Destaques, Educação

“Escola ELAS” promove melhorias na carreira e crescimento pessoal das mulheres

A desigualdade entre homens e mulheres no trabalho não diminuiu. Permanece há, pelo menos, 27 anos. Este é o alerta feito por um estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que também revelou diferença salarial no quesito gênero – o mercado de trabalho remunera cerca de 20% menos as mulheres quando comparadas com os profissionais do gênero masculino.

Diante dessa realidade, mulheres vem batalhando cada vez mais para combater essa desigualdade. E foi assim que Olívia Kamio, 36 anos, sentiu necessidade e coragem para mudar de carreira. Formada em Sistemas de Informação, com MBA em Gestão Empresarial e trabalhando com a Engenharia de Software, já não estava mais feliz, quando sentiu a necessidade de dar uma virada na vida profissional. “Precisava resgatar minha confiança para fazer essa mudança de carreira”.

A transformação real aconteceu na vida de Olívia quando a mesma conheceu a Escola ELAS. Focada no desenvolvimento pessoal de mulheres que desejam assumir posições de destaque nas empresas, em seus negócios ou na sociedade, a Escola Elas foca no desenvolvimento das potencialidades do universo feminino. “Fiquei apaixonada! A escola trouxe muitas mudanças internas e externas para minha vida. Consegui mudar de área e hoje atuo como profissional de Agile Coaching, que é um Coaching de métodos ágeis”, conta.

Para ajudar mulheres que desejam seguir uma carreira e alcançar os melhores cargos de liderança ou chefia, a Escola ELAS oferece cursos e consultorias focados no público feminino. Os cursos geralmente são ministrados na cidade de São Paulo, mas já houve turmas de workshop no Rio de Janeiro, Brasília e no estado de Minas Gerais.

“Percebemos que no mercado não existia nada neste nicho, pois é um treinamento direcionado para desenvolver a liderança. Nosso trabalho é só com as mulheres”, destaca a cofundadora do ELAS, Carine Roos, de 33 anos. Formada em Sociologia e Comunicação Social, ela já trabalha na área há uma década. “A escola existe há pouco mais de um ano mas é fruto de muito estudo”, acrescenta.

Atualmente, 30% do público das iniciativas da Escola ELAS são de outros estados.  Os cursos são presenciais. As inscrições podem ser feitas pelo site https://programaelas.com.br/. “Acreditamos no impacto social positivo, As mudanças são perceptíveis, acontecem de dentro para fora. As mulheres que participam ficam mais leves e aumentam seu poder de influência nos ambientes em que convivem. É um trabalho de cura e transformação”, define Carine.

Read More...

Destaques, Empregos e Estágios

Gosta de desenhar? Conheça profissões que tem como base o desenho

Visto antes como uma atividade para crianças, o desenho se tornou a base de variadas profissões. Atualmente, diversas ocupações têm em sua base o desenho. Apesar de ser imprescindível, já que tudo o que é feito atualmente pela sociedade passa pela fase do desenho, a profissão de desenhista não é regulamentada. Mesmo com esse obstáculo, trabalhar com desenho pode ser prazeroso e importante.

“Sem desenho não há joia. Todo o projeto para a confecção de uma peça parte de um desenho específico. Então, o desenho é o começo de toda e qualquer produção artesanal. É muito difícil iniciar um trabalho livre, sem uma referência”, afirma o designer de joias e artesão Luís França, conhecido no mundo da ourivesaria como @omagodosmetais.

Atuando há treze anos no mercado, o artesão ressalta que, ao confeccionar uma joia através de um esboço, busca superar não somente as expectativas do cliente, com também as suas. “Fico muito feliz e satisfeito quando consigo executar com maestria um desenho, uma arte, um esboço deixado pelo cliente. Nada melhor do que um sonho sair do papel sendo materializado numa joia de uma maneira que surpreenda não só ao cliente mas o artista também”, conclui.

Trabalhar com arte não é fácil e, além da criatividade, é exigido do profissional uma boa interpretação de texto, já que muitas vezes ele precisará criar algo baseando-se no que foi escrito e pensado por seus clientes. Durante a etapa do processo criativo, é preciso expressar melhor as ideias propostas através do desenho.

A designer de interiores Desirée Lisboa revela que a relação do desenho com a sua profissão é indispensável. “Na parte criativa e na técnica, que são obrigatórias, muitas vezes através da fala não conseguimos expressar nossas ideias. Por isso, um esboço em um papel ou até mesmo no computador faz com que a gente consiga clarear a mente para apresentar a melhor proposta ao cliente”, conclui.

Separamos para você algumas profissões que tem como base o desenho:

Arquitetura e Urbanismo

A arte de organizar, projetar e implementar espaços, sejam eles internos ou externos, baseado na estética e na funcionalidade, isso é a arquitetura. A graduação em arquitetura e urbanismo dura, em média, cinco anos e o estudante aprende a fazer planta das construções e a desenhar o interior delas. Aprende a criar objetos e logotipos. A formação possui diversas disciplinas ligadas ao desenho, como urbanismo, desenho arquitetônico e geometria gráfica. É uma graduação voltada para quem tem criatividade e interesse em desenvolvimento urbano.

Desenhista Industrial

Muitas coisas ao nosso redor são desenhadas por alguém. Geralmente, o profissional que faz esse trabalho é um designer ou desenhista industrial. Além de criar a estética visual do produto, o profissional precisa de criatividade para inventar peças que atendam a funcionalidade, custo e que sejam de fácil manuseio. O estudante dessa área aprende a fazer, desde o esboço de um produto, até protótipos físicos. A graduação na área pode ser feita de forma presencial ou à distância e tem duração média de quatro anos.

Designer de Interiores

Com o objetivo de preparar o profissional para ter habilidades em arranjar e planejar ambientes de acordo com os padrões de funcionalidade e estética, a graduação em design de interiores pode ser encontrada em duas modalidades de ensino superior, tecnólogo ou bacharelado. O estudante dessa área aprende a planejar como ficará o interior de um ambiente com objetos, iluminação e acabamento. O curso possui grande parte da sua carga horária destinada a matérias práticas ligadas ao desenho, como perspectiva prática e desenho arquitetônico.

Designer Gráfico

O estudante que optar pela graduação em design gráfico precisará de talento para desenhar, criatividade, conhecimento em software de desenho e edição e paixão pela profissão. A graduação pode ser encontrada em duas modalidades de ensino superior, tecnólogo ou bacharelado. O estudante aprende a usar suas habilidades artísticas para criar elementos visuais usados em logotipos, anúncios, layouts de revistas, sites, folhetos e outros materiais gráficos. Através de softwares de desenho, começa a desenvolver imagens desde os primeiros conceitos até a versão final usada nas publicações.

Designer de Joias

Um designer de joias cria e produz peças únicas utilizando metais nobres como o ouro, a prata e pedras preciosas. Para criar produtos exclusivos e ao gosto do cliente, o profissional precisa ter como base o desenho. Muitas vezes, o cliente disponibiliza o desenho e, a partir disso, o designer produz a peça. O profissional nessa área precisa ser criativo para apresentar novas ideias e ter habilidade para trabalhar com ferramentas e metais.

Read More...

Destaques, Empregos e Estágios

Simples mudanças de comportamento podem fazer a diferença na profissão

O desejo da maioria dos profissionais é ingressar numa empresa e obter crescimento profissional. Para que isso ocorra, é preciso estar atento às demandas e mudanças do mercado e também disposto a aprender diariamente dentro da instituição. Os cursos de graduação ensinam muito ao longo da sua duração, mas existem lições que só podem ser adquiridas no convívio diário no ambiente de trabalho.

Confira algumas dicas para você se destacar profissionalmente.  

Aproveite todas as oportunidades de crescimento

Muitas vezes, uma mudança de função não vem acompanhada de um aumento na remuneração. Por conta disso, muitos profissionais recusam imediatamente uma proposta que não vem acompanhada de aumento salarial. Porém, a situação pode ser vista de outras maneiras: como uma nova oportunidade e desafio para adquirir mais conhecimentos e aprendizado, que pode ser usado como diferencial na própria organização ou em outras que o profissional venha atuar.

Mantenha os seus conhecimentos atualizados

Com o mercado em constante transformação e empresas acompanhando essas mudanças, o profissional precisa fazer o mesmo. Investir, cada vez mais, em qualificação e participar de cursos gratuitos, palestras, portais dedicados a determinados assuntos, entre outros.

Outra possibilidade é turbinar o currículo com um curso de inglês ou uma pós-graduação. Ter domínio de outro idioma auxilia a busca por uma boa colocação no mercado, assim como a pós-graduação especializa em determinada área e é um diferencial no currículo. 

O Educa Mais Brasil pode te ajudar, tanto com os cursos de idiomas quanto com a pós-graduação. O maior programa de fomento ao ensino do país oferta bolsas de estudos de até 70% nas modalidades em diversas modalidades (saiba mais clicando aqui). Basta realizar uma inscrição gratuita no site www.educamaisbrasil.com.br/portaln10, verificar as opções disponíveis e clicar em ‘quero esta bolsa’ quando encontrar à mais adequada.

Entenda a empresa onde trabalha

É preciso entender a empresa como um todo, para que assim, você possa demonstrar todas as suas habilidades, até mesmo aquelas que não são exigidas. Entender o mercado, quais os serviços prestados, as fraquezas e potenciais para que dessa forma possa propor estratégias eficientes para a melhor fluidez da empresa. Proatividade e esforços possibilitam que você seja notado pelos chefes e ao mesmo tempo adquira conhecimento entendendo o funcionamento do ambiente de trabalho.  

Fonte: Agência E+B

Read More...

Destaques, Saúde

Saúde bucal influencia na saúde física e emocional

O sistema da boca pode contribuir para problemas como doenças autoimunes, obesidade, câncer, além de outros diagnósticos. Talvez você não saiba mas a grande parte das patologias ou incômodos pode estar associada à cavidade bucal, principalmente interligada aos dentes. A profissional em Odontologia e Biocibernética Bucal, Rose Meire Sousa, alerta para a importância de uma postura bucal para o bom funcionamento corporal.

“Cada dente está inter-relacionado com órgão ou sistema do corpo. É preciso entender que cada movimentação que é feita na boca vai ter um desdobramento de forma sistêmica nos órgãos e na parte psíquica, na própria estrutura emocional”. Segundo a especialista, para traçar o diagnóstico adequado tudo começa com uma anamnese. “Com isso, vejo o que está funcionando e também o que não está e traço o planejamento do tratamento. A primeira proposta é fazer um resgate postural porque cada um de nós possuí uma postura original”, explica.

Através de um aparelho a especialista analisa a estrutura bucal e avalia de forma sistemática. “Só então desenho o aparelho para resgatar uma postura bucal. Os aparelhos servem para resgatar essa postura e melhorar os aspectos físicos e os problemas digestivos, de coluna, respiratório, disfunção da articulação temporomandibular (ATM), dentre outros”.

Além de prevenir doenças, você pode descobrir questões que talvez nem associe à saúde bucal. A odontóloga Rose Meire pontua que “a posição de cada dente corresponde a uma parte emocional ou psíquica. Ou seja, cada dente caracteriza uma emoção, como por exemplo os incisivos centrais (os dois dentes da frente), que estão ligados ao comportamento, personalidade, à forma como você se comporta na vida”.

Se quiser

Read More...

Destaques, Educação

5 cursos para quem gosta de matemática concorrer pelo Enem

disciplina que envolve o universo dos números não é nem de longe a queridinha de muitos brasileiros. Porém, ela é a preferida de alguns estudantes, que além de gostar da matemática, pensam em seguir carreira em profissões que exigem um bom entendimento de cálculos, medidas, variações e estatísticas.

Para quem não resiste à ciência do raciocínio lógico e abstrato e quer escolher um curso superior para concorrer a uma vaga na faculdade por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) há opções de carreiras. Conheça algumas graduações para os amantes dessa área do conhecimento.

Confira a lista:

Cursos para quem gosta de matemática

1. Engenharia de Alimentos   

O curso de Engenharia de Alimentos forma profissionais aptos para atuar diretamente ligado ao estudo da produção de alimentos em escala industrial. A titulação é de grau bacharelado e no mercado de trabalho podem atuar em todas as etapas do processo de fabricação e conservação de alimentos, como também no desenvolvimento de técnicas, maquinários e software, definição de métodos de tratamento de resíduos, entre outros. 

Por se tratar de um curso da área da Engenharia, após a graduação os profissionais precisam fazer o registro profissional junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do estado onde vai atuar.

2. Ciências Contábeis

O contador é responsável pelas contas da empresa ou pessoa física contratante, fazendo o registro e o controle de receita, auditoria e perícia das áreas contábeis. O curso de Ciências Contábeis é uma graduação de nível superior com titulação de bacharelado. A graduação é direcionada para quem tem o perfil voltado para organização e aptidão para lidar com números.

3. Ciência da Computação

curso de Ciências da Computação tem duração média de quatro anos e é disponibilizado na modalidade de bacharelado. Durante a graduação, o estudante é preparado para desenvolver, implantar e manter sistemas de acordo com metodologia e técnicas adequadas, com o objetivo de dar maior qualidade, custos, prazos e benefícios, aos processos e rotinas de trabalho das áreas.

4. Estatística

O curso de Estatística é uma graduação de nível superior com titulação de bacharelado da área das Ciências Exatas. Ao longo dos quatro anos de estudo os estudantes são capacitados para trabalhar com a coleta, análise e interpretação de dados numéricos no estudo de fenômenos naturais, econômicos e sociais. No mercado de trabalho pode atuar com o levantamento de informações por meio de questionários, entrevistas, medições e análise de dados, visando ajudar na tomada de decisões de empresas.

5. Matemática

graduação em matemática conta com duas modalidades de titulação: bacharelado e licenciatura. Independente da habilitação, o curso tem duração média de quatro anos. Quem opta pela graduação com titulação de bacharelado, pode atuar em indústrias e empresas juntamente com equipes multidisciplinares e desenvolver atividades como resolução de problemas que envolvem cálculos e lógica, como desenvolvimento de produtos, por exemplo.

Já o profissional que opta pela licenciatura atua no campo da docência, ministrando aulas, como professor na educação básica ou até mesmo no nível superior – a depender da continuação acadêmica em mestrados.

Fonte: Agência Educa Mais| Géssica Santos

Read More...