Destaques, Natal

Mais de 141 mil pessoas já foram imunizadas na campanha contra influenza em Natal

Em Natal, pouco mais de 141 mil pessoas já foram imunizadas na Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza, segundo dados do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O número corresponde a cerca de 66% da meta, que é vacinar 212 mil natalenses que fazem parte dos grupos prioritários.

Os idosos seguem como o grupo que mais tem procurado atendimento, com 59.943 vacinados, seguidos por: portadores de doenças crônicas não transmissíveis (25.824); crianças entre 6 meses e menores de cinco anos (22.699); e trabalhadores da saúde (18.834).

Lembrando que a Campanha segue até o dia 1º de junho e é exclusiva para quem faz parte dos grupos de risco definidos pelo Ministério da Saúde, que ainda contempla: gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), indígenas, professores, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Para receber a dose da vacina é preciso apresentar documento de identificação com foto; cartão de vacinação (caso não tenha, um novo será feito na unidade); se for necessário, documento que ateste fazer parte do grupo de risco, como receituário ou comprovante médico no caso de portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

Read More...

RN

RN alcança a meta de 80% da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza

Considerando que o estado do RN prorrogou a Campanha de Influenza até esta sexta-feira, 10 de julho, e mediante a cobertura vacinal alcançada até o momento, de 80,07 % (533.766 doses aplicadas), a SESAP mantém a recomendação de que os usuários dos grupos prioritários continuem buscando as salas de vacina para serem imunizados.

As atuais coberturas são as seguintes
· Crianças: 78,50%

· Trabalhador de Saúde: 92,77%

· Gestante: 77,47%

· Puérpera: 98,68%

· Idoso: 79,77%

· Indígena: 55,93%

A meta mínima preconizada pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) é de 80% para todos os grupos, sendo assim, verifica-se que as gestantes e a população indígena encontram-se com as menores coberturas. A SESAP/Programa Estadual de Imunizações visando à homogeneidade das coberturas, mantém a recomendação da vacinação dos demais grupos que ainda não alcançaram a meta.

Read More...