas aos cargos de Delegado de Polícia Federal e Perito Criminal Federal; a Prova Prática de Digitação é destinada apenas a função de Escrivão e a Prova Oral é aplicada em inscritos no cargo de Delegado de Polícia Federal.

Os aprovados e matriculados no Curso de Formação Profissional devem receber auxílio financeiro, na forma da legislação vigente, no valor de 50% do subsídio da classe inicial do cargo.

Este certame é válido por 30 dias, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período. Para mais informações, clique aqui e confira o Edital completo.

Read More...

Concurso Público, Destaques

Polícia Federal é autorizada a realizar concurso público para 500 vagas

O ministro de Segurança Pública, Raul Jungmann, autorizou, nesta sexta-feira (20), o concurso da Polícia Federal. A publicação do Diário Oficial da União prevê 150 vagas para o cargo de delegado, 60 de perito, 80 de escrivão, 30 de papiloscopista e 180 de agente, totalizando 500 vagas.

O prazo para a publicação do edital do concurso é de até seis meses a partir de hoje. Na última quarta-feira (18), Raul Jungmann já havia sinalizado que a autorização para o concurso sairia ainda no primeiro semestre deste ano e que a Polícia Federal já estaria trabalhando na elaboração do edital.

O presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Luís Antônio Boudens, comemora a publicação da portaria, mas lembra que, em março, foi enviado um ofício ao ministro e ao diretor-geral da PF, Rogério Galloro, pedindo uma melhor distribuição das vagas para o concurso. “Pedimos que seja feita uma melhor adequação, com destaque para os cargos de escrivães, visando corrigir a distorção hoje existente”, comenta.

O edital e a escolha da banca examinadora são os próximos passos para a realização do certame. A previsão é de que as provas sejam realizadas até o final de 2018.

Requisitos para o concurso da Polícia Federal

Para delegado, os candidatos devem ter nível superior em direito. Para perito, o edital definirá em quais áreas de graduação serão aceitas as inscrições. Para escrivão e agente, quem tem nível superior em qualquer área pode se inscrever.

Restrições das eleições não devem afetar concurso

Como neste ano haverá eleições para presidente, governadores e Congresso Nacional, haverá restrição na nomeação, contratação ou admissão do servidor público federal e estadual nos três meses que antecedem o pleito, marcado para 7 de outubro, até a posse dos eleitos, ou seja, de 7 de julho a 1º de janeiro de 2019. Mas, caso a homologação do concurso (divulgação do resultado final) seja feita até três meses antes das eleições, ou seja, até 7 de julho, as nomeações podem ocorrer em qualquer período do ano.

No caso do concurso da Polícia Federal, não há restrição para divulgação do edital, apenas para as nomeações, mas como o concurso engloba várias etapas, até que os aprovados sejam contratados, a restrição não estará mais valendo.

Read More...